Saltar para o conteúdo

Lago Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Região Administrativa de Lago Sul
Região Administrativa XVI
Fundação: 30 de agosto de 1960 (63 anos)
Lei de criação: 643 de 10 de janeiro de 1994

Mapa de Lago Sul
Mapa de Lago Sul

Limites: Santa Maria, Park Way, Candangolândia, Plano Piloto[1], Paranoá, Jardim Botânico e São Sebastião
Distância de Brasília: 8 km
Administrador(a): Rubens Santoro Neto
Área  
 - Total 183.39 km²
População  
 - Total 30.175[2] habitantes '
IDH 0,955 muito alto SEPLAN/2000[3]
Site governamental www.lagosul.df.gov.br
Uma das vias de Lago Sul

Lago Sul é uma região administrativa do Distrito Federal brasileiro. Comporta uma parte da classe alta brasiliense, juntamente com o Lago Norte.[4][5] A região administrativa é berço da rede de fast food Giraffas, como também abriga o importante Aeroporto de Brasília.[6]

Lago Sul foi fundada em 30 de agosto de 1960, recebendo a condição de região administrativa, conforme a Lei 643, de 10 de janeiro de 1994. O Lago Sul é dividido em Quadras de Lago (QL) e Quadras Internas (QI). Cada Quadra é composta de varias ruas numeradas sequencialmente, identificadas como Conjuntos. O endereço QI 26, Conjunto 2, então, indica a segunda rua da vigésima sexta Quadra Interna, a partir do aeroporto no sentido da barragem do Paranoá. Existem também vários condomínios fechados. A maioria destes foram construídos recentemente e se encontram do lado oposto da encosta vista do Lago Paranoá.

Não existem prédios habitacionais no Lago Sul. Todos os residentes moram em casas individuais restritas a três ou menos andares. Apesar de ser predominantemente residencial, o Lago Sul abriga centros de comércio pequenos, escolas públicas e privadas, clínicas e alguns pontos turísticos, a exemplo da Ermida de Dom Bosco.

Possui uma das maiores rendas per capita do Distrito Federal juntamente com o Lago Norte. Juntos Lago Sul e norte possuem uma das maiores concentrações de piscinas residenciais por habitante do mundo.[carece de fontes?]

Conectado à Asa Sul e Asa Norte por três pontes, o Lago Sul destaca-se quando visto da área central de Brasília, como uma pequena cidade nas encostas das colinas além do Lago Paranoá.

Uma de suas três pontes, a Ponte Juscelino Kubitschek, é um dos cartões-postais de Brasília.

Referências

  1. Lei nº 1.648, de 16 de setembro de 1997
  2. «Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios - 2010/2011» (PDF). Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan). Agosto de 2012. Consultado em 25 de agosto de 2012 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M das Regiões Administrativas do Distrito Federal». Secretaria de Planejamento e Orçamento do Distrito Federal (Seplan). 2000. Consultado em 22 de julho de 2012 
  4. Ana Viriato. «Renda da classe alta brasiliense é 6 vezes maior que a de famílias carentes». 21 de março de 2019. Consultado em 3 de abril de 2019 
  5. Leticia Carvalho (21 de julho de 2016). «Asa Sul e Lago Sul têm a maior proporção de famílias ricas do país». Metrópoles. Consultado em 3 de abril de 2019 
  6. «Made in Brasília». Correio Braziliense. Consultado em 3 de abril de 2019 

Ligações externas

[editar | editar código-fonte]
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Lago Sul