League of Legends

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de League of legends)
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.
League of Legends
Logo de League of Legends
Desenvolvedora Riot Games
Publicadora(s)
Diretor Tom "Zileas" Cadwell
Produtor Steven Snow
Travis George
Designer Christina Norman
Rob Garrett
Steve Feak
Compositor(es) Christian Linke
Artista Edmundo Sanchez
Troy Adam
Paul Kwon
Plataforma(s) Microsoft Windows, OS X
Data(s) de lançamento
  • WW 27 de outubro de 2009
Gênero(s) Multiplayer online battle arena
Modos de jogo Multiplayer
Classificação Inadequado para menores de 13 anos i ESRB (América do Norte)
Inadequado para menores de 12 anos i PEGI (Europa)
Mídia Download
leagueoflegends.com

League of Legends (LoL) é um jogo eletrônico do gênero multiplayer online battle arena desenvolvido e publicado pela Riot Games para Microsoft Windows[1] e Mac OS X. É um jogo free-to-play e inspirado no modo Defense of the Ancients[2] de Warcraft III: The Frozen Throne.

Em League of Legends, os jogadores assumem o papel de um personagem, chamado de "campeão" (champions), com habilidade únicas, que luta com seu time contra outros jogadores ou campeões controlados pelo computador. No modo mais popular do jogo, o objetivo de cada time é destruir o nexus da equipe adversária, uma construção localizada na base e que é protegida por outros estruturas. Cada jogo de League of Legends é distinto, pois os campeões sempre começam fracos e progridem através da acumulação de ouro e da experiência ao longo da partida. [3]

League of Legends foi bem recebido desde o seu lançamento e sua popularidade cresceu ao decorrer dos anos. Em julho de 2012, League of Legends foi o jogo para computador mais jogado na América do Norte e Europa em termos de número de horas jogadas.[4] Até janeiro de 2014, mais de 67 milhões de pessoas jogavam League of Legends por mês, 27 milhões por dia e mais de 7.5 milhões durante o horário de pico.[5]

League of Legends tem um cenário competitivo grande e ativo. Na América do Norte e Europa, a Riot Games organiza o League of Legends Championship Series (também conhecido como "LCS"), que consiste em 10 times profissionais de cada continente.[6] Competições regionais semelhantes existem na China, