Las Vegas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Las Vegas, Nevada)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Las Vegas (desambiguação).
Estados Unidos Las Vegas 
  Cidade  
Do topo para baixo e de esquerda para direita: Centro de Las Vegas, Fremont Street Experience, Plaza Hotel & Casino, Stratosphere Las Vegas, Golden Nugget, Las Vegas Ballpark e vista da área metropolitana Las Vegas Valley à noite.
Símbolos
Bandeira de Las Vegas
Bandeira
Selo de Las Vegas
Selo
Apelido(s) The Entertainment Capital of the World
Sin City
City of Light
Gentílico Las Vegan
Localização
Localização no condado de Clark em Nevada
Localização no condado de Clark em Nevada
Las Vegas está localizado em: Estados Unidos
Las Vegas
Localização nos Estados Unidos



Coordenadas 36° 10' 30" N 115° 08' 11" O
País Estados Unidos
Estado Nevada
Condado Clark
Distância até a capital 694 km
História
Fundação 15 de maio de 1905 (116 anos)
Incorporação 16 de março de 1911 (110 anos)
Administração
Prefeito Carolyn Goodman (I) (desde 6 de julho de 2011)
City Manager Scott D. Adams
Características geográficas
Área total [1] 367,46 km²
 • Área seca 367,33 km²
 • Área molhada 0,14 km²  — 0,04%
População total (2020) [2] 641 903 hab.
 • Posição em Nevada
26ª nos Estados Unidos
 • População metropolitana 2 265 461
Densidade 1 746,9 hab./km²
 • CSA 2 317 052
Altitude 610 m
Fuso horário UTC−8
Horário de verão UTC−7
Códigos da área 702 e 725
Outras informações
Código FIPS 32-40000
Código GNIS 847388
Aeroporto principal LAS
Interestaduais I-15.svg I-515.svg
Sítio lasvegasnevada.gov

Las Vegas, oficialmente Cidade de Las Vegas (inglês: City of Las Vegas), é a cidade mais populosa e mais densamente povoada do estado americano de Nevada. Localiza-se no sul do estado, no Condado de Clark, do qual é sede. Foi fundada em 1905, porém, tornou-se oficialmente uma cidade em 1911. Las Vegas é popularmente famosa devido aos seus hotéis luxuosos e casinos, o que impulsiona o turismo na cidade.

Com mais de 640 mil habitantes na cidade propriamente dita e mais de 2,3 milhões de habitantes em sua região metropolitana, de acordo com o censo nacional de 2020,[2] é a 26ª cidade mais populosa dos Estados Unidos. É também considerada a cidade com maior taxa de crescimento em toda a América do Norte.[3]

A cidade está localizada na área metropolitana Las Vegas Valley, onde se encontra a avenida Las Vegas Boulevard que contém os casinos mais imponentes do mundo. Las Vegas Boulevard, mais conhecida por Las Vegas Strip, é cercada de casinos como o Bellagio, Caesars Palace, Excalibur Hotel and Casino, Luxor, Mandalay Bay, MGM Grand, Monte Carlo, New York, New York, Paris-Las Vegas, The Venetian, Treasure Island, entre muitos outros localizados na área metropolitana.[4] A Las Vegas Boulevard e a região de Old Town Las Vegas, são as duas regiões mais visitadas de Las Vegas Valley e que concentram praticamente todas as principais atrações turísticas.[4]

Na área do entretenimento a cidade se destaca por ser palco da residência de shows fixos de grandes ícones da indústria musical como Britney Spears[5] e Céline Dion[6] que se apresentam em teatros dentro dos maiores cassinos locais.

O Registro Nacional de Lugares Históricos lista 34 marcos históricos em Las Vegas. O primeiro marco foi designado em 1 de fevereiro de 1972 e o mais recente em 3 de maio de 2016.[7] O letreiro mais famoso da cidade, o Welcome to Fabulous Las Vegas, localiza-se na região vizinha de Paradise, portanto, não consta na lista oficial de Las Vegas.

História[editar | editar código-fonte]

Colonização[editar | editar código-fonte]

Las Vegas em 1895.

