Lancashire

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lancashire
—  Condado  —
Horizonte de Lancashire
Bandeira de Lancashire
Bandeira
Selo de Lancashire
Selo
Localização de Lancashire
Região Noroeste da Inglaterra
Categoria Condado Cerimonial e Não-metropolitano
Sede Administrativa Preston
Distritos 1. West Lancashire

2. Chorley
3. South Ribble
4. Fylde
5. Preston
6. Wyre
7. Lancaster
8. Ribble Valley
9. Pendle
10.Burnley
11.Rossendale
12.Hyndburn
13.Blackpool (Unitário)
14.Blackburn with Darwen (Unitário)

Área
 - Total 3,075 km²
População ( ()) (8ª posição)
 - Total 1 171 600
    • Densidade 468 hab./km²
 - População do Concelho 1,156,100
(4ªposição)
 - Etnias 93,4% brancos;
5,3% sul-asiáticos.
NUTS UKD43
Código ONS 30
Sítio http://www.lancashire.gov.uk

Lancashire ( /ˈlæŋkəʃər/, /ˈlæŋkəʃɪər/ ou, localmente, [ˈɫaŋkɪʃə(ɻ)];[1] na forma arcaica Condado Palatino de Lancaster; abreviadamente Lancs.) é um condado não-metropolitano cerimonial no noroeste da Inglaterra. Sua capital é Lancaster, embora o centro administrativo do condado seja Preston. Sua população é de 1,449,300 habitantes e sua área de 1 189 milha quadradas (3 100 km2). As pessoas de Lancashire são conhecidas como Lancastrianas (Lancastrians, em inglês).

Lancashire emergiu como uma região de forte indústria e comércio durante a Revolução Industrial. Liverpool e Manchester cresceram como as maiores cidades, dominando o comércio global e o nascimento do capitalismo industrial moderno. O condado continha diversos assentamentos que se desenvolveram em torno de uma ou mais fábricas ou moinhos, geralmente fábricas de algodão ou têxteis, e das minas da Região Carbonífera de Lancashire. Na década de 1830, aproximadamente 85% de todo o algodão manufaturado em todo o mundo foi processado em Lancashire.[2] Accrington, Blackburn, Bolton, Burnley, Bury, Chorley, Colne, Darwen, Manchester, Nelson, Oldham, Preston, Rochdale e Wigan eram as maiores cidades produtoras de algodão da época. Blackpool era um centro de turismo para os habitantes da região.

O condado esteva sujeito a uma reforma significativa de seus limites em 1974,[3] que retirou Liverpool e Manchester e a maioria de suas aglomerações circundantes para formar os condados metropolitanos de Merseyside e Grande Manchester.[4] A parte mais ao norte de Lancashire, incluíndo Furness e Cartmel, foi fundida com Cumberland e Westmorland para formar Cumbria. Lancashire perdeu 709 milhas quadradas de terra para outros condados, cerca de dois quintos de sua área original, embora ganhasse algum terreno de West Riding of Yorkshire. Hoje, limita-se com Cumbria ao norte, Grande Manchester e Merseyside ao sul, North Yorkshire e West Yorkshire a leste, e com o Mar da Irlanda a oeste.[5]

História[editar | editar código-fonte]

História Antiga[editar | editar código-fonte]

Mapa do Condado Palatino de Lancaster, confeccionado por John Speed em 1610

O condado foi estabelecido em 1182,[3] mais tarde do que outros. Durante o período romano, a região fazia parte da área tribal dos Brigantes na zona militar da Britânia Romana. As cidades de Manchester, Lancaster, Ribchester, Burrow, Elslack e Castleshaw cresceram em torno dos fortes romanos. Nos séculos após a retirada romana em 410, as partes do norte do condado, provavelmente, formaram parte do reino de Rheged, uma entidade sucessora da tribo Brigante. Em meados do Século VIII, a região foi incorporada ao Reino Anglo-Saxão da Nortúmbria, que se tornou uma parte da Inglaterra no século 10.

. Segundo o Domesday Book de 1086, algumas das terras de Lancashire foram tratadas como parte de Yorkshire. As terras que se encontravam entre o Rio Ribble e o Rio Mersey (Inter Ripam et Mersam, conforme o livro) foram incluídas nos retornos para Cheshire. Embora alguns historiadores considerem que isso significaria que o sul de Lancashire era então parte de Cheshire,[6] isso não é algo certo. Também se afirma que o território do norte fazia parte do West Riding of Yorkshire.[6] Quando as fronteiras do condado foram estabelecidas, elas limitaram Cumberland, Westmorland, Yorkshire e Cheshire.

História Moderna[editar | editar código-fonte]

Os limites históricos do condado palatino em vermelho e o condado cerimonial em verde

Lancashire tornou-se menor do que a sua extensão histórica após uma grande reforma do governo local.[7] Em 1889, o condado administrativo de Lancashire foi criado, cobrindo o condado histórico, exceto os Condados Boroughs como Blackburn, Burnley, Barrow-in-Furness, Preston, Wigan, Liverpool e Manchester.[8] A área atendida pelo Lorde-Tenente (denominada agora como um condado cerimonial) cobriu a totalidade do condado administrativo e os Condados Boroughs, e foi expandido sempre que estes anexavam áreas em condados vizinhos, como Wythenshawe, região ao sul de Manchester, e no sul de Warrington. Não cobriu a parte ocidental de Todmorden, onde a fronteira antiga entre Lancashire e Yorkshire passa pelo meio da cidade.

