Lapseki

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Turquia Lapseki

Λάμψακος, Lampsakos, Lâmpsaco

 
—  Distrito (ilçe)  —
Mapa dos distritos da província de Çanakkale
Mapa dos distritos da província de Çanakkale
Lapseki está localizado em: Turquia
Lapseki
Localização de Lapseki na Turquia
Coordenadas 40° 20' 40" N 26° 41' E
Região Mármara
Província Çanakkale
Administração
 - Governador (kaymakam) İsmai̇l Ayhan Tavli [1]
 - Prefeito (belediye başkanı) Gani Mehmet Ekim (2009, MHP)[2]
Área [3]
 - Distrito (ilçe) 882 km²
Altitude 0 m (0 pés)
População (2010)[1]
 - Distrito (ilçe) 26 375
    • Densidade 29,9/km2 
 - Urbana 10 889
Fuso horário EET (UTC+2)
 - Horário de verão EEST (UTC+3)
Código postal 17xxx
Prefixo telefónico 286
Sítio Governo distrital: www.lapseki.gov.tr
Prefeitura: www.lapseki.bel.tr
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lapseki

Lapseki (em grego: Λάμψακος; transl.: Lampsakos; Pityusa, Pityussa ou Lâmpsaco na Antiguidade) é um distrito (em turco: ilçeler) da província de Çanakkale que faz parte da região de Mármara da Turquia. Com 882 km², em 2010 a sua população era de 26 375 habitantes (densidade: 29,9 hab./km²), dos quais 10 889 moravam na cidade.[1]

Situado na margem oriental do estreito dos Dardanelos (antigo Helesponto) e extremidade sudoeste do mar de Mármara, o distrito é célebre pelos seus pêssegos e principalmente pelas suas cerejas. Todos os anos, no início de junho, é realizado um festival de cerejas na cidade. A principal atividade dos habitantes é a agricultura, embora a pesca e o turismo também tenham alguma importância.

Mitologia[editar | editar código-fonte]

Foi em Lâmpsaco que a deusa Vênus deu à luz Príapo, quando voltava de seu encontro com Baco, então em sua expedição à Índia.[4] O nome antigo da cidade era Pityussa.[5] O seu rei, Mandron, convidou Fobo, da Foceia, que era da família de Codro, a trazer colonos da Foceia, prometendo dar parte da sua terra. Os colonos prosperaram, pilhando os bárbaros vizinhos, e tornaram-se alvo da inveja dos nativos, que planearam matá-los. Lampsace, a filha do rei, soube dos planos, e contou aos gregos os planos de traição. Estes tomaram a iniciativa e mataram os homens da cidade. Lampsace morreu de doença, e o rei Mandron pediu para sair da cidade, levando os filhos e as esposas dos homens mortos. A cidade passou a chamar-se Lampsace em homenagem à princesa morta, que recebeu honras heroicas e recebeu sacrifícios como uma deusa.[6]

História[editar | editar código-fonte]

A cidade foi fundada por colonos gregos de Foceia no século VI a.C.. Pouco tempo depois tornou-se uma dos principais rivais de Mileto, controlando as rotas comerciais do Helesponto. O nome moderno em turco deriva do antigo nome grego. Lâmpsaco era uma das quatro cidades das costas do Helesponto.

Neste cidade, segundo Pausânias, o principal deus adorado era Príapo, considerado filho de Dionísio e Afrodite.[7] Havia festivais em honra a Príapo, onde o povo se entregava a toda sorte de lascívia.[4]

A cidade esteve sob o domínio bizantino durante um longo período, até ser conquistada pelos Otomanos por Solimão Paxá em 1356. No fim da Primeira Guerra Mundial foi ocupada por tropas britânicas e francesas, que só abandonaram a região a 25 de setembro de 1922, perto do fim da Guerra de independência turca. No distrito encontram-se os túmulos de 15 000 soldados que perderam a vida naquela guerra.

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Lapseki», especificamente desta versão.
  1. a b c "Belediyesi". www.yerelnet.org.tr (em turco). YerelNET. Consult. 28 de outubro de 2012. 
  2. "Belediyesi". www.yerelnet.org.tr (em turco). YerelNET. Consult. 28 de outubro de 2012. 
  3. "Districts of Turkey". www.statoids.com (em inglês). Administrative Divisions of Countries ("Statoids"). 2 de fevereiro de 2008. Arquivado desde o original em 26 de maio de 2010. Consult. 26 de maio de 2010. 
  4. a b John Lemprière, A Classical Dictionary, Containing a Copious Account of All the Proper Names Mentioned in Antient Authors... (1839), Priapus, p.259 [google books]
  5. Estrabão, Geografia, Livro XIII, Capítulo 1, 18 [fr] [en] [en] [en]
  6. Plutarco, Moralia, Bravura de mulheres, XVIII. Lampsace [em linha]
  7. Pausânias, Descrição da Grécia, 9.31.2 [em linha]


Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Turquia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.