Um jovem explorador mexicano chamado Rafael Rivera é creditado como o primeiro não nativo americano a encontrar o vale, em 1829.[8][9] Em 1829, o comerciante Antonio Armijo liderou um grupo de 60 homens ao longo da Antiga Trilha Espanhola (Old Spanish Trail) para Los Angeles, Califórnia, e chegaram na área.[10] A área foi chamada de Las Vegas, que significa "os prados" em espanhol, uma vez que apresentava gramíneas verdes abundantes, bem como as nascentes de água do deserto necessárias para os viajantes do oeste.[11] O ano de 1844 marcou a chegada de John C. Frémont, o líder de um grupo de cientistas, escoteiros e observadores dos United States Army Corps of Engineers para área que ainda pertencia ao México. A Fremont Street, no centro de Las Vegas, leva o seu nome.[12]

Povoamento[editar | editar código-fonte]

A Fremont Street em 1952.

Em 10 de maio de 1855, após a cidade ser anexada para o solo americano, Brigham Young havia hospedado 30 missionários da A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, liderados por William Bringhurst, a fim de converter a população indígena dos Paiutes ao mormonismo. Uma fortaleza, a Old Mormon Fort ("Antigo Forte Mórmon"), foi construída perto do atual centro da cidade servindo como uma escala para os viajantes de Salt Lake City, Utah à San Bernardino, Califórnia.[13] No entanto, os mórmons abandonaram Las Vegas em 1857. Em 1867, o exército construiu o Forte Baker, o que impulsionou o assentamento da população na região. Mas foi apenas em 15 de maio de 1905, com a chegada do trem, quando a cidade de Las Vegas começou a crescer.[13]

Las Vegas então foi criada como uma vila ferroviária quando 110 acres (44,5 hectares), que era propriedade da Ferrovia San Pedro à Salt Lake do Senador William A. Clark de Montana, foram leiloados no que é hoje o centro de Las Vegas. Las Vegas foi parte do Condado de Lincoln até 1909 quando se tornou parte do recém-criado condado de Clark. A Igreja Católica de "St. Joan of Arc", próxima às ruas "4th" e "Bridger", no centro da cidade, foi fundada em 1910. Las Vegas se tornou uma cidade incorporada em 16 de março de 1911.

Detonações nucleares e polo de jogos de azar[editar | editar código-fonte]

Os jogos foram legalizados na cidade em 19 de março de 1931. O êxito inicial dos cassinos na cidade está relacionado claramente ao crime organizado. A maioria dos primeiros grandes cassinos eram gerenciados ou financiados por figuras da máfia como Benjamin "Bugsy" Siegel, Meyer Lansky ou outros mafiosos da época.[14]

Nuvem de cogumelo vista de Las Vegas. De 1951 a 1962, o governo realizou 100 testes nucleares na Área de Testes de Nevada.

Entre 1951 e 1958, o exército americano promoveu 119 detonações nucleares a cerca de 80 quilômetros de Las Vegas. Quase uma por mês, em operações que não raro envolviam mais de 10 mil pessoas, entre militares, cientistas e outros civis. Calcula-se que, ao longo dos oito anos de testes, Vegas tenha embolsado mais de $ 200 milhões de dólares com o chamdo turismo atômico.[15] No final da década de 1960, com a chegada do bilionário Howard Hughes, que comprou muitos casinos, hotéis e estações de televisão na cidade, corporações legítimas começaram a comprar hotéis-cassinos, e a máfia foi exterminada pelo governo federal ao longo de vários anos seguintes. O constante fluxo de dólares de turistas dos hotéis e cassinos também foi reforçado com a criação da Base Área de Nellis. O fluxo do pessoal militar e a criação direta de empregos nos cassinos ajudaram a iniciar uma explosão imobiliária que ainda continua hoje.[15]

A era dos mega-resorts cassinos no Condado de Clark teve início no dia 22 de novembro de 1989, com a abertura de The Mirage. Em 2006, Macau, região administrativa especial da República Popular da China, superou Las Vegas como principal pólo de jogos. Entretanto, Las Vegas continua sendo um dos principais destinos mundiais para o entretenimento.[16][17]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Vista aérea do centro de Las Vegas.

