Lagoa Real

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Lagoa Real
""Terra da Vaquejada""
Bandeira de Lagoa Real
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 13 de junho
Fundação 1989
Gentílico lagoarealense
Lema Autonomia Paz Trabalho
Prefeito(a) Francisco José Cardoso de Freitas (Zezinho) (PFL)
(2013–2016)
Localização
Localização de Lagoa Real
Localização de Lagoa Real na Bahia
Lagoa Real está localizado em: Brasil
Lagoa Real
Localização de Lagoa Real no Brasil
14° 02' 06" S 42° 08' 31" O14° 02' 06" S 42° 08' 31" O
Unidade federativa  Bahia
Mesorregião Centro-Sul Baiano IBGE/2008[1]
Microrregião Guanambi IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Livramento de Nossa Senhora, Rio do Antônio, Ibiassucê, Caetité
Distância até a capital 731 km
Características geográficas
Área 996,292 km² [2]
População 13 934 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 13,99 hab./km²
Altitude 731 m
Clima semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,545 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 37 602,095 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 2 618,71 IBGE/2008[5]
Página oficial

Lagoa Real é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população, segundo dados do Censo do IBGE em 2007, é de 13.795 habitantes. Conhecida como a Terra da Vaquejada; o Município de Lagoa Real situa-se na Região Sudoeste da Bahia.

Dista da Capital do estado 731 quilômetros. Sua principal festa é a "Missa do Vaqueiro", ocorrendo no mês de junho, todos os anos.

História[editar | editar código-fonte]

Até sua emancipação, em 13 de junho de 1989, foi um dos maiores e mais importantes distritos de Caetité. Nesta condição foi berço do ex-presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Oliveiros Guanais.

Um importante episódio de sua história foi a passagem da Coluna Prestes que, evitando a sede municipal, atacou o distrito.

Na década de 1980 a população mobilizou-se numa Associação que, finalmente, obteve a emancipação do município.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Municípios limítrofes[editar | editar código-fonte]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

  • Rio São João
  • Rio São Pedro
  • Rio Riachão
  • Lagoa Real
  • Lagoa do Peixe
  • Lagoa Nova
  • Lagoa Dantas
  • Lagoa das Cinzas
  • Lagoa do Carrapato

Jazidas de urânio[editar | editar código-fonte]

Possui uma das maiores jazidas de urânio do território brasileiro.

Em reportagem publicada pelo jornal Estadão, em 25/08/2015, a estatal federal Indústrias Nucleares do Brasil (INB) declarou que encontrou água contaminada com alto teor de urânio na zona rural da cidade. A primeira checagem da água foi feita em outubro de 2014 e a segunda checagem em março de 2015, imprópria para o consumo humano.[6]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 24 de agosto de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  6. INB diz que informou prefeitura por telefone sobre urânio.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]