Lalola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lalola
Lalola (BR)
Logo da novela usado na abertura.
Informação geral
Também conhecido(a) como lal♂l♀
Formato Telenovela
Duração 50 minutos
Criador(es) Sebastian Ortega
País de origem  Argentina
Idioma original espanhol
Produção
Diretor(es)
  • Gustavo Luppi
  • Diego Suárez
  • Marcelo Suárez
  • Mariano Ardanaz
  • Nicolás Mazzi
Produtor(es) Celina Amadeo
Pablo Cullel
Produtor(es) executivo(s) Mónica Faccennini
Roteirista(s)
  • Nuri Abramovicz
  • Santiago Calori
  • Susana Cardozo
  • Daniel Datola
  • Esther Feldman
  • Carolina Gonzalez
  • Pablo Lago
  • Marisel Lloberas
  • Alejandro Maci
  • Sebastián Ortega
  • Alejandro Quesada
Elenco
Tema de abertura Enamorada de Miranda!
Tema de encerramento Hola de Miranda!
Empresa(s) de produção
  • América TV
  • Dori Media Contenidos
  • Underground Contenidos
Exibição
Emissora de televisão original Argentina América TV
Formato de exibição 480i (SDTV)
Transmissão original Argentina América TV
Brasil Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) – 29 de abril de 2008
N.º de episódios 150

Lalola (muitas vezes estilizado graficamente lal♂l♀) é uma telenovela de comédia argentina que foi ao ar em 28 de agosto de 2007 e terminou em 29 de abril de 2008. Foi produzida e exibida pela emissora América TV, sendo a única ficção desse sinal na época de sua transmissão. Foi estrelado por Carla Peterson e Luciano Castro, juntamente com a participação antagônica de Rafael Ferro e Agustina Lecouna.[1]

A telenovela tem um enredo sobre Lalo Padilla, diretor de uma revista popular que depois de uma noite de paixão, deixa suas conquistas. Mas sua mais recente conquista, Romina, quando tratada dessa maneira, vinga-se com um feitiço. Ao acordar, Lalo descobre que seu corpo havia sido alterado para o de uma mulher, originando assim uma série de emaranhados de identidade que seriam mantidos ao longo da série.

Ganhou nove prêmios Martin Fierro em 2007 e também no mesmo ano o Martín Fierro de Oro.

Produção[editar | editar código-fonte]

A série foi confirmada alguns meses antes de seu lançamento e é anunciada para estrear junho de 2007, mas é adiada[2] e apresentada apenas em julho de 2007, foi apresentada no Ciudad Cultural Konex em Buenos Aires.[3]

Desde o seu lançamento a Dori Media Group, tinha a intenção de vender o formato internacionalmente[3][2] e teve um orçamento de US$ 35 mil por episódio, totalizando US$ 4 milhões.[3]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Camilo "Lalo" Padilla (interpretado por Juan Gil Navarro) é o diretor da empresa de mídia "High Five", editor da famosa revista Don, e tem muitas mulheres à sua volta. Romina (interpretada por Marcela Kloosterboer), apaixonada por Lalo, decide castigar sua falta de compromisso com ela. Ela contrata a bruxa para lançar um feitiço sobre ele, o que o transforma em uma mulher bonita, Romina queria que ele soubesse como é para uma mulher que está sendo assediada.

Lalo (agora interpretado por Carla Peterson) acorda como uma mulher, em estado de total confusão. No entanto, a amiga de Lalo, Graciela "Grace" Neira (interpretada por Muriel Santa Ana) acredita no que aconteceu quando ouviu o telefonema de Romina para a casa de Lalo dizendo o que ela fez. Como parece improvável que alguém mais acredite que Camilo foi magicamente transformado, Camilo assume uma nova identidade: Dolores "Lola" Padilla, prima de Lalo. Lalo "teve que fazer uma viagem urgente à Alemanha porque seu pai ficou doente", e nomeou Lola para ocupar o seu lugar. Enquanto tenta encontrar uma maneira de mudar de volta, há um novo conjunto de desafios a enfrentar que Lalo não teve que experimentar antes, tanto dentro como fora do local de trabalho.