Las Vegas está situada no condado de Clark, em uma bacia no fundo do deserto de Mojave,[18] e é cercada por cadeias de montanhas em todos os lados. Grande parte da paisagem é rochosa e árida, com vegetação desértica e vida selvagem. Pode estar sujeito a inundações repentinas, embora muito tenha sido feito para mitigar os efeitos das inundações repentinas por meio de sistemas de drenagem melhorados.[19]

Os picos ao redor de Las Vegas atingem altitudes de mais de 10.000 pés (3.000 m) e atuam como barreiras ao forte fluxo de umidade da área circundante. A elevação é de aproximadamente 2.030 pés (620 m) acima do nível do mar. De acordo com o Departamento do Censo dos Estados Unidos, a cidade tem uma área de 367,4 km², dos quais 367,3 km² estão cobertos por terra e 0,1 km² (0,04%) por água.[1]

Dentro da cidade, existem muitos gramados, árvores e outras áreas verdes. Por questões de recursos hídricos, tem havido um movimento de incentivo ao xeriscapes. Outra parte dos esforços de conservação são os dias de rega programados para paisagismo residencial. Uma doação da Agência de Proteção Ambiental dos EUA em 2008 financiou um programa que analisou e previu o crescimento e os impactos ambientais até o ano de 2019.

Clima[editar | editar código-fonte]

Flores da primavera na Área de Conservação Nacional de Red Rock Canyon, na área de Las Vegas.

Las Vegas tem um clima desértico com pouca chuva e extremamente quente no verão. Temperaturas acima de 28° C são comuns entre os meses de maio a setembro. Não é estranho que por vários dias do ano essas temperaturas excedam 40° C. Os moradores da cidade preferem usar túneis, passagens, carros ou monotrilhos para evitar altas temperaturas. Também é comum encontrar ventiladores que lançam jatos de vento e água pela rua. Os invernos são frios e ventosos, com temperaturas que variam entre 14° C e 3° C. Podem ocorrer chuvas violentas e curtas, mas com menos frequência, na primavera e no outono. De julho a setembro, as monções mexicanas costumam trazer um pouco de umidade do Golfo do México, causando tempestades durante a tarde. Embora as montanhas que circundam a cidade possam sofrer nevascas de novembro a março, não é comum que isso aconteça na área urbana, mas ocorre em alguns anos, como a neve que caiu em 17 de dezembro de 2008..[20]

A temperatura mais alta oficialmente observada para Las Vegas, conforme medida no Aeroporto Internacional McCarran, é 47° C, atingida em 20 de junho de 2017, a última de quatro ocasiões.[21] Por outro lado, a temperatura mais baixa foi −13° C, registrada em dois dias: 25 de janeiro de 1937 e 13 de janeiro de 1963.[21] No entanto, a temperatura mais alta já medida na cidade de Las Vegas foi de 48° C em 26 de julho de 1931.[21] O recorde oficial de calor mínimo diário é de 35° C em 19 de julho de 2005 e 1 de julho de 2013, enquanto, inversamente, o recorde oficial de frio máximo diário é de −2° C em janeiro 8 e 21, 1937.[21]

Dados climatológicos para Las Vegas (Aeroporto Internacional de Las Vegas em Paradise, Nevada)
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 25 30,6 33,3 37,7 42,8 47,2 47,2 46,7 45 39,4 30,6 25 42
Temperatura máxima média (°C) 14,4 16,9 21,3 25,7 31,6 37,1 40,1 38,9 34,4 27 19,1 13,7 26,7
Temperatura mínima média (°C) 4,1 6,3 9,7 13,4 18,8 23,7 27,2 26,3 21,7 14,7 8,1 8,7 14,8
Temperatura mínima recorde (°C) −13 −8,9 −7,2 −0,6 3,3 8,9 13,2 12 6,1 −3,3 −9,3 −11,7 −13,3
Chuva (mm) 13,7 19,3 11,2 3,8 3 1,8 10,2 8,4 6,4 6,9 9,1 12,7 106,4
Dias com chuva (≥ 0,01 in) 3,1 4,0 2,9 1,6 1,2 0,6 2,5 2,6 1,6 1,7 1,7 3,0 26,5
Horas de sol 245,2 246,7 314,6 346,1 388,1 401,7 390,9 368,5 337,1 304,4 246,0 236,0 3 825,3
Fonte: NOAA (1961–1990)[22][23][24]

