Lazurita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde maio de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Lazurita
Lazurita
Categoria Tectossilicatos
Cor azul marinho, às vezes esverdeado ou violeta
Fórmula química (Na, Ca) 8 [(SO 4, S, Cl 2)
Propriedades cristalográficas
Sistema cristalino Isométrico
Hábito cristalino maciço granular
Propriedades ópticas
Transparência transparente a opaco
Fluorescência ultravioleta fluorescente
Propriedades físicas
Peso específico 2,38-2,45
Dureza 5–5,5
Solubilidade solúvel em ácido clorídrico
Clivagem {110} difícil
Fratura irregular ou concoidal
Brilho vítreo a gorduroso

O lazurita é um mineral do grupo dos silicatos, subgrupo tectossilicatos. É o principal constituinte e o componente azul do lápis-lazúli, gema decorativa que é uma rocha composta de três minerais: lazurita, calcita e pirita.

Quimicamente, a lazurita é um aluminossilicato com outros ânions de sódio e de cálcio com enxofre cúbico. É um feldspatoide do grupo da sodalita. Tem uma cor azul profunda, de grande beleza. Seu nome deriva do árabe lāzūrd, variação de lāzawárd, ou do persa lājwārd no sentido de 'lápis-lázuli, azul'. [1]É frequentemente confundida com a lazulita (fosfato básico de magnésio e alumínio monoclínico) e a azurita (carbonato de cobre monoclínico), cuja única semelhança está na cor azul.

Formação ambiental[editar | editar código-fonte]

Aparece nas rochas calcárias submetidas a metamorfismo de contato,[2] normalmente associada com calcita, pirita, diópsido e muscovita. Também pode ser encontrada em granulitos de alta temperatura.

Localização, extração e uso[editar | editar código-fonte]

É um mineral caro, conhecido popularmente por dar a cor azul ao lápis-lazúli.

Lazurita

O lápis-lazúli foi explorado por séculos em algumas minas que ainda estão em operação no Afeganistão, no vale do Koksha,[3] de onde foi exportado para o Oriente Médio e Europa por mais de mil anos. É também encontrado em Ovalle (Chile), bem como na Birmânia, Sibéria, Angola, Canadá e Estados Unidos.

Na Europa, a lazurita já foi usada como corante. Hoje em dia o pigmento de cor azul é produzido artificialmente, de modo que cessou a exploração desse mineral para tal fim.

Os cristais limpos e bem formados de lazurita pura são altamente valorizados pelos colecionadores.

Referências

  1. Dicionário Houaiss: "lazurita" (etimologia) e "azul-"
  2. O metamorfismo de contato ou termal é influenciado apenas pela temperatura. Ocorre sob influência do calor cedido por uma intrusão magmática que corte uma sequência de rochas sedimentares encaixantes (rochas preexistentes que envolvem determinada massa rochosa ígnea, formada posteriormente [1]), as quais podem ser metamórficas ou magmáticas. Ver Rochas metamórficas - conceitos, no site do Museu de Minerais e Rochas Heinz Ebert; Departamento de Petrologia e Metalogenia IGCE/UNESP.
  3. Lazurite. Mindat.org

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros sites[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um mineral ou mineraloide é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.