Durante o Século XX, o condado tornou-se cada vez mais urbanizado, particularmente ao sul. Aos Condados Boroughs já existentes de Barrow-in-Furness, Blackburn, Bolton, Bootle, Burnley, Bury, Liverpool, Manchester, Oldham, Preston, Rochdale, Salford, Saint Helens e Wigan foram adicionados Blackpool (1904), Southport (1905) e Warrington (1900). Os Condados Boroughs também tiveram muitas extensões de fronteira.[9]

No Censo de 1971, a população de Lancashire alcançou 5,129,416, tornando-se o condado geográfico mais populoso do Reino Unido.[10] O condado administrativo também era o mais populoso do seu tipo fora de Londres, com uma população de 2,280,359 em 1961. Em 1º de abril de 1974, sob a Lei do Governo Local de 1972, o condado administrativo foi abolido, assim como os Condados Boroughs. A parte sul, mais urbanizada, tornou-se parte de dois condados metropolitanos, Merseyside and Grande Manchester.[11] O novo condado de Cumbria incorporou Furness.[3]

Os Boroughs de Liverpool, Knowsley, Saint Helens e Sefton foram incluídos em Merseyside. Em Grande Manchester foram incorporados Bury, Bolton, Manchester, Oldham (em parte), Rochdale, Salford, Tameside (em parte), Trafford (em parte) e Wigan. Warrington e Widnes, ao sul das fronteiras dos novos Merseyside/Grande Manchester foram integrados ao novo condado não-metropolitano de Cheshire. O distritos urbano de Barnoldswick e Earby, o distrito rural de Bowland e as paróquias de Bracewell and Brogden e Salterforth (paróquias que pertenciam ao distrito rural de Skipton, em West Riding of Yorkshire) tornaram-se parte do novo Lancashire.[4] Uma paróquia, Simonswood, foi transferida do borough de Knowsley, em Merseyside, para o distrito não-metropolitano de West Lancashire em 1994.[12] Em 1998, Blackpool e Blackburn with Darwen passaram a ser Autoridades Unitárias independentes.

A tradição da Guerra das Rosas continuou com Lancaster usando o símbolo da rosa vermelha e York a branca. Os grupos de pressão, incluindo o Friends of Real Lancashire e a Association of British Counties defendem o uso dos limites históricos de Lancashire para fins cerimoniais e culturais.[13][14]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Divisões e arredores[editar | editar código-fonte]

Lancashire, o Condado Shire controlado pelo Conselho do condado, é dividido em distritos do governo local: Burnley, Chorley, Fylde, Hyndburn, Lancaster, Pendle, Preston, Ribble Valley, Rossendale, South Ribble, West Lancashire e Wyre.[15][16]

Blackpool e Blackburn with Darwen são Autoridades Unitárias que não estão sob o controle do Conselho do condado.[17] A polícia de Lancashire abrange tanto o Condado Shire quanto as Autoridades Unitárias.[18] O Condado Cerimonial, incluindo as Autoridades Unitárias, faz fronteira com Cumbria, North Yorkshire, West Yorkshire, Grande Manchester e Merseyside, na região Noroeste da Inglaterra.[19]

Geologia, Paisagem e Ecologia[editar | editar código-fonte]

Topografia de Lancashire

O ponto mais alto do condado é o Gragareth, que atinge um máximo de 627m (2,057 ft).[20] Green Hill, próximo ao Gragareth, também foi citado como o topo do condado.[21] O ponto mais alto dentro dos limites históricos é Old Man of Coniston, no Parque Nacional de Lake District, à 803 m (2,634 ft).[22]

Os rios de Lancashire correm em sentido oeste, dos Peninos para Mar da Irlanda. Estes rios incluem o Wyre e o Lune. Seus afluentes são os rios Calder, Darwen, Douglas, Hodder e o Yarrow. O Rio Irwell tem sua nascente em Lancashire.

À oeste do condado estão localizadas a planície costeira de West Lancashire e a de Fylde, ao norte do Estuário Ribble. Mais ao norte está a Baía de Morecambe. Além dos resorts costeiros, essas áreas são, em grande parte, regiões rurais, com a terra dedicada às culturas de hortaliças. Na parte noroeste, próximo a fronteira com Cumbria, está a OANB de Arnside and Silverdale, caracterizada por seu pavimento calcário e lar da reserva natural de Leighton Moss.

À leste estão as regiões mais altas, que levam aos Peninos. Ao Norte do Ribble está o Beacon Fell Country Park e a Floresta de Bowland. Muitas das terras baixas nesta área são dedicadas à produção leiteira e à fabricação de queijos, enquanto as terras mais altas são mais adequadas para a criação de ovelhas. Os vales do Rio Ribble e seu afluente Rio Calder formam uma grande fenda a oeste dos Peninos, dominada por Pendle Hill. A maioria das principais cidades de Lancashire estão nesses vales ao sul do Ribble, oeste dos Peninos e Floresta de Rossendale, onde as antigas cidades dos moinhos de algodão estão em vales profundos. A Região Carbonífera de Lancashire, em grande parte na moderna Grande Manchester, estende-se para o condado de Merseyside, e para Ormskirk, Chorley, Burnley e Colne em Lancashire.

Política[editar | editar código-fonte]

Representação Parlamentar[editar | editar código-fonte]

Eleições Gerais de 2015: Lancashire
Conservadores Trabalhistas UKIP Liberal-Democratas Verdes Outros Comparecimento
278,662
+2,254
268,243
+17,406
101,394
+74,015
33,806
−95,195
18,888
+14,800
8,840
−16,731
709,833
−3,481
Número total de assentos até 2015
Conservadores Trabalhistas UKIP Liberal-Democratas Verdes Outros
8 8 0 0 0 0

Conselho do Condado[editar | editar código-fonte]

O Conselho do Condado de Lancashire está baseado na cidade de Preston, no edifício sede da administração do condado, onde funciona também o Judiciário e o Departamento de Polícia, e que foi inaugurado em 14 de Setembro de 1882.[23]

As eleições locais para os 84 conselheiros de 84 divisões são realizadas a cada quatro anos. O conselho atualmente é liderado pelo Partido Trabalhista, no entanto com uma administração minoritária.