Região Metropolitana[editar | editar código-fonte]

A Área Metropolitana de Las Vegas está localizada na parte sudeste do estado americano de Nevada, consistindo no Condado de Clark. A área se chama Las Vegas Valley e concentra uma população de cerca de 1,836,333 habitantes.[25] Las Vegas é a maior aglomeração urbana do estado de Nevada, com aproximadamente 1,7 milhão de pessoas.

Panorama de Las Vegas Valley.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional
Censo Pop.
190025
19108003 100,0%
19202 304188,0%
19305 165124,2%
19408 42263,1%
195024 624192,4%
196064 405161,6%
1970125 78795,3%
1980164 67430,9%
1990258 29556,9%
2000478 43485,2%
2010583 75622,0%
2020641 90310,0%
Censo decenal dos EUA[26]
2010–2020[27]

Las Vegas é a cidade que mais cresce nos Estados Unidos. Em 1940 não chegava a 40 000 habitantes, em 1954 tinha mais 14 000 habitantes, em 1995 sua área metropolitana chegava a um milhão de habitantes, em 2003 a 1 580 000 e em 2008 já ultrapassava 1 800 000 habitantes. Todos os meses, milhares de pessoas se estabelecem em Las Vegas. A população é uma mistura de americanos, latinos e turistas de todas as nacionalidades.

Segundo o censo nacional americano de 2020, a população da cidade de Las Vegas é de 641 903 habitantes e sua densidade populacional é de 1 748 hab/km². Há um total de 235 628 famílias que ocupam 258 593 residências.[28] Ao contrário do censo de 2010, que na época mostrava que a cidade continha 583 756 pessoas, 211 689 famílias e 117 538 residências. A densidade populacional era de 1 630,3 hab/km² e havia 190 724 unidades habitacionais com uma densidade média de 649,9 residências/km².[2]

Composição étnica e faixas etárias[editar | editar código-fonte]

A cidade possui 61,9% de pessoas brancas (43,5% de brancos não hispânicos e 18,4% de brancos hispânicos). 12,2% de negros ou afro-americanos e 6,9% de asiáticos vivem na cidade, enquanto 0,9% de nativos-americanos e 0,8% de havaianos nativos também vivem em Las Vegas, além de 5.2% de duas ou mais raças.[2] Las Vegas é habitada por 53% de casais, 19% são famílias com uma mulher sem marido presente, enquanto 18% não são famílias e 10% são famílias com um homem sem esposa. Em média, cada residência ocupada possui 2,7 pessoas e cada família é composta por 3,2 membros. 23,8% da população da cidade possui menos de 18 anos de idade, 61% possuem entre 18 e 64 anos de idade, 14% possuem entre 65 anos de idade ou mais. A idade média da população da cidade é de 36 anos. Para cada 100 pessoas do sexo feminino existem 103,3 pessoas do sexo masculino. Para cada 100 pessoas do sexo feminino com dezoito anos ou mais de idade existem 102,5 pessoas do sexo masculino.[29]

Renda[editar | editar código-fonte]

A renda média anual de uma residência ocupada é de $ 53.000 doláres e a renda média anual de uma família era de $ 58.465. Pessoas do sexo masculino possuem uma renda média anual de $35.511 dólares, e pessoas do sexo feminino, 27.554 dólares. A renda per capita da cidade é de $ 22.060 dólares. 12% da população da cidade e 8,6% das famílias da cidade vivem abaixo da linha de pobreza. 15,4% das pessoas com dezessete anos ou menos de idade e 8,3% das pessoas com 65 anos ou mais de idade estão vivendo abaixo da linha de pobreza.[30]

