Lama (gênero)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Lama, veja Lama (desambiguação).
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Llama.


Como ler uma infocaixa de taxonomiaLama
Two llamas going for a swim.jpg
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Artiodactyla
Subordem: Tylopoda
Família: Camelidae
Género: Lama
G. Cuvier, 1800
Espécies
Lama glama

Lama guanicoe

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Lama (gênero)
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Lama

Lama é um género da família Camelidae de mamíferos artiodáctilos, nativo da América do Sul, especificamente na região do Peru, da Argentina e da Bolívia. Foram os únicos ungulados domesticados neste continente, para exploração da sua e carne por culturas andinas (o Império Inca e a civilização Maia) desde a era pré-colombiana. O género inclui duas espécies:

A vicunha e a alpaca são muito próximas, mas são classificadas num género à parte (Vicugna).

O nome lhama (tendo como sinónimos mais raros "llama" ou "glama"), foi adotado por colonos europeus de peruanos nativos. [1]

Os lamas são animais muito sociais, e vivem mutuamente em rebanhos. São animais muito inteligentes, conseguindo aprender tarefas simples após algumas repetições das mesmas. Consequentemente, são muito facilmente domesticáveis.

A sua lã é muito macia geralmente (podendo variar com outros tipos de raça de lamas, onde a sua lã e fibra são mais grossas e àsperas), sendo ainda atualmente usada para cascóis, luvas e roupa de isolamentos térmicos.

Podem transportar cerca de 25% a 30% do seu próprio peso corporal por 8 a 13 km (5-8 milhas).

Os cientistas confirmar que os lamas ter-se-ão originado nas planícies centrais da América do Norte à cerca de 40 milhões de anos atrás. Eles migraram para a América do Sul à três milhões de anos, durante o Grande Intercâmbio Americano. No final da última era glacial (há 10.000 a 12.000 anos), os camelídeos foram extintos na América do Norte.  A partir de 2007, havia mais de sete milhões de lamas e alpacas na América do Sul e, devido à importação da América do Sul no final do século 20, agora existem mais de 158.000 lamas e 100.000 alpacas nos Estados Unidos e Canadá .


Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre artiodáctilos, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Lama, Giulia. Col: Oxford Art Online. [S.l.]: Oxford University Press. 2003