Eleições Número de conselheiros eleitos em cada partido político
Trabalhistas Conservadores Liberal-Democratas Independentes Verdes
2013 39 35 6 3 1

Ducado de Lancaster[editar | editar código-fonte]

Condado Palatino de Lancaster no mapa da Inglaterra

O Ducado de Lancaster é um dos dois Ducados Reais na Inglaterra, sendo o outro o Ducado da Cornualha. Possui propriedades em toda a região e em outros lugares, atuando como uma empresa imobiliária, mas também exercendo o direito da Coroa Britânica no Condado Palatino de Lancaster. Enquanto os limites administrativos mudaram na década de 1970, os limites palatinos do condado permanecem os mesmos que os limites históricos.[24] Além de ser um ducado territorial, igualmente exerce alguns poderes e deveres cerimoniais na coroa Inglesa.

O Ducado não é propriedade da Coroa, mas uma propriedade (herdada) pessoal do monarca, assim sendo desde 1399, quando o Ducado de Lancaster, realizado por Henrique de Bolingbroke, se fundiu com a Coroa em sua apropriação do trono (após a expulsão de Ricardo II). O chefe do Ducado é o Chanceler do Ducado de Lancaster, uma alta posição que às vezes é um posto no gabinete, mas sempre um posto ministerial. Há pelo menos dois séculos, a propriedade tem sido dirigida por um membro do Parlamento, sendo que o chanceler raramente detém quaisquer direitos muito importantes relacionados à gestão do Ducado em si. Ele normalmente é conhecido como um ministro sem pasta.

O ducado administra bona vacantia dentro do Condado Palatino, recebendo a propriedade de pessoas que morrem intestadas e onde a propriedade legal não pode ser determinada. Não existe um Duque de Lancaster, uma vez que o título se fundiu na Coroa muitos séculos atrás - mas o Ducado é administrado pela Rainha por Direito. Um sistema judicial separado para o Condado Palatino foi abolido pelo Courts Act 1971.

Econômia[editar | editar código-fonte]

Lancashire County Hall, sede da administração do condado, na cidade de Preston

No Século XIX, Lancashire foi um importante centro de atividade econômica e, portanto, de riqueza. As atividades incluíam mineração de carvão, produção de têxteis, particularmente algodão, e pesca. Preston Docks, um porto industrial, está agora desativado para fins comerciais. Lancashire foi, historicamente, a localização do porto de Liverpool, enquanto Barrow-in-Furness é famosa pela construção naval.

À partir de 2013, a maior indústria do setor privado é a de defesa, com a BAE Systems Military Air & Information, uma divisão da BAE Systems, sediada em Warton, na costa de Fylde. A divisão opera uma fábrica em Samlesbury. Outras empresas de defesa incluem BAE Systems Global Combat Systems, em Chorley, Ultra Electronics, em Fulwood, e Rolls-Royce plc, em Barnoldswick.

A indústria de energia nuclear tem uma fábrica em Salwick, operada pela Westinghouse, e a central nuclear de Heysham, operada pela British Energy. Outras fábricas principais incluem Leyland Trucks, uma subsidiária da Paccar que constrói a gama de caminhões DAF.

Outras empresas com maior presença em Lancashire incluem:

Zona Empresarial[editar | editar código-fonte]

A criação da Zona Empresarial de Lancashire (Lancashire Enterprise Zone) foi anunciada em 2011. Foi lançada em abril de 2012, com base nos aeródromos de propriedade da BAE Systems em Warton, que cobre 72 hectares, e Samlesbury, que cobre 74 hectares.[25][26] Seu desenvolvimento é coordenado pela Lancashire Enterprise Partnership, pelo Conselho do Condado de Lancashire e BAE Systems.[25] As primeiras empresas a entrar na Zona o fizeram em março de 2015, em Warton.[27]

Em março de 2015, o governo anunciou que uma nova zona empresarial seria criada no aeroporto de Blackpool, usando algum aeroporto e terra adjacente.[28] As operações aéreas no local não serão afetadas.[29]

Produção Econômica[editar | editar código-fonte]

Gado pastando nas marismas do Estuário Ribble, próximo à vila de Banks, Lancashire

Este é um gráfico da tendência do Valor Agregado Bruto Regional do Condado não-metropolitano de Lancashire a preços básicos publicados pelo Office for National Statistics, com valores em milhões de libras esterlinas.[30]

Ano Valor Agregado Bruto[nota 1] Agricultura[nota 2] Industria[nota 3] Serviços[nota 4]
1995 13,789 344 5,461 7,984
2000 16,584 259 6,097 10,229
2003 19,206 294 6,352 12,560

Educação[editar | editar código-fonte]

Lancashire possui um sistema educacional globalmente abrangente com quatro escolas primárias estatais. Não incluindo os colégios do sistema de educação continuada (Sixth Form), existem 77 escolas estatais (não incluindo as novas escolas de Burnley) e 24 independentes. A disposição do Sixth Form é limitada na maioria dos distritos, com apenas Fylde e Lancaster tendo a maioria de suas escolas adotando o sistema. South Ribble tem a maior população escolar e Fylde a menor (apenas três escolas). Também existem muitas escolas da Igreja Anglicana e da Igreja Católica em Lancashire.

Lancashire é o lar de quatro universidades: Lancaster University, University of Central Lancashire, Edge Hill University e o campus Lancaster da University of Cumbria. Sete faculdades oferecem cursos de educação superior.

Transportes[editar | editar código-fonte]

Estradas[editar | editar código-fonte]

Rodovia M6, próximo a Carnforth

A economia de Lancashire depende fortemente da auto-estrada M6, que vai de norte a sul, passando por Lancaster e Preston. A M55 liga Preston a Blackpool e tem 11,5 milhas (18,3 km) de comprimento. A auto-estrada M65, à partir de Colne, conecta Burnley, Accrington e Blackburn até Preston. A M61 à partir de Preston via Chorley, e a M66, fornecem ligações entre Lancashire e Manchester e a M62. A M58 atravessa a parte mais ao sul do condado, desde a M6, perto de Wigan, até Liverpool, via Skelmersdale.