A partir disso, começam a acontecer situações muito engraçadas, nas quais Lalo começa a descobrir, nas mãos da Grace, todas as coisas que tornam as mulheres diferentes dos homens: usam saltos, usam saias, menstruam e assim por diante. Pouco a pouco, ele começa a perceber como algumas pessoas eram falsas com Lalo, como seu melhor amigo Gastão Zacks, um dos principais oponentes à presença de Lola no editorial. Ao lado dele é Vicky, para boicotar o novo chefe e ocasionalmente algum outro personagem como a filha da dona Natalia Aguirre ou sua mãe Carola. Mas Lola também tem alguns aliados como Andrei Aguirre, o presidente da High Five, que ela rapidamente coloca em seu bolso e Fernando, o fotógrafo que começa a mostrar interesse na forma feminina de Lalo.

Sem perceber, Lola e Fernando começam a se aproximar, mas Lola freia constantemente, pois experimenta as contradições de sua nova identidade: aceitar que ela quer que Fernando seja, de certo modo, assumir outra sexualidade.

Entre as constantes reviravoltas de seu relacionamento está Natalia - momentaneamente namorada de Fernando - e Sabrina, sua ex-namorada e mãe de sua filha. Mais tarde, Lola aceita que está apaixonada por Fernando e confessa sua verdadeira identidade, mas esse fato aparentemente implausível os distancia. É então quando a série dá uma volta ao introduzir dois novos personagens regulares: Sergio e Gina.

Sergio conhece Lola um dia e a chama de Daniela. Então, ela e Grace descobrem que na verdade o corpo pertencia a uma mulher, Daniela Calori, e como resultado do eclipse que ocorreu durante a noite de encantamento, foi trocado com Lalo. Neste ponto, o protagonista assume uma identidade tripla para tentar recuperar seu corpo velho, mas começa a considerar se realmente quer ser quem era novamente.

Nos últimos capítulos da série, Lola descobre que tem a possibilidade de quebrar o feitiço quando se repete o mesmo fenômeno astronômico que a fez o que ela é. Agora que ela recompôs seu relacionamento com Fernando, ela decide ficar como é e morar com ele como um casal.

