Lauren Beukes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Livros da Wikipédia
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde maio de 2015). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Lauren Beukes
Lauren Beukes no dConstruct em 2012
Nascimento
Johanesburgo, África do Sul
Nacionalidade sul-africana
Prémios Arthur C. Clarke Award (2011)
Género literário Romance
Movimento literário Ficção científica

Lauren Beukes (Johanesburgo, 5 de junho de 1976) é uma escritora de romances e contos, jornalista e argumentista sul-africana.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Lauren Beukes nasceu a 5 de junho de 1976. Cresceu em Joanesburgo, África do Sul. Tirou o Mestrado em Artes (MA) em Escrita Criativa na Universidade da Cidade do Cabo. Trabalhou como jornalista freelancer durante dez anos, incluindo dois anos em Nova Iorque e Chicago.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Livros[editar | editar código-fonte]

Escreveu As Iluminadas, um romance sobre um assassino em série que viaja no tempo e o sobrevivente que dá uma reviravolta ao jogo. Foi publicado a 15 de abril de 2013 pela Umuzi, editora que pertence à Random House Struik[1] [2] na África do Sul, a 25 de abril de 2013 pela HarperCollins no Reino Unido e a 4 de junho de 2013 pela Mulholland Books nos Estados Unidos. HarperCollins ganhara os direitos internacionais do livro numa feroz guerra de licitações com outras editoras.[3][4]

As Iluminadas venceu o Prémio dos Críticos da The Strand Magazine para melhor romance, o Thriller do Ano da RT[5], o Prémio Escolha do Leitor da Exclusive Books [6]e o mais prestigiado prémio literário de África do Sul, o Prémio da Universidade de Joanesburgo.[7] Os direitos televisivos para o romance foram adquiridos pelo MRC e pela Appian Way de Leonardo DiCaprio de acordo com o The Hollywood Reporter.[8]

O romance anterior, Zoo City, um thriller implacável sobre crime, magia, a indústria da música, refugiados e redenção que se desenrola numa versão alternativa de Joanesburgo, venceu o prémio Arthur C. Clarke de 2011[9] e o prémio Kitschies Red Tentacle de 2010[10] para melhor romance. Foi finalista na categoria de melhor romance do prémio BFSA (Prémio da Associação Britânica de Ficção Científica) de 2010,[11] o prémio para o melhor romance World Fantasy de 2011[12], o Prémio de Escrita Criativa de 2010-2011 da Universidade de Joanesburgo,[13] o Prémio Literário da M-Net, o Prémio Bookseller’s Choice de 2011 da Nielsen[14] e foi também nomeado para o Prémio Ficção do Sunday Times em 2011[15] e o Prémio Literário IMPAC Dublin de 2012.[16] A capa do livro recebeu o prémio BSFA para melhor ilustração. O romance foi, ainda, indicado para o Grand Prix de l'Imaginaire em França para melhor romance estrangeiro, melhor tradução por Laurent Philibert-Caillat e melhor capa por Joey Hi-Fi.[17]

Os direitos cinematográficos foram obtidos pela produtora sul-africana Helena Spring.[18]

O seu primeiro romance foi Moxyland, um romance cyberpunk que se desenrola numa versão futura da Cidade do Cabo. Ambos os livros foram publicados pela primeira vez na África do Sul pela Jacana Published e distribuídos internacionalmente pela editora Osprey Publishing, que pertence à Angry Robot.

O seu primeiro livro de não-ficção, Maverick: Extraordinary Women From South Africa's Past (Oshun 2005), foi indicado para o Prémio Alan Paton 2006, pelo Sunday Times.

Até hoje publicou contos em diversas antologias, incluido "Further Conflicts" (NewCon Press, 2011), Home Away (Zebra, 2010), Touch: Stories of Contact (Zebra, 2009), Open: Erotic Stories from South African Women Writers[19] (Oshun, 2008), FAB (Umuzi, 2007), African Road: New Writing from Southern Africa (New Africa Books, 2005), 180 Degrees: New Fiction By South African Women Writers (Oshun, 2006), and Urban '03 (New Africa Books, 2005).