Outras estradas principais incluem o A59 entre Liverpool, em Merseyside, e Skipton, em North Yorkshire, passando por Ormskirk, Preston e Clitheroe, e a conexão A565 para Southport; A56 de Ramsbottom para Padiham via Haslingden e de Colne para Skipton; A585 de Kirkham para Fleetwood; A666, da A59, ao norte de Blackburn, até Bolton via Darwen; e a A683 de Heysham para Kirkby Lonsdale via Lancaster.

Ferrovias[editar | editar código-fonte]

A West Coast Main Line fornece ligações ferroviárias diretas com Londres e outras grandes cidades, com estações em Preston e Lancaster. As conexões leste-oeste são realizadas através da East Lancashire Line entre Blackpool e Colne, via Lytham, Preston, Blackburn, Accrington e Burnley. A Ribble Valley Line corre de Bolton para Clitheroe via Darwen e Blackburn. Existem linhas de conexão de Preston para Ormskirk e Bolton, e de Lancaster para Morecambe, Heysham e Skipton.

Transporte Aéreo[editar | editar código-fonte]

O Aeroporto de Blackpool não está mais operando voos domésticos ou internacionais, mas ainda é o lar de escolas de aviação, operadores privados e da North West Air Ambulance, serviço de transporte aeromédico por helicópteros. O Aeroporto de Manchester é o principal da região. O Liverpool John Lennon Airport fica nas proximidades, enquanto o aeroporto mais próximo do Borough de Pendle é o Leeds Bradford International Airport.

Há um aeródromo operacional em Warton, perto de Preston, onde existe uma grande instalação de montagem e teste para a BAE Systems.

Balsas[editar | editar código-fonte]

Heysham oferece serviços de balsas para a Irlanda e a Ilha de Man.[31] Como parte do seu passado industrial, Lancashire deu origem a uma extensa rede de canais, que se estendem aos condados vizinhos. Estes incluem o Leeds and Liverpool Canal, o Canal de Lancaster, o Canal de Bridgewater, o Canal de Rochdale, o Canal de Ashton e o Manchester Ship Canal.

Ônibus[editar | editar código-fonte]

Diversas companhias de ônibus operam em Lancashire, servindo as principais cidades e aldeias locais, bem como condados vizinhos, como Cumbria, Grande Manchester, Merseyside e West Yorkshire.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Os principais assentamentos no condado cerimonial estão concentrados na costa de Fylde (a área urbana de Blackpool) e um cinturão de cidades que correm de oeste a leste ao longo da M65: Preston, Blackburn, Accrington, Burnley, Nelson e Colne. Ao sul de Preston estão as cidades de Leyland e Chorley. O norte do condado é predominantemente rural e pouco povoado, exceto pelas cidades de Lancaster e Morecambe, que formam uma grande aglomeração de quase 100 mil pessoas. Lancashire é o lar de uma população asiática significativa, com mais de 70.000 habitantes (6% da população local), e que concentrou-se principalmente nas antigas cidades dos moinhos de algodão no sudeste.

Crescimento populacional[editar | editar código-fonte]

Ano Total da população, levando-se em conta
a atual área de Lancashire (pós-1998)[nota 5][32]
1801 163,310
1811 192,283
1821 236,724
1831 261,710
1841 289,925
1851 313,957
1861 419,412
1871 524,869
1881 630,323
1891 736,233
1901 798,545
1911 873,210
1921 886,114
1931 902,965
1941 922,812
1951 948,592
1961 991,648
1971 1,049,013
1981 1,076,146
1991 1,122,097
2001 1,134,976

Assentamentos[editar | editar código-fonte]

A tabela abaixo dividiu os assentamentos em seu distritos de autoridade local. Cada distrito possui um centro de administração; Alguns deles se correlacionam com a maior cidade de um distrito, enquanto outros são nomeados após a área geográfica.

Áreas[editar | editar código-fonte]

Condado Cerimonial Borough Administrativo Centro Administrativo Outras cidades, vilas e assentamentos
Lancashire Borough de Blackburn with Darwen (unitário) Blackburn with Darwen UK locator map.svg Blackburn Belmont, Chapeltown, Darwen, Edgworth, Hoddlesden, Tockholes, North Turton
Borough de Blackpool (unitário) Blackpool UK locator map.svg Blackpool Bispham, Layton
Borough de Burnley Burnley UK locator map.svg Burnley Padiham, Hapton, Harle Syke, Worsthorne, Cliviger.
Borough de Chorley Chorley UK locator map.svg Chorley Adlington, Clayton-le-Woods, Coppull, Croston, Eccleston, Euxton, Mawdesley, Whittle-le-Woods
Borough de Fylde Fylde UK locator map.svg Lytham St Annes Freckleton, Kirkham, Warton, Wrea Green
Borough de Hyndburn Hyndburn UK locator map.svg Accrington Altham, Church, Clayton-le-Moors, Great Harwood, Oswaldtwistle, Rishton
Cidade de Lancaster Lancaster UK locator map.svg Lancaster Bolton-le-Sands, Carnforth
Borough de Pendle Pendle UK locator map.svg Nelson Barnoldswick†, Barrowford, Brierfield, Colne, Earby†, Foulridge, Trawden
Cidade de Preston Preston UK locator map.svg Preston Barton, Broughton, Fulwood, Goosnargh, Grimsargh, Whittingham
Borough de Ribble Valley Ribble Valley UK locator map.svg Clitheroe Bolton-by-Bowland†, Chipping, Hurst Green, Longridge, Read, Ribchester, Slaidburn†, Whalley, Wilpshire
Borough de Rossendale Rossendale UK locator map.svg Rawtenstall Bacup, Chatterton, Edenfield, Haslingden, Helmshore, Waterfoot, Whitworth
Borough de South Ribble South Ribble UK locator map.svg Leyland Bamber Bridge, Farington, Longton, Lostock Hall, Penwortham, Samlesbury, Walton-le-Dale
Borough de West Lancashire West Lancashire UK locator map.svg Ormskirk Appley Bridge, Aughton, Banks, Bickerstaffe, Burscough, Downholland, Great Altcar, Halsall, Lathom, Parbold, Rufford, Scarisbrick, Skelmersdale, Tarleton, Upholland
Borough de Wyre Wyre UK locator map.svg Poulton-le-Fylde Cleveleys, Fleetwood, Garstang, Great Eccleston, Pilling, Preesall, St Michael's On Wyre, Thornton-Cleveleys
– parte de West Riding of Yorkshire até 1974
Esta tabela não contém uma lista extensa dos assentamentos no condado cerimonial