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • Dolores "Lola" Padilla / Daniela Calori
'"Lola", é a mulher em que Lalo foi convertido. Ela entra para assumir a posição de Lalo como a nova diretora da agência de publicidade, posando como sua prima. Ela é intolerante com comentários sexistas dirigidos a sua pessoa, entende o que significa ser mulher graças à ajuda de sua melhor amiga Grace. Ela começa a simpatizar com a filha de Fernando e se apaixonar por ele, embora no início ele não admita isso. Ela consegue ter uma rivalidade com Natalia, a filha de Andrei. "Daniela Calori", é a versão feminina de Ramiro Lalo Padilla, engana um homem e isso faz dele um homem. Quando ela muda de corpo com Lalo, ela usa o nome de Carlos. No último capítulo ele fala com Lola sobre o que aconteceu com eles, ele diz que não quer ser Daniela Calori novamente.
Interpretada por Carla Peterson
  • Facundo "Nando" Canavaro (Fernando "Nando" Canavaro na adaptação brasileira)
Ele sente apreço e respeito pelas mulheres, tem uma filha chamada Melisa, a mãe de Melisa o deixou e desde então ele cuidou da menina, é um excelente pai. Ele é fotógrafo e design na revista High Five. Jurou nunca se apaixonar por ninguém, mas quando conheceu Lola, se apaixonou por ela.
Interpretado por Luciano Castro
  • Graciela "Grace" Neira
Apresentadora em uma estação de rádio bem conhecida. No começo ela parece estar apaixonada por Lalo, sendo sua melhor amiga, a única mulher a quem Lalo respeita. Ela é a única pessoa que conhece a história de Lola e a ajuda em todos os problemas que surgem em seu caminho.
Interpretada por Muriel Santa Ana
  • Gastón Zacks (Gastão Zacks na adaptação brasileira)
Era amigo de Lalo e diretor adjunto da High Five, mas torna-se inimigo de Lola e está sempre procurando como pegar seu emprego, não aceitando que uma mulher assuma tal posição na empresa.
Interpretado por Rafael Ferro
  • Natália Aguirre
Filha de Donato e Carola, após uma suposta viagem de estudos, ocupa o cargo de editora de moda na High Five, entrando em conflito com Soledad que quase sempre tem que arrumar as confusões causadas por ela. É apaixonada por Facundo e por isso vê em Lola uma rival.
Interpretada por Agustina Lecouna
  • Donato Aguirre (Andrei Aguirre na adaptação brasileira)
É o dono da editora High Five, por consideração a Lalo, aceita que Lola ocupe a posição de Lalo. É casado com Carola e pai de Natália.
Interpretado por Luis Ziembrowski
  • Victoria "Vicky"
Coordenadora de produção da revista, é fria e calculista. É amante de Gastón e está sempre a tramar com ele contra Lola.
Interpretada por Sandra Ballesteros
  • Ramiro "Lalo" Padilla (Camilo "Lalo" Padilha na adaptação brasileira)
Lalo é diretor e editor da revista High Five, mulherengo e tem na conquista e no sexo seus únicos objetivos com as mulheres. Na revista é admirado por todos, inclusive Gastón e Donato. É transformado em mulher pelo feitiço feito por Romina, sua última conquista que se sentiu usada ao ser abandonada por Lalo após uma noite.
Interpretado por Juan Gil Navarro
  • Romina
Caso de uma noite de Lalo, que após se sentir desprezado por ele, procura uma bruxa que criar o feitiço que troca o corpo de Lalo por um corpo de mulher.
Interpretada por Marcela Kloosterboer
  • Júlia
Secretária de Donato, que sonha em subir na vida social e econômica. É apaixonada por Nico.
Interpretada por Violeta Urtizberea
  • Soledad (Solange "Sol" na adaptação brasileira)
Editora de sociedade e novas tendências, é preocupada com seu corpo e gasta bastante dinheiro em tratamentos e cosméticos. É vitima das armações de Natália, que tenta a toda custo subir a custas do trabalho de Sol. É a melhor amiga de Facundo.
Interpretada por Lola Berthet
  • Patrício Miguel "Pato"
Editor de artes e cultura da High Five. Calculista e metido a galante, está mancomunado com Gastón e Vicky.
Interpretado por Víctor Malagrino
  • Nicolas "Nico"
Após Donato atropelar sua avó, é empregado na revista com mensageiro e office boy. É preguiçoso e tem um passado relacionado a roubos e furtos.
Interpretado por Tomás de las Heras
  • Boogie
Operador de áudio da rádio, sempre ajuda Grace e esconder o segredo de Lola. É secretamente apaixonado por Grace.
Interpretado por Nahuel Mutti
  • Martín
Dono da emissora de rádio aonde trabalha Grace, que também é sua ex-namorada. Nutre sempre a esperança de voltar com Grace.
Interpretado por Matías Desiderio
  • Íris
Vizinha e amiga de Facundo, as vezes ocupa o papel de mãe e avó.
Interpretada por Chela Cardalda
  • Melissa Carvalho "Mel"
Filha de Facundo, é sempre cautelosa com as pretendentes de seu pai, mas aprova Lola.
Interpretada por Bruna Castro
  • Carola Aguirre
Esposa de Aguirre, esconde o segredo de que é o verdadeiro pai de sua filha Natália.
Interpretada por Reina Reech
  • Teo
O representante do grupo de investimentos que tem 51% das ações da editora. No passado teve um relacionamento com Carola.
Interpretado por Pablo Cedrón

Dublagem brasileira[editar | editar código-fonte]

O responsável pela dublagem foi o estúdio Herbert Richers, com direção de Mário Jorge e Adriana Torres. Na adaptação brasileira, Ramiro "Lalo" Padilla tornou-se Camilo "Lalo" Padilla, Facundo tornou-se Fernando e Aguirre tornou-se Andrei.