De acordo com um estudo de 2004, Las Vegas teve uma das maiores taxas de divórcio. O alto índice de divórcio na cidade não se deve inteiramente ao fato de os próprios Las Veganos se divorciarem. Como o divórcio é mais fácil em Nevada do que na maioria dos outros estados, muitas pessoas vêm de todo o país para facilitar o processo. Da mesma forma, os casamentos em Nevada são notoriamente fáceis de conseguir. Las Vegas tem uma das taxas de casamento mais altas das cidades dos EUA, com muitas licenças emitidas para pessoas de fora da área.[31][32]

Economia[editar | editar código-fonte]

O Fremont Street Experience, um dos pontos mais visitados do centro de Las Vegas.

Com a expansão da área da Las Vegas Strip na região de Paradise, na década de 1990, a área do centro de Las Vegas começou a sofrer. O Fremont Street Experience foi construído em volta de 5 quarteirões da Fremont Street como um esforço de atrair turistas ao centro da cidade. A atração principal do Fremont Street Experience é chamada de "Viva Vision", um telão gigantesco com mais de 12 milhões de módulos de LED e um sistema de som de 555 mil watts em uma enorme cobertura de metal em forma de arco que fica a 27 metros do chão. Este é o maior telão do mundo com 460 metros de comprimento. O local se tornou uma grande atração turística para o centro de Las Vegas.[33]

O Golden Nugget, um dos hotéis-cassinos mais antigos de Las Vegas.

A maior parte da economia da cidade é baseada no turismo, incluindo jogos de azar em cassinos. Um dos mais antigos e famosos cassinos da cidade é o Golden Nugget. O Golden Nugget Hotel & Casino foi inaugurado em 1946 e localiza-se na Old Town Las Vegas ("Las Vegas Antiga"), o atual centro da cidade. Dez anos após sua inauguração, o inovador designer Kermit Wayne, da Young Electric Sign Company (YESCO), envelopou a fachada dos andares superiores do Golden Nugget em neon e lâmpadas incandescentes. O hotel passou por vários donos, reformas e se mantém como um ícone. Ele foi cenário de filmes incluindo até um da série 007.[34]

No início dos anos 2000, surgiram alguns sinais promissores, pois vários projetos de condomínios foram anunciados. A cidade convenceu o órgão tributário estadual a mudar sua sede da periferia da cidade para um novo prédio central, inaugurado em abril de 2005. Em fevereiro de 2013, os escritórios administrativos da cidade foram mudados para um nova prefeitura na rua principal do centro da cidade. O antigo prédio da prefeitura agora é ocupado pela sede corporativa do grande varejista online, Zappos.com, que foi inaugurado no centro da cidade em 2013. O CEO da Zappos, Tony Hsieh, se interessou pela área urbana e contribuiu com US$ 350 milhões em direção a um esforço de revitalização chamado Projeto Downtown.[35][36] Os projetos financiados incluem a primeira livraria independente de Las Vegas, The Writer's Block.[37]

Centro da Las Vegas Strip, localizado na região de Paradise.

Por diversas razões, a região de Las Vegas tem tido uma elevada concentração de empresas tecnológicas em jogos eletrônicos e indústrias de telecomunicações. Algumas das atuais empresas de tecnologia do sul de Nevada inclui: Bigelow Aerospace, CommPartners, Datanamics, eVital Comunicações, Petroglyph, SkywireMedia, Switch Comunications, e WorldDoc. Todos os anos no mês de janeiro, é realizada a feira internacional de produtos eletrônicos (International Consumer Eletronic Show - CES), a maior feira de eletrônicos do mundo. A feira atrai a Las Vegas cerca de 150 mil profissionais da área e jornalistas, sendo vedada ao público em geral.[38]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

