Larry David

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Larry David
{{{imagem_legenda}}}
Nome de nascimento Lawrence Gene David
Nascido(a) em 2 de julho de 1947 (69 anos)
Nova York, Nova York
Nacionalidade Estados Unidos americana
Especialidade Televisão, cinema, stand-up
Anos em atividade 1975 - presente
Gênero Comédia de improviso, comédia de observação, comédia de esquetes
Tema(s) Auto-depreciação, cotidiano, costumes
Influências Phil Silvers, Mel Brooks, Woody Allen
Influenciou Ricky Gervais, Jack Dee, Sarah Silverman, Jeff Garlin, Jerry Seinfeld, Sean Lock, Armando Lanucci.
Cônjuge Laurie Lennard (1993 - 2007)
Trabalhos de
destaque
Várias personagens em Fridays
Co-Criador de Seinfeld
Larry David em Curb your Enthusiasm
Emmy Awards
1993 - Melhor Série de Comédia (Seinfeld)
1993 - Melhor Roteiro numa Série de Comédia (Seinfeld)

Lawrence Gene "Larry" David (Nova Iorque, 2 de julho de 1947) é actor, escritor, comediante, director e produtor americano. David é co-criador e criador, respectivamente, de duas das séries de televisão mais bem-sucedidas dos Estados Unidos, Seinfeld (1989-1998) e Curb Your Enthusiasm (1999-presente).

Em 1989 Larry David juntou-se ao comediante Jerry Seinfeld para criar a sitcom Seinfeld, onde atuou como guionista  principal e produtor executivo. O trabalho de David rendeu-lhe um Emmy de melhor comédia, em 1993. Em 1999 criou para a HBO a série Curb Your Enthusiasm', uma sitcom amplamente improvisada onde interpreta uma versão fictícia de si próprio.

Após ter iniciado sem sucesso na carreira como comediante de stand-up, David rapidamente passou para a carreira na televisão, escrevendo e actuando na série Fridays, da ABC. Fez durante um breve período, guiões para o Saturday Night Live, antes de co-criar Seinfeld.

Foi votado por outros comediantes como o 23.º maior comediante de todos os tempos, numa pesquisa feita pelo Channel 4 britânico (The Comedians' Comedian, "O Comediante dos Comediantes").

Biografia[editar | editar código-fonte]

David nasceu no bairro de Sheepshead Bay, em Brooklyn,[1] Nova York, formou-se na Sheepshead Bay High School e, posteriormente, na Universidade de Maryland, com um diploma em História (1969) e um outro em Administração (1970).[2]

Após iniciar uma carreira como comediante standup, David trabalhou como motorista de limusines e fez assistência técnica de aparelhos de televisão para pagar suas contas. De 1980 a 1982 trabalhou como guionista para a ABC, no programa Fridays, e, de 1984 a 85, para o Saturday Night Live (SNL), da NBC.[3] Durante seu período no SNL conseguiu escrever apenas um sketche no programa, que foi ao ar às 0h50 - o último espaço no programa.[4] David abandonou este emprego no meio da temporada, e apareceu para trabalhar alguns dias depois, agindo como se nada houvesse acontecido. Este facto inspirou um episódio da segunda temporada de Seinfeld, chamado "The Revenge" ("A Vingança").[5] David conheceu as futuras estrelas do seriado durante este período de sua carreira; trabalhou com Michael Richards (Kramer) em Fridays,[3] e com Julia Louis-Dreyfus (Elaine)[4] durante seu período de um ano no SNL.[6][7] David pode ser ouvindo ao fundo durante um episódio do programa, perturbando Michael McKean, quando este apresentou o programa em 1984, e também apareceu no sketche "The Run, Throw, and Catch Like a Girl Olympics", quando Howard Cosell foi o apresentador do episódio final da temporada, em 1985.[8]

