Landshövdingehus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Casas “landshövdingehus” no bairro Lugnet em Gotemburgo.

A landshövdingehus – literalmente casa do governador – é um tipo de casa típico da cidade sueca de Gotemburgo. É constituída por um primeiro piso em pedra e por dois outros pisos em madeira.[1][2][3]

No séc. XIX era proibido construir casas de madeira com mais de dois pisos, devido ao perigo de incêndio. Ao mesmo tempo, a falta de habitação para a classe trabalhadora numa Gotemburgo em rápido crescimento era um problema urgente, com necessidade de ser resolvido. O arquiteto Victor von Gegerfelt teve a ideia de desenhar uma casa com um andar térreo em pedra e dois andares superiores em madeira, ultrapassando assim legislação em vigor. Apesar das autoridades municipais se oporem à ideia, o projeto foi finalmente aprovado através da intervenção do governador Albert Ehrensvärd na década de 1870, ficando este tipo de casa conhecido como “casa do governador” (landshövdingehus). A primeira casa deste tipo foi construída em 1875 no bairro de Annedal, tendo vido a dominar a paisagem urbana dos bairros de Haga, Landala, Masthugget, Majorna e Olskroken. Fora de Gotemburgo, existe praticamente apenas em Trollhättan e Örebro.[4]

Referências

  1. Wedel, Kristian (1995). «Gult tegel, landshövdingehus och borgmästarstenar». Göteborgsguiden (em sueco). Estocolmo: Rabén Prisma. p. 21. 144 páginas. ISBN 91-518-2795-6 
  2. Jesper Hallén. «Göteborg berättar: Landshövdingehus» (em sueco). Yimby Göteborg. Consultado em 21 de maio de 2017 
  3. «Landshövdingehus» (em sueco). Stadshem Fastighetsmäkleri. Consultado em 21 de maio de 2017 
  4. Caldenby, Claes; Gunilla Linde Bjur, Sven-Olof Ohlsson, Krister Engström, (2006). «Industristaden: Edelsvärd och Gegerfelt». Guide till Göteborgs arkitektur (em sueco). Estocolmo: Arkitektur Förlag. p. 10-11. 288 páginas. ISBN 91-86050-67-2 

Ver também[editar | editar código-fonte]