A educação pública primária e secundária é fornecida pelo Distrito Escolar do Condado de Clark, que é o quinto distrito escolar mais populoso do país. Os alunos totalizavam 314.653 nas séries K-12 para o ano letivo de 2013–2014. O College of Southern Nevada (a terceira maior faculdade comunitária dos Estados Unidos em número de matrículas) é o principal estabelecimento de ensino superior da cidade. Outras instituições incluem a Escola de Medicina da Universidade de Nevada, com campus na cidade, e a escola privada com fins lucrativos Le Cordon Bleu College of Culinary Arts. Oportunidades educacionais existem em torno da cidade; entre eles estão a Universidade de Nevada, Las Vegas e o Nevada State College administrado pelo Sistema de Educação Superior de Nevada, o Desert Research Institute, a Academia Internacional de Design e Tecnologia de Las Vegas e a Touro University Nevada.

Transporte[editar | editar código-fonte]

RTC Transit é um sistema de transporte público que fornece serviço de ônibus em Las Vegas, Henderson, North Las Vegas e outras áreas do vale. O serviço de ônibus intermunicipal de e para Las Vegas é fornecido pela Greyhound, BoltBus, Orange Belt Stages, Tufesa e várias operadoras menores.[39] Os trens da Amtrak não atendem Las Vegas desde que o serviço via Desert Wind na estação de Las Vegas cessou em 1997, mas a Amtrak California opera o serviço dedicado da Thruway Motorcoach entre a cidade e suas estações ferroviárias de passageiros em Bakersfield, Califórnia, bem como a Los Angeles Union Station via Barstow.[40]

Em 2016, 77,1% dos residentes de Las Vegas que trabalham (aqueles que vivem na cidade, mas não necessariamente trabalham na cidade) viajavam dirigindo sozinhos. Cerca de 11% viajavam por meio de caronas, 3,9% usavam transporte público e 1,4% a pé. Cerca de 2,3% dos passageiros de Las Vegas usaram todas as outras formas de transporte, incluindo táxi, bicicleta e motocicleta. Cerca de 4,3% dos residentes que trabalham em Las Vegas trabalhavam em casa.[41] Em 2015, 10,2% das residências da cidade de Las Vegas estavam sem carro, o que aumentou ligeiramente para 10,5% em 2016. A média nacional foi de 8,7% em 2016. Las Vegas teve uma média de 1,63 de automóveis por residência em 2016, em comparação com uma média nacional de 1,8 por família.[42]

Cultura[editar | editar código-fonte]

A cidade abriga vários museus, incluindo o Museu do Neon (o local de muitos dos sinais históricos de Las Vegas em meados do século XX), o Museu Mob, o Museu de História Natural de Las Vegas, o Museu Infantil DISCOVERY, o Museu do Estado de Nevada e o Old Las Vegas Mormon Fort State Historic Park.

O Museu do Neon, um dos mais conhecidos museus da cidade.

A cidade abriga o extenso Downtown Arts District, que hospeda inúmeras galerias e eventos, incluindo o Festival de Cinema de Las Vegas. "First Friday" é uma celebração mensal que inclui artes, música, apresentações especiais e comida em uma seção da região central da cidade chamada 18b, The Las Vegas Arts District.[43] O festival se estende ao distrito de entretenimento de Fremont East também.[44] A quinta-feira à noite antes da primeira sexta-feira é conhecida no Arts District como "Quinta-feira de pré-visualização", que destaca novas exposições de galerias em todo o distrito.[45]

A Academia de Estudos Internacionais, Artes Cênicas e Visuais de Las Vegas é uma escola magnética vencedora do Grammy, localizada no centro de Las Vegas. O Smith Center for the Performing Arts está situado no centro de Symphony Park e hospeda vários shows da Broadway e outras apresentações artísticas. Las Vegas ganhou o apelido de "Capital Mundial do Jogo", já que a cidade atualmente tem o maior número de cassinos terrestres do mundo.[46]

Esportes[editar | editar código-fonte]

Duas equipes de esportes da liga secundária jogam na área de Las Vegas. Os Las Vegas Aviators do Triple-A West, o clube da fazenda Triple-A do Oakland Athletics, jogam no Las Vegas Ballpark nas proximidades de Summerlin.[47] O Las Vegas Lights FC da United Soccer League, joga no Cashman Field no centro de Las Vegas.[48][49] A promoção de artes marciais mistas, Ultimate Fighting Championship (UFC), está sediada em Las Vegas e também frequentemente realiza lutas na cidade na T-Mobile Arena e no centro de treinamento UFC Apex perto da sede.[50]