David casou-se com Laurie Lennard em 31 de março de 1993; o casal tem duas filhas e vive em Pacific Palisades, Los Angeles, (Califórnia).[9] Como sua equivalente em Curb Your EnthusiasmCheryl David (interpretada por Cheryl Hines)—Laurie é uma ativista ambiental. A partir de maio de 2005 os dois passaram a contribuir para o blog de esquerda The Huffington Post.[10] Em 5 de junho de 2007 o casal anunciou sua intenção de se separar amigavelmente.[11] Laurie David pediu o divórcio em 19 de julho de 2007, alegando "diferenças irreconciliáveis", e pedindo a custódia conjunta das duas filhas do casal.[12]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Seinfeld[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Seinfeld

Em 1989, David juntou-se com o comediante Jerry Seinfeld para criar uma série para a NBC chamado The Seinfeld Chronicles. Posteriormente rebatizado Seinfeld, o programa tornou-se um dos mais bem-sucedidos da história da televisão americana.[13] Larry David chegou a aparecer ocasionalmente no programa (sem aparecer nos créditos), interpretando o papel de um advogado de Frank Costanza que vestia uma capa, ou fazendo a voz de George Steinbrenner,[14] e serviu como inspiração para o personagem de George Costanza.[15] David abandonou Seinfeld em termos amistosos depois da sétima temporada, porém retornou para escrever o episódio final da série, em 1998.[16]

Somente as reprises e os lançamentos em DVD de Seinfeld renderam a David cerca de 250 milhões de dólares.[17] Foi indicado 19 vezes ao Emmy pela série, e venceu duas vezes - uma por melhor série de comédia, e outra por melhor guião.[18]

Jerry Seinfeld disse, que Larry David era 90% de tudo que Seinfeld foi e é.[carece de fontes?]

Aparições de Larry David em Seinfeld[editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
  • Voz de um velho. É possível ouví-lo a gritar "O que foi que ela disse?" (Episódio 2.18)
  • Ator num filme B com a fala "Igual a globos flamejantes, Sigmund! Ah ha ha ha ha haaa!" (Episódio 2.11)
  • Voz de Newman (Episódio 2.12)
  • Voz de uma pessoa na festa que grita: "Jack, vamos começar!" e "Eu preferia ter uma garrafa de scotch!". (Episódio 3.01)
  • Voz do ladrão de carros (Episódio 3.11)
  • Voz que anuncia as ligações do metro. (Episódio 3.13)
  • Voz do narrador de boxe na televisão (Episódio 3.22)
  • Aparece longe da cena principal, próximo de um policial com Larry Charles quando as autoridades aparecem no apartamento de Kramer em Los Angeles para prendê-lo por assassinato. (Episódio 4.02)
  • Voz de um passageiro no avião que esquece que encomendou kosher que Elaine é forçada a comer. (Episódio 4.12)
  • Voz do colega de trabalho de Elaine que a chama e diz: "Hey, Nip, você precisa desse manuscrito ou eu posso levá-lo para casa?" (Episódio 4.13)
  • Voz de "sua majestade" no filme "Checkmate" (Episódio 4.14)
  • Voz que diz a Kramer: "Desculpa, apenas clientes" (Episódio 4.23)
  • Membro do Greenpeace. (Episódio 4.24)
  • Voz do narrador de ténis na televisão. (Episódio 5.06)
  • Voz da pessoa parecida com Saddam Hussein (Episódio 5.13)
  • Voz do transeunte na praia que diz: "Alguém aqui é um biólogo marinho?" (Episódio 5.14)
  • Voz do diretor da ópera (Episódio 5.16)
  • Voz do comunicador no aeroporto (Episódio 5.19)
  • Voz do mestre de cerimónias do clube de comédia (Episódio 5.20)
  • Advogado de Frank Costanza (Episódio 6.04)
  • Voz da pessoa que diz: "O que você diz, Cosmo?" (Episódio 6.11)
  • Voz de uma personagem no filme ficcional "Chunnel" (Episódio 7.08)
  • Funcionário da banca de jornal que recusa-se a dar troco para uma nota de $20 de George Costanza (Episódio 7.10)
  • Voz de um policial que diz: "I disse vire, Chulo!" (Episódio 7.19)
  • Voz do prisioneiro (Episódio 9.22)

Curb Your Enthusiasm[editar | editar código-fonte]

Em 1999, após o fim de Seinfeld, o canal HBO levou ao ar um especial de Larry David: Larry David: Curb Your Enthusiasm, um programa híbrido que usa uma história de fundo e diálogos improvisados. Antes de ir ao ar, HBO sugeriu que David a tornasse numa série. O resultado foi Curb Your Enthusiasm, que foi para o ar em 2000.

