Lago Khuvsgul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lago Khuvsgul / Ubsugul / Khuvsgul nuur / Khövsgöl Nuur
O lgao em imagem de satélite
Localização
Coordenadas 51° 6' N 100° 30' E
País Mongólia
Características
Tipo Lago de rifte
Altitude 1 645 m
Área * 2760 km²
Comprimento máximo 136 km
Largura máxima 36.5 km
Profundidade média 138 m
Profundidade máxima 267 m
Volume * 480.7 km³
Efluentes Rio Eg
Ilhas Modon khui, Khadan khui, Modot tolgoi, Baga khui
Lago Khuvsgul / Ubsugul / Khuvsgul nuur / Khövsgöl Nuur está localizado em: Mongólia
Lago Khuvsgul / Ubsugul / Khuvsgul nuur / Khövsgöl Nuur
Localização na Mongólia
* Os valores do perímetro, área e volume podem ser imprecisos devido às estimativas envolvidas, podendo não estar normalizadas.

O lago Khuvsgul, lago Ubsugul, Khuvsgul nuur ou Khövsgöl Nuur (em mongol: Хөвсгөл нуур, Höwsgöl núr; escrita mongol tradicional:Kobsogol naghur, köbsügül naɣur), também referido como Khövsgöl dalai (Хөвсгөл далай, Höwsgöl dalai; oceano Khövsgöl) ou Dalai Eej (Далай ээж, Dalai éj; mãe oceano) é o maior lago de água doce da Mongólia em volume, e o segundo maior do país em área.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O lago Khövsgöl

O lago situa-se no noroeste da Mongólia perto da fronteira com a Rússia, no sopé da parte oriental das Montanhas Sayan, a 1645 m de altitude. Tem 136 km de comprimento e uma profundidade máxima de 262 m. É o segundo lago de água doce mais volumoso na Ásia e detém quase 70% da água doce da Mongólia e 0,4% de toda a água fresca no mundo.[1] A cidade de Hatgal situa-se no extremo sul do lago.[2]

A sua bacia hidrográfica é relativamente pequena, e tem apenas pequenos rios afluentes. O lago é drenado no extremo sul pelo rio Eg, que se liga ao ao rio Selenga e, finalmente, ao lago Baikal. Entre os dois lagos, a água percorre uma distância superior a 1000 km, e desce 1169 m de desnível. A sua localização no norte da Mongólia forma uma parte dos limites meridionais da grande floresta de taiga da Sibéria, da qual a árvore dominante é o larício-da-sibéria (Larix sibirica).

O lago encontra-se rodeado por várias cadeias montanhosas. A montanha mais alta, atingindo 3492 m de altitude, é o Bürenkhaan/Mönkh Saridag, que tem seu pico a norte do lago exatamente sobre a fronteira russo-mongol.[2] A superfície do lago congela completamente no inverno. A cobertura de gelo no inverno é forte o suficiente para sustentar veículos pesados; rotas de transporte foram instaladas na sua superfície servindo de alternativa para as estradas normais. No entanto, esta prática encontra-se agora proibida para evitar a poluição do lago tanto de vazamentos de petróleo quanto de veículos que atravessam o gelo. Estima-se que cerca de 30 a 40 veículos se tenham afundado no lago ao longo dos anos.[3]

Importância ecológica[editar | editar código-fonte]

O Khuvsgul é um dos 17 lagos antigos do mundo, com mais de 2 milhões de anos, e o mais prístino (além do Lago Vostok,[4][5] além de ser a reserva de água potável mais significativa da Mongólia. A sua água é potável sem qualquer tratamento. O Khuvsgul é um lago ultraoligotrófico (ou seja, com águas muito pobres em nutrientes e consequentemente com baixa taxa de produção de matéria orgânica) e elevada limpidez de água (profundidades de Secchi superiores a 18 m são comuns). A comunidade de peixes do lago é pobre em espécies em comparação com a do lago Baikal. As espécies de interesse comercial e recreativo incluem a perca-euroasiática (Perca fluviatilis), lota-do-rio (Lota lota), truta-asiática (Brachymystax lenok) e a endémica Thymallus nigrescens, espécie em risco. Embora estivesse em perigo pela caça furtiva durante a sua época de desova, esta última espécie ainda é abundante em grande parte do lago.[6][7]

A área do lago é um parque nacional maior do que o Parque Nacional de Yellowstone nos Estados Unidos, e é estritamente protegida como uma zona de transição entre as estepes da Ásia Central e a taiga da Sibéria. Apesar do estatuto protegido do lago, a pesca ilegal é comum e as proibições contra a pesca comercial com redes de emalhar raramente são aplicadas. O lago é tradicionalmente considerado sagrado numa terra que sofre de condições áridas, onde a maioria dos lagos são salgados. O parque é o lar de uma variedade de vida selvagem, com espécies como o ibex, argali, veado-vermelho, lobo, glutão, cervo-almiscarado-siberiano, urso-pardo, alce e zibelina.[8]

Etimologia e transliteração[editar | editar código-fonte]

O nome Khövsgöl provém da língua tuviniana para "lago de água azul"[9] Nuur é a palavra mongol para "lago." Há muitas variantes para a transcrição, dependendo do modo como a letra do alfabeto cirílico "х" é translisterada em "h" ou "kh," ou como o "ө" é transliterado em "ö," "o," ou "u." As transcrições a partir do nome na escrita mongol tradicional, como Hubsugul, Khubsugul, etc. também podem surgir.

Vista panorâmica do lago Khövsgöl

Referências

  1. Institute for Mongolia Research Guide. «The Aquatic Invertebrates of the watershed of Lake Hovsgol in northern Mongolia». Consultado em 5 de novembro de 2017. 
  2. a b Google Maps. [maps.google.com «Google Maps»] Verifique valor |URL= (ajuda). Consultado em 8 de novembro de 2017. 
  3. Mongol News. «New initiative aims to remove bodies and cars from Lake Khuvsgul». 2013. Consultado em 8 de novembro de 2017. 
  4. worldlakes.org. «Lake Hovsgol». Consultado em 5 de novembro de 2017. 
  5. Goulden, Clyde E.; et al. «The Mongolian LTER: Hovsgol National Park». Consultado em 27 de fevereiro de 2007. 
  6. DIVER Magazine, Março deh 2009
  7. Ed. Froese, Rainer; Pauly, Daniel (fevereiro de 2017). «"Thymallus nigrescens. www.fishbase.org (em inglês). FishBase 
  8. LakeLubbers.com. «Lake Khovsgol, Mongolia». Consultado em 8 de novembro de 2017. 
  9. Shomfai, David Kara (2003). "Traditional musical life of Tuvans of Mongolia" in Melodii khoomei-III: 40, 80. [S.l.: s.n.]