Laurent Blanc

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Laurent Blanc
Laurent Blanc
Laurent Blanc em 2015
Informações pessoais
Nome completo Laurent Robert Blanc
Data de nasc. 19 de novembro de 1965 (56 anos)
Local de nasc. Alès, França
Nacionalidade francês
Altura 1,93 m
Apelido Le Président
Informações profissionais
Equipa atual Catar Al-Rayyan
Posição Ex-Zagueiro
Função Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes
1983–1991
1991–1992
1992–1993
1993–1995
1995–1996
1996–1997
1997–1999
1999–2001
2001–2003
França Montpellier
Itália Napoli
França Nîmes
França Saint-Étienne
França Auxerre
Espanha Barcelona
França Olympique de Marseille
Itália Internazionale
Inglaterra Manchester United
Seleção nacional
1989–2000 França França
Times/Equipas que treinou
2007–2010
2010–2012
2013–2016
2020–
França Bordeaux
França França
França Paris Saint-Germain
Catar Al-Rayyan
Última atualização: 29 de abril de 2021

Laurent Robert Blanc (Alès, 19 de novembro de 1965) é um treinador e ex-futebolista, considerado um dos melhores zagueiros e líberos produzidos pelo futebol francês. Atualmente comanda o Al-Rayyan.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Começou no Montpellier, onde jogou por quase dez anos, participando do título mais importante da história do clube, a Copa da França de 1990-91. Após uma passagem pelo Napoli, da Itália, retornou à França para jogar pelo Nîmes, onde jogou por apenas uma temporada, sem sucesso. Em 1993, foi contratado pelo Saint-Étienne, permanecendo por duas temporadas, não obtendo quaisquer títulos mas ganhando reconhecimento como um dos melhores zagueiros do país.

Em 1995-96, no Auxerre, foi destaque na dobradinha do clube, que conquistou a Ligue 1 e a Copa da França em apenas uma temporada.

O sucesso fez o Barcelona o contratar no ano seguinte. No clube espanhol, se lesionou duas vezes, o que acabou por prejudicar seu desempenho. Mesmo assim, foi campeão da Supercopa da Espanha e da Recopa Europeia na temporada 1996-97. Logo após o fim do campeonato espanhol, acertou sua ida para o Olympique de Marseille.

No clube francês, recebeu apelido de Le Président (O presidente), ganhando status de líder do elenco, comandando a equipe nos vice-campeonatos da Ligue 1 e da Copa da UEFA, em 1998-99. A escassez de títulos o fez ir para a Internazionale, na temporada seguinte.

Na Itália, mais uma vez sem conquistar títulos, ainda assim foi destaque, recebendo o Pirata d'Oro, que premia o jogador do ano na equipe de Milão. Em 2001, se transferiu para o Manchester United, onde, após um começo ruim e com muitas críticas, se firmou e ajudou a equipe a conquistar o Campeonato Inglês de 2002-03, temporada em que se aposentou como jogador.

Seleção Francesa[editar | editar código-fonte]

Jogou na Seleção nacional por onze anos, fazendo parte, como titular, das conquistas da Copa do Mundo de 1998 e da Eurocopa 2000.

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Como treinador, dirigiu o Bordeaux, onde foi campeão francês na temporada 2008-09 e, na temporada seguinte, colocou a equipe como uma das surpresas da Liga dos Campeões da UEFA. Em maio de 2010, foi divulgado que Blanc, após a Copa do Mundo de 2010, assumiria o comando da Seleção Francesa de Futebol. Isso ocorreu depois da Copa. Porém, depois da fraca campanha da França na Euro 2012, não renovou contrato e deixou o comando da seleção.

Em 2013, assumiu o comando do Paris Saint Germain após a saída de Carlo Ancelotti.[1]

Paris Saint-Germain[editar | editar código-fonte]

Laurent Blanc foi nomeado técnico do Paris Saint-Germain em 25 de junho de 2013, pouco depois de Carlo Ancelotti saiu para o Real Madrid . Em 03 de agosto, ele ganhou seu primeiro troféu com o clube, os 2013 Trophée des Champions , derrotando Bordeaux 2-1 no Stade d'Angondjé em Libreville, Gabão , vindo de trás com golos tardios de Hervin Ongenda e Alex. Um segundo item de prata foi conquistada em 19 de Abril de 2014, como dois gols de Edinson Cavani derrotado por 2-1 em Lyon a 2014 Coupe de la Ligue final. campanha europeia do PSG terminou nos quartos-de-final da Liga dos Campeões, com a eliminação de Chelsea aos golos marcados fora. Em 7 de maio, após rivais mais próximos do AS Monaco empatou com o Guingamp, PSG venceu o campeonato, apesar de ter perdido para Rennes mais tarde naquele dia, no jogo em que comemorou seu triunfo. No dia seguinte, Blanc foi dada uma extensão de contrato de um ano de 2016, com o clube o presidente Nasser Al-Khelaifi dizendo "Estamos muito feliz com seus resultados nesta temporada, assim como o futebol muito atraente a equipa tenha realizado. Estamos convencidos de que vamos ganhar muito mais troféus juntos ".

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas Aproveitamento
Bordeaux 159 93 31 35 58,49%
França 31 17 8 6 54,84%
Paris Saint-Germain 173 126 31 16 72,83%
Al-Rayyan 22 9 3 10 40,91%

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Montpellier
Barcelona
Auxerre
Manchester United
França Sub-21
Seleção Francesa

Individual

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Bordeaux
Paris Saint-Germain

Individual

Orders[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Raymond Domenech
Técnico da França
20102013
Sucedido por
Didier Deschamps
Precedido por
Carlo Ancelotti
Técnico do PSG
20132016
Sucedido por
Unai Emery

Referências

  1. Abril (30 de junho de 2012). «Laurent Blanc pede demissão e deixa cargo de técnico da seleção francesa‎» 
  2. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome :1
  3. a b Garin, Erik; Pierrend, José Luis (18 de janeiro de 2018). «France – Footballer of the Year». Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation. Consultado em 18 de dezembro de 2018. Arquivado do original em 8 de outubro de 2018 
  4. Stokkermans, Karel (14 de março de 2007). «ESM XI». Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation. Cópia arquivada em 15 de março de 2007 
  5. Inter.it staff, inter(a t)inter.it (17 de novembro de 2006). «F.C. Internazionale Milano». Inter Milan. Consultado em 14 de outubro de 2017 
  6. Palmarès Trophées UNFP - Oscars du football - Trophée d’honneur UNFP
  7. Palmarès Trophées UNFP - Oscars du football - Trophée spécial UNFP
  8. «Palmarès Trophées UNFP - Oscars du football - Meilleur entraîneur de Ligue 1» (em francês). Consultado em 2 de agosto de 2017 
  9. «Décret du 24 juillet 1998 portant nomination à titre exceptionnel» [Decree of 24 July 1998 appointing on an exceptional basis]. Official Journal of the French Republic (em francês). 1998 (170). 25 de julho de 1998. PREX9801916D. Consultado em 2 de janeiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]