O Las Vegas Valley é o lar de três grandes times profissionais: os Vegas Golden Knights da National Hockey League, um time de expansão que começou a jogar na temporada 2017-18 da NHL na T-Mobile Arena em Paradise,[51] o Las Vegas Raiders da National Football League que se mudaram de Oakland, Califórnia em 2020 e jogam no Allegiant Stadium em Paradise,[52] e o Las Vegas Aces da Women's National Basketball Association que jogam no Mandalay Bay Events Center.

Referências

  1. a b «Gazetteer Files - 2020 - Places». census.gov (em inglês). Departamento do Censo dos Estados Unidos. Consultado em 27 de maio de 2021 
  2. a b c d «Race, Survey/Program: Decennial Census, Product: 2020: DEC Redistricting Data (PL 94-171), Universe: Total population» (em inglês). Departamento do Censo dos Estados Unidos. Consultado em 21 de setembro de 2021 
  3. Delaqua, Victor (20 de março de 2012). «Vídeo: O crescimento urbano explosivo de Las Vegas». ArchDailey. Consultado em 29 de agosto de 2021 
  4. a b Brasiliense, Fabrício. «Las Vegas: os resorts, os shows, os exageros, como explorar». Viagem e Turismo. Consultado em 29 de agosto de 2021 
  5. Teixeira, Lucas (17 de outubro de 2018). «Britney Spears torna-se a residente mais bem paga de Las Vegas». Forbes. Consultado em 29 de agosto de 2021 
  6. Medeiros, Kavad. «Depois de 16 anos, Céline Dion encerra residência de shows em Las Vegas com faturamento superior a 680 milhões de dólares». popline.com.br. Consultado em 29 de agosto de 2021 
  7. «National Register of Historic Places Weekly Lists 2016» (PDF) (em inglês). Serviço Nacional de Parques. Consultado em 18 de fevereiro de 2021 
  8. McCabe, Francis (2008). «Foliage removed for widening» (em inglês). Las Vegas Review-Journal. Consultado em 24 de julho de 2011 
  9. Ponce, Victor Miguel. «Las Vegas, how did Las Vegas get its name, groundwater depletion». San Diego State University (em inglês). Consultado em 13 de setembro de 2014 
  10. «Public Communications: FAQ» (em inglês). Clark County, NV official page. Consultado em 24 de julho de 2011 
  11. «History». City of Las Vegas. Consultado em 2 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 1 de julho de 2014 
  12. «The First 100 Persons Who Shaped Southern Nevada». www.1st100.com. Consultado em 22 de abril de 2012 
  13. a b «História de Las Vegas». Tudo sobre Las Vegas. Consultado em 29 de agosto de 2021 
  14. «Las vegas casinos and past mob Ties». www.ipsn.org. Consultado em 22 de abril de 2012 
  15. a b Becoza, Juarez (22 de setembro de 2015). «Quando o Deserto de Nevada bombou». O Globo. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  16. «New York Times (1)» (em inglês) [ligação inativa] 
  17. «New York Times (2)» (em inglês) 
  18. "Geography of Las Vegas, Nevada". (em inglês). geography.about.com. Consultado em 25 de fevereiro de 2014.
  19. "Flood control a success". Las Vegas Review-Journal. (em inglês). 28 de dezembro de 2010. Consultado em 13 de setembro de 2014.
  20. Neve em Las Vegas (inglês)
  21. a b c d «NowData – NOAA Online Weather Data». National Oceanic and Atmospheric Administration. Consultado em 7 de outubro de 2020 
  22. «NowData - NOAA Online Weather Data». National Oceanic and Atmospheric Administration. Consultado em 20 de junho de 2016 
  23. «Station Name: NV LAS VEGAS MCCARRAN AP». National Oceanic and Atmospheric Administration. Consultado em 20 de março de 2013. Cópia arquivada em 10 de outubro de 2007 
  24. «WMO Climate Normals for LAS VEGAS/MCCARRAN, NV 1961–1990». National Oceanic and Atmospheric Administration. Consultado em 11 de março de 2014 
  25. «Censo». factfinder.census.gov. Arquivado do original em 3 de junho de 2009 