Exibição no Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, foi exibida pelo SBT entre 21 de janeiro a 28 de junho de 2008, substituindo Chiquititas 2000.[4][5][6] Na sua estreia pelo SBT, a trama alcançou 11 pontos de média, , ficando em segundo lugar e elevando a audiência do canal,[7][8] mas a média de audiência não se mantém e após várias mudanças de horários registrou média de 4 pontos e teve seu final antecipado.[9][10]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

  • Música de abertura: Enamorada - Miranda
  • Tema musical dos créditos finais: Hola - Miranda!
  • Tema musical das cenas de amor: The story - Brandy Carlile

Audiência e sucesso mundial[editar | editar código-fonte]

Lalola teve uma média geral de 7,6 pontos de audiência ao longo de suas 150 transmissões, o que é um excelente número comparando com a média geral de audiência da América TV (especialmente levando em conta que a média geral de horário nobre no canal não superou os 5 pontos de classificação) obtendo a terceira posição, ficando acima do principal rival de América TV, Canal 9, e abaixo dos reality shows dos canais Telefe e Canal Trece nesse horário. A maior medida de Lalola foi de 10,9 pontos alcançados em 29 de agosto de 2007, quando o menor número foi de 3,0 em 17 de abril de 2008.[11][12]

Foi o programa de maior audiência dentro da América TV de acordo com a empresa de medição Ibope.[12] O formato foi vendido a outros 80 países em menos de dois anos.[13]

Versões internacionais[editar | editar código-fonte]

Com o sucesso da versão original argentina, Lalola ganhou várias versões, remakes e adaptações pelo mundo

Portugal

Adaptado em um formato de série, com um exibição aos sábados pelas 21:30 no canal TVI.[13] A série se chama Ele é Ela, teve sua estreia no dia 31 de outubro de 2009 e terminou em 8 de maio de 2010.[14][15] Os nomes dos protagonistas são Julio e Julieta Bordalo, Julio transforma-se em Julieta por meio de uma poção química e não por bruxaria. Conta com 28 episódios e no final, o público decide se quer que Julieta se torne Julio ou não, através de votação por telefone.[16][17] Teve picos registrados de 55% de audiência, mantendo uma média de 43%.[13]

Ucrânia e Rússia

A versão russa da novela foi exibida pelos canais de tv russo СТС e no canal de tv ucraniano 1+1, com o nome de Margosha (em grego: Маргоша), estrelando Maria Berseneva como Margosha "Margo" e Oleg Maslennikov-Voitov como Andrey, e com direção de Sergey Arlanov.[18] Estreou em 9 de fevereiro de 2009 na Ucrânia e 7 de setembro de 2009 na Rússia.[19] Teve 3 temporadas com um total de 240 episódios, as duas primeiras temporadas são uma adaptação dos roteiros originais de LaLola, mas devido a altas avaliações[20] que a série recebeu uma 3ª temporada continuando a história dessa vez com roteiros originais.[21] Essa versão também foi transmitido no Cazaquistão, Israel, Estônia, Letônia e Bielorrússia.

Bélgica

Exibida pelo canal belga nl:VTM entre 24 de setembro de 2008 e 25 de junho de 2009, com o nome de LouisLouise. Produzido por Studio-A e estrelado por Hilde De Baerdemaeker como Louise (Lola), Roel Vanderstukken como Thomas (Facundo) e Axel Daeseleire como Louis (Lalo).[22]

Chile

O remake chileno estreou em 26 de setembro de 2007 pelo Canal 13 e se chama apenas Lola. Estrelado por Blanca Lewin como Lola/Pepa, Jorge Alberti como Lalo/Pepe, Ingrid Cruz como Grace e Gonzalo Valenzuela como Diego (Facundo). Essa versão mudou completamente o enredo, porque Lalo, depois de estar no corpo de uma mulher, descobre tudo o que vale o sexo feminino, depois volta a ser homem e se apaixona por Grace, então prestes a se casar, vira de novo mulher, até se tornar um homem de novo definitivamente e se casando com Grace. Durou mais de um ano, terminando em 4 de novembro de 2008 com um total de 276 episódios, tornando-se a mais longa série feita no Chile.[23][24]

Grécia e Chipre

O canal ANT1 exibiu a versão grega, chamada Λόλα (Lola), estrelado por Stefanos Kontomaris e estrelado por Anta Livitsanou como Lola/Eva, Thanassis Efthimiadis como Fotis (Facundo) e Giannis Aivazis como Lalo/Adam.[25] A série foi exibida de 22 de setembro de 2008 à 7 de julho de 2009 com um total de 202 episódios.[26]

Índia

Em 25 de maio de 2009, Sony Entertainment Television (Índia) estreou o remake Bhaskar Bharti, falado em Hindi, produzido por Manoj Kotian e estrelado por Ragini Khanna como Bharti (Lola), Aamir Ali como Armaan (Facundo) e Eijaz Khan como Bhaskar (Lalo).