Áreas Históricas[editar | editar código-fonte]

Alguns assentamentos que, historicamente, eram parte do condado de Lancashire, agora se enquadram nos condados de West Yorkshire, Cheshire, Merseyside, Grande Manchester e Cumbria:[3][4][8][11][33][34][35]

Grande Manchester Abram, Ashton-in-Makerfield, Ashton-under-Lyne, Aspull, Astley, Atherton, Audenshaw, Blackrod, Bolton, Bury, Cadishead, Chadderton, Clifton, Denton, Droylsden, Eccles, Failsworth, Farnworth, Golborne, Four Heatons, Heywood, Horwich, Hindley, Ince-in-Makerfield, Irlam, Kearsley, Lees, Leigh, Littleborough, Little Lever, Manchester, Middleton, Milnrow, Mossley (parte), Oldham, Prestwich, Radcliffe, Ramsbottom, Reddish, Rochdale, Royton, Salford, Shaw and Crompton, Shevington, South Turton, Standish, Stalybridge (parte), Stretford, Swinton and Pendlebury, Tottington, Tyldesley, Urmston, Walkden, Westhoughton, Whitefield, Wigan, Worsley
Merseyside Bootle, Billinge, Crosby, Eccleston, Formby, Halewood, Haydock, Huyton, Kirkby, Litherland, Liverpool, Maghull, Newton-le-Willows, Prescot, Rainford, Rainhill, Saint Helens, Southport
Cumbria Askam and Ireleth, Barrow-in-Furness, Broughton-in-Furness, Cartmel, Coniston, Dalton-in-Furness, Grange-over-Sands, Hawkshead, Ulverston, Walney Island
Cheshire Culcheth, Warrington, Widnes
West Yorkshire Todmorden (parte)

As mudanças de fronteira ocorridas antes de 1974 incluem:[35]

Símbolos[editar | editar código-fonte]

A Rosa Vermelha de Lancaster é a flor encontrada no emblema e na bandeira heráldica do condado. A rosa era um símbolo da Casa de Lancaster, imortalizada no verso "In the battle for England's head/York was white, Lancaster red" ("Na batalha pelo comando da Inglaterra / York era branco, Lancaster vermelho"), referente à Guerra das Rosas do Século XV. A bandeira tradicional de Lancashire, uma rosa vermelha em um campo branco, não foi oficialmente registrada. Quando uma tentativa foi feita para isso junto ao Flag Institute, descobriu-se que já havia sido oficialmente registrada por Montrose, na Escócia, centenas de anos antes. A bandeira oficial de Lancashire está registrada como uma rosa vermelha em um campo dourado.

Esportes[editar | editar código-fonte]

Futebol[editar | editar código-fonte]

O futebol de Lancashire é comandado pela Lancashire County Football Association que, assim como a maioria das associações de futebol dos condados, tem limites que estão alinhados aproximadamente com os do condado histórico. Os clubes de Lancashire que foram membros fundadores da liga são Accrington, Burnley, Blackburn Rovers, Preston North End, Everton e Bolton Wanderers. A Manchester Football Association e a Liverpool County Football Association Atuam em Grande Manchester e em Merseyside.[36][37]

Oito equipes profissionais estavam baseadas em Lancashire, no início da temporada 2016-2017:

Críquete[editar | editar código-fonte]

Lancashire County Cricket Club foi uma das equipes de críquete mais bem sucedidas do condado, particularmente no One-Day. O clube é a casa de James Anderson e Jos Buttler, membros da Seleção da Inglaterra. Old Trafford Cricket Ground, em Trafford, tem sido o campo do LCCC desde 1864.[38]

As ligas de cricket locais historicamente importantes incluem a Lancashire League, a Central Lancashire Cricket League e a North Lancashire and Cumbria League, todas formadas em 1892. Os clubes destas liga costumam contratar diversos jogadores profissionais internacionais para jogar ao lado de seus atletas amadores.

Desde 2000, a liga designada para representar Lancashire junto à ECB Premier Leagues[39] tem sido a Liverpool and District Cricket Competition.

Rugby League[editar | editar código-fonte]

Junto com Yorkshire e Cumberland, Lancashire é reconhecida como o coração do Rugby League, tendo produzido muitos clubes de alto escalão bem sucedidos, como Saint Helens, Wigan Warriors, Warrington Wolves e Widnes Vikings. O condado já foi o ponto focal para muitas competições profissionais do esporte, incluindo a competição da Lancashire League, que ocorreu entre 1895 e 1970, e a Lancashire County Cup, que existiu até 1993. O Rugby League também viu uma disputa representativa entre Lancashire e Yorkshire disputada 89 vezes desde a sua criação em 1895.[40] Nos últimos tempos, há várias equipes baseadas em Lancashire, incluíndo Blackpool Panthers, East Lancashire Lions, Blackpool Sea Eagles, Bamber Bridge RLFC, Leyland Warriors, Chorley Panthers, Blackpool Stanley, Blackpool Scorpions e Adlington Rangers.