O programa mostra o dia-a-dia de Larry, interpretado por ele próprio, e usa situações embaraçosas da sociedade para desenvolver uma história. Neste programa Larry conta com a participações de amigos que são actores e, tal como ele, interpretam-se a eles próprios.

Em 2005, David foi nomeado para um Globo de Ouro por "Melhor Atuação em uma Série Musical ou Comédia" pela sua actuação no programa.

Outros projetos[editar | editar código-fonte]

David já trabalhou 3 vezes com o diretor Woody Allen: em papéis menores nos filmes Radio Days (1987) e Oedipus Wrecks (1989), e protagonizando Whatever Works (br/pt: Tudo Pode Dar Certo), em 2009.

David também escreveu e dirigiu um filme em 1998, chamado Sour Grapes, sobre dois primos que se zangam por causa de dinheiro ganho em um casino.

Referências

  1. Curb Your Enthusiasm: The Book (Simon & Shuster, 2006)
  2. «Alumni Leaders». Universidade de Maryland (College Park). Consultado em 2 de abril de 2008 
  3. a b Marin, Rick (16 de julho de 2000). «The Great and Wonderful Wizard of Odds». The New York Times. Consultado em 25 de abril de 2008 
  4. a b Shales, Tom (12 de novembro de 2005). «'SNL in the '80s': The Last Laugh On a Trying Decade». The Washington Post. Consultado em 25 de abril de 2008 
  5. «"Seinfeld" The Revenge (1991)». IMDB. Consultado em 2 de abril de 2008 
  6. Koltnow, Barry (30 de maio de 1997). «Eager Actor Finds Kramer a Bit of a Trial». Contra Costa Times. Consultado em 2-4-  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  7. Kolbert, Elizabeth (3 de junho de 1993). «Julia Louis-Dreyfus: She Who Gives 'Seinfeld' Estrogen». The New York Times. Consultado em 2 de abril de 2008 
  8. «Saturday Night Live». TV.com. Consultado em 21 de abril de 2008 
  9. «News for "Seinfeld" (1990)». IMDB. Consultado em 2 de abril de 2008 
  10. Louv, Jason (1 de setembro de 2005). Generation Hex. [S.l.]: The Disinformation Company. ISBN 1932857206 
  11. Johnson, Richard (5 de junho de 2007). «Newly Single». Page Six. New York Post. Consultado em 5 de junho de 2007 
  12. Finn, Natalie (16 de julho de 2007). «Divorcing Larry David». E!. Consultado em 2 de abril de 2008 
  13. Carter, Bill (26 de dezembro de 1997). «Seinfeld Says It's All Over, And It's No Joke for NBC». The New York Times. Consultado em 25 de abril de 2000  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  14. «Still... seventh-season DVD shines». The Sacramento Bee. 21 de novembro de 2006 
  15. «The 'real' George Costanza sues Seinfeld for $100 million». CNN. 26 de outubro de 1998. Consultado em 25 de abril de 2008 
  16. Dancis, Bruce (5 de novembro de 2007). «DVD Review: 'Seinfeld: Season 9' wraps up all the hilarious nothingness». The Sacramento Bee. Consultado em 25 de abril de 2008 
  17. «Who's the richest? Seinfeld». Associated Press. 1 de janeiro de 1999. Consultado em 19 de janeiro de 2008 
  18. «Larry David». TV.com. Consultado em 21 de abril de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]