Lauri Ingman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Lauri Ingman
Lauri Ingman
Primeiro-ministro
Período 27 de novembro de 1918
até 17 de abril de 1919[1]

31 de maio de 1924
até 31 de março de 1925[1]
Ministro da Educação
Período 15 de março de 1920
até 9 de abril de 1921[1]

31 de maio de 1924
até 31 de março de 1925[1]

31 de dezembro de 1925
até 13 de dezembro de 1926[1]

22 de dezembro de 1928
até 16 de agosto de 1929[1]
Membro do Parlamento
Período 22 de maio de 1907
até 31 de março de 1919[1]

5 de setembro de 1922
até 31 de julho de 1929[1]
Dados pessoais
Nome completo Lars Johannes Ingman
Nascimento 30 de junho de 1868
Teuva
Morte 25 de outubro de 1934 (66 anos)
Turku
Nacionalidade finlandês
Profissão arcebispo
político
professor

Lars (Lauri) Johannes Ingman (Teuva, 30 de junho de 1868 – Turku, 25 de outubro de 1934) foi um arcebispo, político e professor finlandês,[2] que serviu como primeiro-ministro da Finlândia por duas vezes.[3]

Era graduado em filosofia e teologia e trabalhou como professor na Universidade de Helsinque. Foi conselheiro de várias associações religiosas e arcebispo de Turku.[4] Em 1932, foi agraciado com o título de doutorado honorário em teologia pela Universidade de Upsália.[1]

Na política, foi líder do Partido da Coligação Nacional e um dos políticos mais influentes do país.[5] Foi também ministro da educação por quatro vezes e membro do parlamento.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político finlandês é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.