Wrestling[editar | editar código-fonte]

Lancashire tem uma longa história no wrestling, desenvolvendo seu próprio estilo chamado Lancashire wrestling, com muitos clubes que ao longo dos anos produziram muitos lutadores de renome. Alguns destes migraram para a Luta profissional, incluindo Shak Khan, Billy Riley, Davey Boy Smith, William Regal, Wade Barrett e o Dynamite Kid.

Tiro com arco[editar | editar código-fonte]

Existem muitos clubes de tiro com arco localizados dentro de Lancashire.[41] Em 2004, Lancashire conquistou o título do Campeonato Inter-Condados sobre Yorkshire, que o mantivera por 7 anos.[42]

Musica[editar | editar código-fonte]

Música Folclórica[editar | editar código-fonte]

Lancashire tem uma longa e altamente produtiva tradição de fazer música. No início da era moderna, o condado compartilhou a tradição nacional de baladas, incluindo aquela que talvez seja a melhor border ballad, "The Ballad of Chevy Chase", que se pensa ter sido composta pelo menestrel Richard Sheale, nascido no em Lancashire. O condado também era um local comum para canções folclóricas, incluindo "The Lancashire Miller", "Warrington Ale" e "The soldier's farewell to Manchester", enquanto Liverpool, como um grande porto marítimo, era o assunto de muitas canções de marinheiro, incluíndo "The Leaving of Liverpool" e "Maggie May".[43] Na Revolução Industrial, as mudanças dos padrões sociais e econômicos ajudou a criar novas tradições e estilos de música popular, muitas vezes ligadas à migração e aos novos padrões de trabalho.[44] Estas incluíram danças processionais (danças feita em fila ou de maneira alinhada), frequentemente associadas ao rushbearing, antigo festival eclesiástico inglês, ou as festividades do Wakes Week, tradicional período de feriado na Inglaterra e Escócia, e tipos de danças de passo marcado, sendo o estilo mais famoso o clog dancing.[44][45]

Um pioneiro local da coleção de canções populares na primeira metade do Século XIX foi o erudito shakespeariano James Halliwell-Phillipps.[46] Mas não foi até o segundo renascimento folk no Século XX que a gama completa de canções do condado, incluindo folk industrial, começou a ganhar atenção.[45] Lancashire produziu uma das principais figuras do renascimento, Ewan MacColl, assim como outro grande nome local, Harry Boardman que, a partir de 1965, provavelmente fez mais do que qualquer outro para popularizar e gravar a música do condado.[47] Talvez os artistas folk mais influentes que emergiram da região no final do Século XX tenham sido o popular grupo de Liverpool The Spinners, o trovador de Manchester Roy Harper, e o músico, comediante e apresentador Mike Harding.[48][49] A região é o lar de inúmeros folk clubs, muitos deles atendendo a Música Folk Irlandesa e Escocesa. Festivais regulares incluem o Fylde Folk Festival, em Fleetwood.[50]

Música Clássica[editar | editar código-fonte]

Lancashire teve uma cultura animada de música clássica e de coral, com um grande número de coros de igrejas locais à partir do Século XVII,[51] levando à fundação de sociedades de coral locais desde meados do século 18, muitas vezes particularmente focadas em performances da música de Händel e seus contemporâneos.[52] Também desempenhou um papel importante no desenvolvimento das orquestras de metais que surgiram no condado, particularmente nas áreas das indústrias têxtil e de minas, no século XIX.[53] A primeira competição aberta para estas bandas foi realizada em Manchester em 1853, e continuou anualmente até a década de 1980.[54] A vibrante cultura desse rítmo contribuiu de forma importante para a fundação da Orquestra Hallé em 1857, a mais antiga orquestra profissional existente no Reino Unido.[55] A mesma tradição musical local produziu figuras eminentes como Sir William Walton (1902-88), filho de um maestro de coral e professor de música de Oldham,[56] Sir Thomas Beecham (18791961), nascido em Saint Helens, que começou sua carreira conduzindo orquestras locais,[57] e Alan Rawsthorne (190571), nascido em Haslingden.[58] O condutor David Atherton, co-fundador da London Sinfonietta, nasceu em Blackpool em 1944.[59] Lancashire também produziu figuras mais populares, como o compositor de teatro musical Leslie Stuart (1863-1928), nascido em Southport, que iniciou sua carreira como organista da Catedral de Salford.[60]

Dos compositores mais recentes nascidos no condado de Lancashire podemos citar Hugh Wood (1932, em Parbold),[61] Sir Peter Maxwell Davies (19342016, em Salford),[62] Sir Harrison Birtwistle (1934, em Accrington),[63] Gordon Crosse (1937, em Bury),[64]John McCabe (19392015, em Huyton),[65] Roger Smalley (1943–2015, em Swinton), Nigel Osborne (1948, em Manchester), Steve Martland (1954–2013, Liverpool),[66] Simon Holt (1958, em Bolton)[67] e Philip Cashian (1963, em Manchester).[68] A Royal Manchester College of Music foi fundada em 1893 para oferecer uma contrapartida do norte para as faculdades musicais de Londres. Incorporou-se ao Northern College of Music em 1972, formando o Royal Northern College of Music.[69]

Música Popular[editar | editar código-fonte]

The Beatles em 1964. A banda, indiscutivelmente a mais bem-sucedida comercialmente da era do rock, começou sua carreira tocando em Liverpool e seus arredores

