Land grid array

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Soquete LGA 755.

Land grid array (LGA) é um padrão de soquete para processadores.[1][2] Foi lançado pela Intel juntamente aos processadores Pentium 4 com núcleo Prescott, sendo totalmente diferente dos padrões slot e ZIF: os pinos não ficam no processador, mas no soquete.[2] Também, a pressão do dissipador de calor sobre o processador é, em boa parte, passada à armadura de metal que envolve e protege o processador.[2]

Referências

  1. Digerati Books (2008). «Mega Curso de Hardware». Google Livros. 18 páginas. Consultado em 14 de setembro de 2013. Processador: [...] Os modelos comuns atualmente podem ser encaixados em um soquete [...] LGA (Land Grid Array). 
  2. a b c Digerati Books (2008). «Guia Prático de Hardware». Google Livros. pp. 8;47–48. Consultado em 14 de setembro de 2013. Processador: [...] Os modelos comuns atualmente podem ser encaixados em um soquete [...] ou LGA (Land Grid Array). [...] Junto com o Pentium 4 com núcleo Prescott, a Intel lançou um novo padrão de soquete, o LGA (Land Grid Array). Ele não é um soquete do padrão slot (para processadores em cartucho), mas também é totalmente diferente do habitual padrão ZIF. Para começar, processadores que utilizam esse tipo de soquete não possuem pinos — os pinos ficam no próprio soquete. [...] Outra mudança do padrão LGA é a forma de fixar o processador ao soquete: agora uma armadura de metal envolve e protege o processador e boa parte da pressão que o dissipador de calor exercia sobre o processador é absorvida pela armadura de metal. 

Ver também[editar | editar código-fonte]