Filipinas

A versão filipina da novela, LaLola (estilizado lal♂l♀), iniciou em 13 de outubro de 2008 pelo canal GMA Network[27], teve o ultimo episódio exibido em 6 de fevereiro de 2002. É estrelado por Rhian Ramos como Lola e JC de Vera como Facundo e com participação de Wendell Ramos como Lalo.

Espanha

O canal Antena 3 estreou a versão espanhola chamada Lalola.[28] Começou a ser exibido no horário hobre do canal em 6 de julho de 2008.[29] Produzido pela Zebra Producciones e estrelado por Marina Gatell como Lola, Octavi Pujades como Sergio (Facundo) e Benito Sagredo como Lalo.[29] Embora a série completa consistia de 160 episódios, foi exibidos 138, resumindo os últimos 28 em 6 episódios.[30] O último episódio foi transmitido em 26 de janeiro de 2009.[29] Posteriormente, os últimos episódios completos foram transmitidos pelo canal Antena.Nova.

Turquia

O remake turco se chamou Ece e foi ao ar pelo Kanal 1. Foi cancelado no meio de sua exibição por baixa audiência.

Vietnã

A série começou em 6 de julho de 2009 no canal VTV3, com o título de Cô nàng bất đắc dĩ (em tradução livre Garota Inevitável).[31] Foi exibido de segunda a quarta-feira às 9 da noite. A série foi planejada para ter 150 episódios. A produção foi concluída em 100 episódios, mas ainda teve um final de série adequado.

Peru

No ar pelo canal Frecuencia Latina a versão peruana se chama Lalola.[32] A novela foi exibida de 20 de janeiro a 5 de setembro de 2011 de segunda a sexta-feira às 21h com um total de 145 episódios, chegando a 20,2 pontos na sua estréia.[33] Foi realizado com a participação de Gianella Neyra como "Lola", Bernie Paz como "Lalo", Cristian Rivero como "Facundo ", Anneliese Fiedler como "Grace".[32][34]

Estados Unidos

Em 2008 o canal Fox Broadcasting Company encomendou um piloto para uma possível adaptação com o título de Eva Adams, produzido por Kevin Falls e dirigido por Mark Waters.[35][36]

México

A rede mexicana TV Azteca comprou os direitos da transmissão e posteriormente uma versão mexicana foi planejado em 2013, que não foi realizada.

Prêmios e nomeações[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Categoria Trabalho Resultado Ref.
2007 Prêmio Martín Fierro Martín Fierro de Oro Lalola Venceu
Melhor Ator Coadjuvaste de Comédia Luis Ziembrowski Venceu
Melhor Ator Coadjuvaste de Comédia Pablo Cedrón Indicado
Melhor Ator de Comédia Luciano Castro Venceu
Melhor Atriz de Comédia Lola Berthet Indicado
Melhor Atriz de Comédia Muriel Santa Ana Indicado
Melhor Atriz de Comédia Sandra Ballesteros Indicado
Melhor Atriz de Comédia Carla Peterson Venceu
Melhor Autor/Roteirista Esther Feldman e Alejandro Maci Venceu
Melhor Canção Original Enamorada, interpretado por Miranda! Indicado
Melhor Diretor Gustavo Luppi, Marcelo Suárez e Diego Suárez Venceu
Melhor Telecomédia (Sitcom) Lalola Venceu
Prêmio de Participação Especial em Ficção Rita Cortese Venceu
Prêmio de Revelação Matías Desiderio Indicado
Prêmio de Revelação Violeta Urtizberea Venceu
Prêmio de Revelação Víctor Malagrino Indicado
2008 Melhor Atriz de Comédia Carla Peterson Venceu
Melhor Autor/Roteirista Esther Feldman e Alejandro Maci Indicado
2007 Premios Clarín Melhor Ficção Diária de Comédia Lalola Venceu
Melhor Autor/roteirista Esther Feldman e Alejandro Maci Venceu
Melhor Ator de Comédia Luis Ziembrowski Venceu
Melhor Atriz de Comédia Carla Peterson Venceu
Prêmio de Revelação Feminina Violeta Urtizberea Venceu
Revelação Masculina Matías Desiderio Indicado
Revelação Masculina Víctor Malagrino Indicado
2008 Melhor Comédia Diurna LaLola Venceu
Melhor Ficção Diária de Comédia LaLola Indicado
Melhor Atriz de Comédia Carla Peterson Venceu
Prémio Emmy Internacional Prêmio de Melhor Telenovela LaLola Indicado
Melhor ator de Comédia Luis Ziembrowski Indicado