Liverpool produziu uma série de cantores populares de destaque nacional e internacional na década de 1950, incluindo as estrelas da música pop tradicional Frankie Vaughan e Lita Roza, e um dos nomes mais bem-sucedidos do rock britânico Billy Fury.[70] Muitas cidades de Lancashire tiveram cenas vibrantes de skiffle, um tipo de música folk com influência de jazz e blues, no final da década de 1950, dos quais, no início dos anos 60, surgiram uma cultura florescente de grupos beat, particularmente em Liverpool e Manchester. Estima-se que existiam cerca de 350 bandas ativas em Liverpool e em seus arredores nesta época, muitas vezes tocando em salões de festas, salas de concerto e clubes, entre eles os Beatles.[71] Após o sucesso nacional deste grupo em 1962, vários artistas de Liverpool conseguiram acompanhá-los nas paradas, incluindo Gerry & the Pacemakers, The Searchers e Cilla Black. O primeiro grande sucesso pop no Reino Unido que não era de Liverpool, ou administrado por Brian Epstein, foram Freddie and the Dreamers, baseados em Manchester,[72] assim como Herman's Hermits e the Hollies.[73] Guiados pelos Beatles, os grupos beat da região lideraram a chamada Invasão Britânica dos EUA, o que contribuiu de forma importante para o desenvolvimento do rock.[74] Após o declínio dos grupos beat em meados dos anos 60, o centro da cultura rock mudou-se para Londres e houve, relativamente, poucas bandas locais que alcançaram a proeminência nacional até o crescimento de uma cena disco-funk e a revolução do punk rock a partir de metade da década de 70.[75]

Culinária[editar | editar código-fonte]

Lancashire é a origem do Guisado de Lancashire, um prato de caçarola tradicionalmente feito com cordeiro. Outros alimentos tradicionais da área incluem:

Locais de Interesse[editar | editar código-fonte]

Entre os principais pontos de interesse do Condado Cerimonial temos:

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Whistle Down the Wind, filme de 1961 dirigido por Bryan Forbes, foi filmado aos pés de Worsaw Hill e, também, em Burnley, e estrelado por estudantes locais de Lancashire.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lancashire

Notas

  1. Os componentes podem não somar os totais devido ao arredondamento
  2. Inclui caça e silvicultura
  3. Inclui energia e construção
  4. Inclui serviços de intermediação financeira indiretamente medidos
  5. As estatísticas pré-1998 foram coletadas das áreas de governo local que agora compõem Lancashire