  26. «Decennial Census of Population and Housing» (em inglês). Departamento do Censo dos Estados Unidos. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  27. «Race, Survey/Program: Decennial Census, Product: 2020: DEC Redistricting Data (PL 94-171), Universe: Total population» (em inglês). Departamento do Censo dos Estados Unidos. Consultado em 21 de setembro de 2021 
  28. «QuickFacts Las Vegas city, Nevada». U.S. Census Bureau. Consultado em 29 de agosto de 2021 
  29. «Census Reporter, Las Vegas, Nevada». Census Reporter. Consultado em 29 de agosto de 2021 
  30. "Income in the Past 12 Months (In 2006 Inflation-Adjusted Dollars): Las Vegas". U.S. Census Bureau. (em inglês). Consultado em 18 de dezembro de 2020.
  31. «Most Stressful US City». City Mayors. 10 de janeiro de 2004. Consultado em 13 de julho de 2009 
  32. Blakeslee, Sandra (16 de dezembro de 1997). «Health: Suicide Rate Higher in 3 Gambling Cities, Study Says». The New York Times. Consultado em 13 de julho de 2009 
  33. «Fremont Street e a origem de Las Vegas». viajonarios.com.br. 6 de janeiro de 2019. Consultado em 29 de agosto de 2021 
  34. «História de Vegas tem tons de neon». visitlasvegas.com. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  35. «Downtown Project – Revitalizing Downtown Las Vegas». Downtownproject.com. Consultado em 13 de setembro de 2014 
  36. Pratt, Timothy (19 de outubro de 2012). «What Happens in Brooklyn Moves to Vegas». The New York Times. Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  37. Sieroty, Chris. «Despite E-Books, Independent Bookstore Gambling on Downtown Las Vegas». KNPR News. Consultado em 18 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 30 de maio de 2015 
  38. Jorge Pontual e Luiz Novaes (8 de janeiro de 2009). «A maior feira de eletrônicos do mundo». Jornal da Globo. Consultado em 9 de janeiro de 2009 
  39. «Nevada Tables». American Intercity Bus Riders Association. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  40. «California-Train and Thruway service» (PDF). Amtrak. Consultado em 18 de junho de 2013 
  41. «Means of Transportation to Work by Age». Census Reporter. Consultado em 6 de maio de 2018 
  42. «Car Ownership in U.S. Cities Data and Map». Governing. Consultado em 4 de maio de 2018. Cópia arquivada em 11 de maio de 2018 
  43. «18b Las Vegas Art District». 18b.org (em inglês). Consultado em 13 de setembro de 2014. Cópia arquivada em 26 de setembro de 2014 
  44. «First Friday Main Menu». First Friday Las Vegas Network (em inglês). Consultado em 13 de setembro de 2014 
  45. «Preview Thursday». 18b.org (em inglês). Consultado em 5 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 15 de janeiro de 2017 
  46. «Las Vegas Gambling Capital» (em inglês). vegasmobilecasino.co.uk. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  47. Bowers, Nikki (17 de abril de 2018). «Las Vegas 51s to rebrand, rename team». KLAS News 
  48. «Las Vegas Lights FC». www.lasvegaslightsfc.com. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  49. «Home». United Soccer League. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  50. «UFC Apex Officially Opens in Las Vegas». UFC.com. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  51. Heitner, Darren (22 de junho de 2016). «The NHL Leads the Way in Bringing Pro Sports to Las Vegas». Inc. Consultado em 30 de junho de 2016 
  52. Gutierrez, Paul (27 de março de 2017). «NFL owners vote 31–1 to approve Raiders move to Las Vegas». ESPN. Consultado em 18 de dezembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons
Wikivoyage Guia turístico no Wikivoyage