Referências

  1. «Los canales renuevan su grilla» (em espanhol). Diversica. 24 de agosto de 2007. Consultado em 5 de abril de 2016. Arquivado do original em 30 de agosto de 2007 
  2. a b «El final de Lalola» [O Final de Lalola] (em espanhol). Telemedios. 30 de abril de 2008. Consultado em 24 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 24 de setembro de 2019 
  3. a b c Aguirre, Félix; Ferretti, Ariel; Pappolla, Fernando (22 de julho de 2007). «"Lalola" realizó su lanzamiento internacionalmente desde Buenos Aires» (em espanhol). Real TV News. Consultado em 24 de setembro de 2019. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  4. «La Lola: SBT compra direitos de novela argentina». Estrelando. 10 de dezembro de 2007. Consultado em 5 de abril de 2016 
  5. «SBT estréia hoje novela argentina 'Lalola'». Diário do Grande ABC. 21 de janeiro de 2008. Consultado em 5 de abril de 2016 
  6. «Machista enfeitiçado protagoniza "Lalola"». Folha de S.Paulo. 21 de janeiro de 2008. Consultado em 5 de abril de 2016 
  7. «Estréia da novela LaLola deixa o SBT na vice-liderança». Repórter News. 22 de janeiro de 2008. Consultado em 19 de maio de 2019 
  8. «"Lalola" hace furor» (em espanhol). ElSigloWeb. 27 de janeiro de 2008. Consultado em 19 de maio de 2019. Arquivado do original em 31 de janeiro de 2008 
  9. Júnior, Hiago (4 de abril de 2019). «Cômica: 12 anos da estreia de Lalola no Brasil». Aparato do Entretenimento. Consultado em 5 de abril de 2016 
  10. Safner, Cadu (4 de junho de 2018). «Fracasso no SBT e fenômeno mundo afora, Lalola ganhará sua versão mexicana». Observatório da Televisão. Consultado em 5 de abril de 2016 
  11. «"Lalola" llegó para quedarse» (em espanhol). La voz. 30 de agosto de 2007. Consultado em 5 de abril de 2016 
  12. a b «DMG sells two telenovelas to French and Spanish TV for US$2.2 million» (em inglês). Dori Media Group. 5 de outubro de 2007. Consultado em 19 de maio de 2019. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2008 
  13. a b c «LALOLA adaptacion portuguesa» (em espanhol). Real TV News. 21 de maio de 2010. Consultado em 24 de setembro de 2019. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  14. «Ele é Ela (TV Series 2009– )» (em inglês). IMDb. Consultado em 18 de julho de 2019 
  15. «Festa de lançamento da nova série da TVI «Ele é Ela»». Lux.pt. 14 de outubro de 2009. Consultado em 18 de julho de 2019. Cópia arquivada em 25 de outubro de 2015 
  16. Garcia, Fábio (28 de dezembro de 2012). «"Ele é Ela" é versão portuguesa de "LaLola"». Coisa de Novela. Consultado em 24 de setembro de 2019. Arquivado do original em 13 de março de 2013 
  17. Vendeira, Pedro (5 de Maio de 2010). «Escolhe o fim de 'Ele é Ela'». A Televisão. Consultado em 18 de julho de 2019. Cópia arquivada em 18 de julho de 2019 
  18. «Margoša: vse o seriale Margošav» Маргоша: все о сериале Маргоша [Margosha: tudo sobre os seriados Margosha] (em russo). Margosha.net. Consultado em 5 de fevereiro de 2019. Arquivado do original em 6 de março de 2019 
  19. «Margosha (TV Series 2009–2011)» (em inglês). IMDb. Consultado em 18 de julho de 2019 