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. "The Phonology of English Dialects in the North of England" in Kortmann, B and Schneider, E. W. (eds.) A Handbook of Varieties of English, Volume I. Berlin: Mouton, 2004, 130.
  2. Gibb, Robert (2005). Greater Manchester: A panorama of people and places in Manchester and its surrounding towns. [S.l.]: Myriad. p. 13. ISBN 1-904736-86-6 
  3. a b c d George, D., Lancashire, (1991)
  4. a b c Local Government Act 1972. 1972, c. 70
  5. «NWDA Chairman appointed as High Sheriff of Lancashire». Northwest Regional Development Agency. Arquivado do original em 24 de maio de 2011 
  6. a b Booth, P. cited in George, D., Lancashire, (1991)
  7. Berrington, E., Change in British Politics, (1984)
  8. a b Vision of Britain Arquivado em 1 de Outubro de 2007 no Wayback Machine. – Lancashire ancient county boundaries
  9. Lord Redcliffe-Maud and Bruce Wood. English Local Government Reformed. (1974)
  10. «High Sheriff - Lancashire County History». highsheriffs.com 
  11. a b Jones, B. et al., Politics UK, (2004)
  12. OPSI – The Cheshire, Lancashire and Merseyside (County and Metropolitan Borough Boundaries) Order 1993
  13. FORL. Retrieved 7 November 2008. Arquivado em 8 de Julho de 2015 no Wayback Machine.
  14. ABC Counties. Retrieved 7 November 2008.
  15. Vision of Britain – Divisions of Lancashire
  16. Lancashire County Council – Lancashire districts
  17. OPSI – The Lancashire (Boroughs of Blackburn and Blackpool) (Structural Change) Order 1996
  18. Lancashire County Council – Map of Lancashire (Unitary boundaries shown)
  19. Government Office for the North West Arquivado em 26 de Setembro de 2007 no Wayback Machine. – Local Authorities
  20. BUBL Information Service Arquivado em 26 de Julho de 2012 no Wayback Machine. – The Relative Hills of Britain
  21. «Administrative (1974) County Tops». Hill-bagging.co.uk 
  22. «Historic County Tops». Hill-bagging.co.uk 
  23. "Opening of the new Town-Hall at Preston". The Times. 15 de Setembro de 1882.
  24. «House of Commons Hansard Debates for 15 Jun 1992». parliament.uk 
  25. a b Dillon, Jonathon (26 de Fevereiro de 2012). «'Big companies' interested in East Lancashire enterprise zone». Lancashire Telegraph 
  26. Woodhouse, Lisa (23 de Agosto de 2012). «Lancashire enterprize [sic] zone due in to boost jobs 18 months». Lancashire Telegraph 
  27. «Enterprise zone takes off». Blackpool Gazette. 25 de Março de 2015 
  28. «New Lancashire enterprise zone confirmed in Budget». Blackpool Gazette. 18 de Março de 2015 
  29. «No impact on runway from redevelopment». Blackpool Gazette. 20 de Março de 2015 
  30. «Archived copy» (PDF). Arquivado do original (PDF) em 26 de Fevereiro de 2007  pp. 240–253 Office for National Statistics
  31. Transport for Lancashire – Lancashire Inter Urban Bus and Rail Map (PDF) Arquivado em 30 de Setembro de 2011 no Wayback Machine.
  32. A Vision of Britain through time. «Lancashire Modern (post 1974) County: Total Population» 
  33. Vision of Britain Arquivado em 1 de Outubro de 2007 no Wayback Machine. – Lancashire boundaries 1974
  34. Chandler, J., Local Government Today, (2001)
  35. a b Youngs. Guide to the Local Administrative Units of England. Volume 2. Northern England.
  36. «Manchester FA | About Us». Manchesterfa.com 
  37. «Liverpool FA | About Us». Liverpoolfa.com 
  38. «LCCC contact details». Lccc.co.uk. 16 de Janeiro de 2009 
  39. «List of ECB Premier Leagues». Ecb.co.uk. Arquivado do original em 15 de Outubro de 2008 
  40. http://www.rugbyleaguehonours.co.uk/roses.html
  41. «Archery clubs in Lancashire». Lancashire-archery.org.uk 
  42. «Bowmen of Skelmersdale». Bowmen of Skelmersdale 
  43. J. Shepherd, D. Horn, and D. Laing, Continuum Encyclopedia of Popular Music of the World (London: Continuum, 2003), ISBN 0-8264-7436-5, p. 360.
  44. a b Lancashire Folk, http://www.lancashirefolk.co.uk/Morris_Information.htm, retrieved 16 February 2009.
  45. a b G. Boyes, The Imagined Village: Culture, Ideology, and the English Folk Revival (Manchester: Manchester University Press, 1993), 0-71902-914-7, p. 214.
  46. E. D. Gregory, Victorian Songhunters: the Recovery and Editing of English Vernacular Ballads and Folk Lyrics, 1820–1883 (Lanham, MD: Scarecrow, 2006), ISBN 0-8108-5703-0, p. 248.
  47. Folk North West, «Archived copy». Arquivado do original em 12 de Fevereiro de 2009 , retrieved 16 de Fevereiro de 2009.
  48. J, C. Falstaff, 'Roy Harper Longest Running Underground Act', Dirty Linen, 50 (Feb/Mar '94), http://www.dirtylinen.com/feature/50harper.html, 16 February 2009.
  49. S. Broughton, M. Ellingham and R. Trillo, World Music: Africa, Europe and the Middle East (Rough Guides, 1999), ISBN 1-85828-635-2, p. 67.
  50. 'Festivals', Folk and Roots, «Archived copy». Arquivado do original em 24 de Fevereiro de 2009 , retrieved 8 de Janeiro de 2009.
  51. R. Cowgill and P. Holman, Music in the British Provinces, 1690–1914 (Aldershot: Ashgate Publishing, Ltd., 2007), ISBN 0-7546-3160-5, p. 207.
  52. R. Southey, Music-Making in North-East England During the Eighteenth Century (Aldershot: Ashgate Publishing, 2006), ISBN 0-7546-5097-9, pp. 131–2.
  53. D. Russell, Popular Music in England, 1840–1914: a Social History (Manchester: Manchester University Press, 1987), ISBN 0-7190-2361-0, p. 163.
  54. A. Baines, The Oxford Companion to Musical Instruments (Oxford: Oxford University Press, 1992), ISBN 0-19-311334-1, p. 41.
  55. D. Russell, Popular Music in England, 1840–1914: a Social History (Manchester: Manchester University Press, 1987), ISBN 0-7190-2361-0, p. 230.
  56. D. Clark and J. Staines, Rough Guide to Classical Music (Rough Guides, 3rd edn., 2001), ISBN 1-85828-721-9, p. 568.
  57. L. Jenkins, While Spring and Summer Sang: Thomas Beecham and the Music of Frederick Delius (Aldershot: Ashgate Publishing, 2005), ISBN 0-7546-0721-6, p. 1.
  58. J. McCabe, Alan Rawsthorne: Portrait of a Composer (Oxford: Oxford University Press, 1999), ISBN 0-19-816693-1.
  59. «Biography of David Atherton (1944-VVVV)». thebiography.us 
  60. A. Lamb, Leslie Stuart: Composer of Floradora (London: Routledge, 2002), ISBN 0-415-93747-7.
  61. «Hugh Wood» 
  62. Stephen Moss. «Profile: Peter Maxwell Davies». The Guardian 
  63. «Harrison Birtwistle» 
  64. «Crosse, Gordon - NMC Recordings» 
  65. «John McCabe - biography» 
  66. «Schott Music - Steve Martland - Profile» 
  67. «Simon Holt». musicsalesclassical.com 
  68. «Philip Cashian - Biography» 
  69. M. Kennedy, The History of the Royal Manchester College of Music, 1893–1972 (Manchester: Manchester University Press, 1971), ISBN 0-7190-0435-7.
  70. P. Frame, Pete Frame's Rockin' Around Britain: Rock'n'Roll Landmarks of the UK and Ireland (London: Music Sales Group, 1999), ISBN 0-7119-6973-6, pp. 72–6.
  71. A. H. Goldman, The Lives of John Lennon (A Capella, 2001), ISBN 1-55652-399-8, p. 92.
  72. "'Dreamers' star Freddie Garrity dies" Daily Telegraph, 20 de Maio de 2006. Retrieved 1 de Agosto de 2007.
  73. V. Bogdanov, C. Woodstra and S. T. Erlewine, All Music Guide to Rock: the Definitive Guide to Rock, Pop and Soul (Milwaukee, WI: Backbeat Books, 3rd edn., 2002), ISBN 0-87930-653-X, p. 532.
  74. V. Bogdanov, C. Woodstra and S. T. Erlewine, All Music Guide to Rock: the Definitive Guide to Rock, Pop, and Soul (Milwaukee, WI: Backbeat Books, 3rd edn., 2002), ISBN 0-87930-653-X, pp. 1316–7.
  75. S. Cohen, Rock Culture in Liverpool: Popular Music in the Making (Oxford: Clarendon Press, 1991), ISBN 0-19-816178-6, p. 14.
  76. Keating, Sheila (11 de Junho de 2005). «Food detective: Bury black pudding». The Times 
  77. History of fish and chips Arquivado em 27 de Março de 2010 no Wayback Machine.
  78. «Lancashire Cheese History». Lancashire Cheese Makers 
  79. «EU Protected Food Names Scheme: Beacon Fell traditional Lancashire cheese». Department for Environment, Food and Rural Affairs 
  80. «Uncle Joe's Mint Balls». Uncle Joe's Favourites. Wm Santus & Co. Ltd. 2013