Laureate International Universities

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Laureate International Universities
Atividade Educação superior
Fundação 1998 (23 anos)
Fundador(es) Douglas L. Becker
Sede Baltimore, Maryland,
 Estados Unidos
Área(s) servida(s) Mundo
Locais + 200
Website oficial Laureate.net

Laureate International Universities (acrônimo LIU) é uma rede global de instituições acadêmicas privadas, criada em 1998 e sediada em Baltimore, Maryland, nos Estados Unidos.

Reúne 80 instituições de educação, dentre universidades, faculdades, centros universitários, institutos, academias, escolas e ensino online localizadas em cerca de 25 países, principalmente na América Latina, Estados Unidos, Sudeste Asiático, Europa Ocidental, China, Austrália e Oriente Médio com cerca de 470 mil estudantes e mais de 50 mil colaboradores. Suas instituições associadas oferecem centenas de cursos focados em graduação, mestrado, e doutorado em áreas como arquitetura, arte, negócios, artes culinárias, design, educação, engenharia, ciências da saúde, gestão de hospitalidade, tecnologia da informação, direito e medicina.[1]

O Brasil lidera o grupo em números de participação, com 12 instituições integrantes, seguido da Espanha com oito instituições e do Chile com seis instituições.

Programas de Intercâmbio[editar | editar código-fonte]

As instituições pertencentes a rede Laureate International Universities oferecem diferentes programas de intercâmbio nas áreas de Arquitetura, Arte e Design, Gestão de Negócios, Comunicação, Educação, Engenharia e Tecnologia da Informação, Gestão em Hospitalidade, Direito e estudos Jurídicos, Medicina e Ciências da Saúde. Grande parte desses programas possuem como publico alvo estudantes de graduação tradicional, sendo poucos os que se destinam a graduação executiva. Muitas das instituições pertencentes à rede são reconhecidas como lideres em sua respectiva área de atuação.

Arquitetura, Arte e Design[editar | editar código-fonte]

Santa Fe University of Art and Design, NewSchool of Architecture and Design, a Pearl Academy of Fashion, Media Design School, Domus Academy, Nuova Accademia di Belle Arti Milano, Universidade Anhembi Morumbi, e Universidad del Valle de Mexico todas elas oferecem uma variedade de programas na área de Arte, Arquitetura, Moda e design.

A Domus Academy foi classificada BusinessWeek como uma das melhores escolas de design do mundo.[2]

A Media Design School foi um grande destaque ao ocupar o quarto lugar do YoungGuns top 10 Melhores escolas de publicidade do mundo.[3]

Gestão de Negócios[editar | editar código-fonte]

Business School São Paulo, École Supérieure du Commerce Extérieur, Universidade Salvador, IEDE Escuela de Negocios, Business and Information Technology School, e CEDEPE Business School oferecem cursos de Gestão de Negócios, inclusive Gestão de Negócios Internacionais através da rede.

A Business School São Paulo’s M.B.A. foi rankeada em 1º lugar no Brasil e 2º na América Latina pela International Employers.[4] A América Economia a reconheceu como uma das 3 melhores escolas de negócios de São Paulo.[5]

A École Supérieure du Commerce Extérieur (ESCE) foi reconhecida como uma das 10 melhores instituições privadas de Negócios Internacionais na frança.[6]

O MBA da UNIFACS foi reconhecido por nove anos consecutivos como um dos melhores do Brasil. O curso de Direito é o único na região que é recomendado pela Organização Nacional dos Advogados do Brasil.[7]

Instituições[editar | editar código-fonte]

Está é a lista das instituições pertencentes a rede Laureate International Universities bem como um mapa que mostra os países onde a rede opera atualmente.

América Latina[editar | editar código-fonte]

Brasil[editar | editar código-fonte]

Universidade Potiguar

Chile[editar | editar código-fonte]

Costa Rica[editar | editar código-fonte]

Equador[editar | editar código-fonte]

Universidad de Las Américas

Honduras[editar | editar código-fonte]

México[editar | editar código-fonte]

Panamá[editar | editar código-fonte]

Peru[editar | editar código-fonte]

Europa[editar | editar código-fonte]

Chipre[editar | editar código-fonte]

França[editar | editar código-fonte]

Alemanha[editar | editar código-fonte]

Domus Academy

Itália[editar | editar código-fonte]

Espanha[editar | editar código-fonte]

LRG Marbella International School of Hotel Management
Universidad Europea de Madrid

Turquia[editar | editar código-fonte]

Suíça[editar | editar código-fonte]

Glion Institute of Higher Education

Grã-Bretanha[editar | editar código-fonte]

Oriente Médio e Norte da África[editar | editar código-fonte]

Jordânia[editar | editar código-fonte]

Marrocos[editar | editar código-fonte]

Arábia Saudita[editar | editar código-fonte]

Ásia[editar | editar código-fonte]

Austrália[editar | editar código-fonte]

China[editar | editar código-fonte]

Índia[editar | editar código-fonte]

Indonésia[editar | editar código-fonte]

Japão[editar | editar código-fonte]

Malásia[editar | editar código-fonte]

Tailândia[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2019, a Agência Pública divulgou documentos e denúncias de professores, que apontam atividades irregulares em uma das unidades da Laureate, no Brasil. Segundo a primeira denúncia, os professores eram obrigados a darem aulas em disciplinas que não eram de sua competência, além de mentir para o MEC.[8] Em abril 2020, cinco fontes confirmaram à Agência Pública que as universidades como FMU e Anhembi Morumbi, também no Brasil, usam inteligência artificial (robôs) para corrigirá as provas de educação a distância. Um dos dos denunciantes disse que vários alunos que tiraram nota dez, mas todas eram falsas.[9]

Referências