  20. Dobrenkova, Zakharov S.M. (2015). «Izmeneniye sprosa na otechestvennyye serialy v efirnoy setke telekanala STS v 2004–2014 gg» Изменение спроса на отечественные сериалы в эфирной сетке телеканала СТС в 2004–2014 гг [Mudanças na audiência nacionais da transmissão do canal CTC em 2004-2014] (em russo). moluch.ru. Consultado em 18 de julho de 2019 
  21. Dobrenkova, Zakharov S.M. (24 de janeiro de 2011). «Vsya pravda o «Margoshe». Poslesloviye» Вся правда о «Маргоше». Послесловие [Toda a verdade sobre "Margosha". Posfácio] (em russo). Вокруг ТВ. Consultado em 18 de julho de 2019 
  22. «LouisLouise (TV Series 2008–2009)» (em inglês). IMDb. Consultado em 18 de julho de 2019 
  23. «Lola: Una jugada maestra de Canal 13» (em espanhol). Cuarto Poder. 30 de setembro de 2007. Consultado em 18 de julho de 2019. Arquivado do original em 6 de abril de 2008 
  24. Pierre Fica B., Jean (16 de abril de 2008). «Lola: Un paso adelante en la evolución» (em espanhol). Fotech.cl. Consultado em 18 de julho de 2019. Arquivado do original em 16 de abril de 2008 
  25. «Lóla - Mia gynaíka alliótiki apó tis álles érchetai ston ANT1» Λόλα - Μια γυναίκα αλλιώτικη από τις άλλες έρχεται στον ΑΝΤ1 [Lola - Uma outra mulher chega à ANT1] (em grego). In.gr. 26 de agosto de 2008. Consultado em 25 de setembro de 2019 
  26. «LOLA - Ellinikí Seirá - ANT1 TV» (em grego). Antenna.gr. Consultado em 25 de setembro de 2019 
  27. Santiago, Erwin (26 de setembro de 2008). «FIRST READ ON PEP: GMA-7 reveals upcoming lineup of shows» (em inglês). Pep.ph. Consultado em 7 de julho de 2013. Arquivado do original em 2 de outubro de 2013 
  28. «Antena 3 ultima los fichajes de 'Lalola'» [Antena 3 últimas contratações de 'Lalola'] (em espanhol). 20minutos. 24 de abril de 2008. Consultado em 25 de setembro de 2019 
  29. a b c Bermejo, Miguel; López, Tony (31 de janeiro de 2015). «Antena 3 cumple 25 años: recordamos 25 series que han marcado su historia (parte 2)» (em espanhol). FormulaTV. Consultado em 25 de setembro de 2019 
  30. Espada, Bianca (17 de janeiro de 2009). «Lalola acaba siendo cancelada y deja paso a 18» (em espanhol). Ojotele. Consultado em 25 de setembro de 2019. Arquivado do original em 23 de janeiro de 2009 
  31. «"Cô gái bất đắc dĩ" bắt đầu trên VTV3 kể từ ngày 6.7» ["Garota Inevitável" estreia na VTV3 com 6,7] (em vietnamita). Baomoi.com. 24 de abril de 2008. Consultado em 25 de setembro de 2019. Arquivado do original em 24 de janeiro de 2013 
  32. a b «Bernie Paz se destapa en "Lalola"» (em espanhol). RPP Noticias. 19 de janeiro de 2011. Consultado em 25 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 25 de setembro de 2019 
  33. «Lalola desplazó por poco a Yo No Me Llamo Natacha» (em espanhol). RPP Noticias. 21 de janeiro de 2011. Consultado em 25 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 25 de setembro de 2019 
  34. «"Lalola" inició sus grabaciones en Miraflores» (em espanhol). RPP Noticias. 3 de novembro de 2010. Consultado em 25 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 25 de setembro de 2019 
  35. Littleton, Cynthia (12 de outubro de 2008). «Fox tapping Waters for 'Eva Adams'» (em inglês). Variety. Consultado em 20 de maio de 2019 
  36. Andreeva, Nellie (13 de janeiro de 2009). «Rhea Seehorn to star in Fox's 'Eva Adams'» (em inglês). Hollywood Reporter. Consultado em 20 de maio de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.