Largura de barramento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Em telecomunicações, a largura da banda, largura de barramento ou apenas banda (também chamada de débito) usualmente se refere à bitrate de uma rede de transferência de dados, ou seja, a quantidade em bits/s que a rede suporta. A denominação banda, designada originalmente a um grupo de frequências é justificada pelo fato de que o limite de transferência de dados de um meio está ligado à largura da banda em hertz. O termo banda larga denota conexões com uma largura em hertz relativamente alta, em contraste com a velocidade padrão em linhas analógicas convencionais (56 kbps), na chamada conexão discada.

Limite de banda[editar | editar código-fonte]

O limite de banda é o limite máximo de transferência de bits, onde também é designada sua velocidade. Por exemplo, você pode ter uma conexão discada de 56 kbps, onde 56 kilobits por segundo é o limite de transferência de bits de sua conexão ou uma banda de 1 Mbps, você conseguiria transportar cerca de 1 megabit por segundo[1].

Nela podemos achar também o valor relativo a transferência de dados real, também chamado de taxa ou velocidade de transferência, throughput ou vazão, que varia em fatores como tamanho de cabeçalho em cada camada e congestionamentos.[1] Por exemplo, considerando uma conexão à internet sem congestionamento e que os cabeçalhos ocupem aproximadamente 1% dos bits transferidos, numa conexão de 56 kbps, você conseguirá taxas de transferência de no máximo 55,4 kbps (6,7 kB/s) aproximadamente, enquanto numa banda de 256kbps, você conseguirá uma taxa de transferência de aproximadamente 253 kbps (31 kB/s).

O termo limite de banda é frequentemente utilizado por operadoras de telecomunicações referindo-se à redução de velocidade da conexão quando o cliente atinge o limite de dados recebidos e/ou enviados oferecido pelo serviço num período de um mês.[2] [carece de fontes?]

Em hospedagem de websites, o termo banda é usado para descrever a taxa de dados limite que podem ser recebidos e/ou enviados por um website.

Traffic shaping[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Traffic shaping

O limite de banda de uma conexão anunciado por uma operadora se associa aos limites impostos internamente na operadora, de acordo com planos de serviço — frequentemente distando do limite físico de banda da rede de telecomunicações. Estas operações se denominam traffic shaping.

Velocidades de conexão[editar | editar código-fonte]

Abaixo uma tabela mostrando o limite de banda de diferentes tipos de conexão à Internet:

56 kbit/s Modem / Discada
1544 kbit/s T1
2048 kbit/s E1
10 Mbit/s Ethernet
11 Mbit/s Wireless 802.11b
54 Mbit/s Wireless-G 802.11g
100 Mbit/s Fast Ethernet
450 Mbit/s Wireless-N 802.11n
1000 Mbit/s Gigabit Ethernet
10000 Mbit/s 10 Gigabit Ethernet

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Internet é um esboço relacionado ao Projeto Internet. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. a b Forouzan, Behrouz A (2009). Comunicação de Dados e Redes de Computadores AMGH Editora [S.l.] p. 89. 
  2. «Operadoras devem mudar cobrança de internet no celular; saiba como fica». Economia. 2014-10-22. Consultado em 2016-04-30.