Leadership in Energy and Environmental Design

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Taipei 101, em Taiwan, o maior e mais alto edifício com a certificação LEED Platinum.

LEED (em inglês: Leadership in Energy and Environmental Design) é uma certificação para construções sustentáveis, concebida e concedida pela Organização não governamental-ONG americana U.S. Green Building Council (USGBC), de acordo com os critérios de racionalização de recursos (energia, água, etc.) atendidos por um edifício.[1] Foi posto em prática em 1998 e atualmente já possuem ou estão em fase de aprovação do selo milhares de projetos ao redor do mundo.[2]

Atualmente, há 21 membros do World Green Building Council, entidade supranacional que regula e incentiva a criação de Conselhos Nacionais como forma de promover mundialmente tecnologias, iniciativas e operações sustentáveis na construção civil. No Brasil, o representante oficial do LEED é o GBC Brasil.

É a certificação sustentável mais conhecida e recorrida no Brasil. O País está na quarta posição dos países com maior número de empreendimentos certificados, perdendo apenas para os Estados Unidos, Emirados Árabes Unidos e China. Essa posição foi alcançada em 2012 quando o país atingiu a marca de 50 prédios certificados e mais de 500 em processo de certificação.[3]

Critérios[editar | editar código-fonte]

Atualmente o GBC Brasil disponibiliza os seguintes tipos de LEED:

  • LEED NC – Novas construções e grandes projetos de renovação
  • LEED ND – Desenvolvimento de bairro (localidades)
  • LEED CS – Projetos da envoltória e parte central do edifício
  • LEED Retail NC e CI – Lojas de varejo
  • LEED Healthcare – Unidades de saúde
  • LEED EB_OM – Operação de manutenção de edifícios existentes
  • LEED Schools – Escolas
  • LEED CI – Projetos de interiores e edifícios comerciais

A avaliação da Certificação LEED é realizada por meio de pré-requisitos e créditos a serem atendidas nas categorias: Sustentabilidade do Espaço, Racionalização do Uso da Água, Eficiência Energética, Qualidade Ambiental Interna, Materiais e Recursos, Inovação e Processos de Projeto e Créditos Regionais.

Os pré-requisitos são condições mínimos a serem atendidas pelo projeto, para que o mesmo tenha direito a acumulação de pontos para certificação, caso não sejam atendidos o projeto não poderá ser certificado. Os Créditos (recomendações) valem pontos que variam de acordo com a categoria a ser atendida, a partir de um número mínimo de pontos a construção poderá ser certificada, podendo ser: Certificada, Prata, Ouro ou Platina.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Boeing; et al. (2014). «LEED-ND and Livability Revisited». Berkeley Planning Journal. 27: 31–55. Consultado em 15 de abril de 2015. 
  2. «Green Building Facts | U.S. Green Building Council». www.usgbc.org. Consultado em 24 de novembro de 2015. 
  3. "Certificação LEED: Cresce a Procura por Construções Verdes"

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.