Em julho de 2014, Beukes publicou um novo romance intitulado Broken Monsters, que se desenrola em Detroit, no estado de Michigan.[20]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Contos de ficção[editar | editar código-fonte]

Beukes publicou contos de ficção em várias coleções:

  • Urban '03 (2004)
  • African Road: New Writing from South Africa (2005)
  • 180 Degrees: New Fiction By South African Women Writers (2006)
  • FAB (2007)
  • Open: Erotic Stories from South African Women Writers (2008)
  • Touch: Stories of Contact (2009)
  • Home Away: 24 Hours, 24 Cities, 24 Authors (2010)
  • Pandemonium: Stories of the Apocalypse (2011)

Outros[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «The Shining Girls». Random Struik. Consultado em 6 de maio de 2013 
  2. exclus1ves.co.za. «The Shining Girls». exclus1ves.co.za. Consultado em 6 de maio de 2013 
  3. Williams, Charlotte (7 de outubro de 2011). «Bidding frantic for Beukes' thriller». The Bookseller. Consultado em 4 de maio de 2015 
  4. a b Williams, Charlotte (21 de outubro de 2011). «Shining Girl Beukes lands at HC». The Bookseller. Consultado em 4 de maio de 2015 
  5. http://www.rtbookreviews.com/. «RT Award nominees and winners». http://www.rtbookreviews.com/. Consultado em 4 de maio de 2015 
  6. Carolyn (29 de outubro de 2013). [bookslive.co.za/blog/2013/10/29/lauren-beukes-the-shining-girls-receives-exclusive-books-book-of-the-year-reader’s-choice-award/ «Lauren Beukes' The Shining Girls Receives Exclusive Books Book of the Year: Reader's Choice Award»] Verifique valor |URL= (ajuda). http://bookslive.co.za/. Consultado em 4 de maio de 2015 
  7. Ronit Frenkel, Craig MacKenzie (6 de junho de 2014). «Sparkle and flair from UJ Prize writers». http://mg.co.za/. Consultado em 4 de maio de 2015 
  8. Borys Kit, Andy Lewis (31 de maio de 2013). «Hot Book Shining Girls Acquired». http://www.hollywoodreporter.com/. Consultado em 4 de maio de 2015 
  9. https://www.worldswithoutend.com/index.asp. «Arthur C. Clarke Award Winners & Nominees». https://www.worldswithoutend.com/index.asp. Consultado em 4 de maio de 2015 
  10. http://www.pornokitsch.com/2011/02/the-kitschies-2010-red-tentacle-winner.htmlJared (2 de fevereiro de 2011). «The Kitschies: 2010 Red Tentacle Winner». http://www.pornokitsch.com/. Consultado em 4 de maio de 2015 
  11. Burnham, Karen (24 de abril de 2011). «BSFA Awards». http://www.locusmag.com/. Consultado em 4 de maio de 2015 
  12. http://www.locusmag.com/ (28 de julho de 2011). «World Fantasy Nominees and Lifetime Achievement Winners». http://www.locusmag.com/. Consultado em 4 de maio de 2015 
  13. Ben (14 De abril de 2011). «The 2010/2011 University of Johannesburg Creative Writing Prize Shortlists (English)». Books LIVE. Consultado em 4 de maio de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  14. «Nielsen Announces The Booksellers' Choice Award 2011 shortlist». http://www.nielsenbook.co.uk/. 4 de julho de 2011. Consultado em 4 de maio de 2015 
  15. Smith, Tymon (7 de julho de 2011). «Longlist: The Fiction Prize». The Times. Consultado em 4 de maio de 2015 
  16. International IMPAC Dublin Literary Award. «2012 Longlist». International IMPAC Dublin Literary Award. Consultado em 4 de maio de 2015 
  17. Sophy (2 de abril de 2012). «Zoo City Nominated for Grand Prix de l'Imaginaire (Plus: Interview with Joey Hi-Fi and Lauren Beukes)». Books LIVE. Consultado em 4 de maio de 2015 
  18. Akitobi, Emmanuel (29 de novembro de 2011). «South African Sci-Fi Novelist Lauren Beukes' Zoo City To Get Film Adaptation | Shadow and Act». IndieWire. Consultado em 4 de maio de 2015 
  19. Schimke, Karin (2 de abril de 2008). «SA women dip their pens in saucy ink». Mail & Guardian. Consultado em 4 de maio de 2015 
  20. laurenbeukes.com. «Broken Monsters». laurenbeukes.com. Consultado em 4 de maio de 2015 
  21. http://upcoming4.me (16 de abril de 2013). «Giveaway : Jeff Noon – Vurt (20th anniversary edition)». http://upcoming4.me. Consultado em 4 de maio de 2015 
  22. Hugh Armitage (20 de janeiro de 2013). «Alan Moore's 'The Ballad of Halo Jones' gets new edition». http://www.digitalspy.co.uk/. Consultado em 4 de maio de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.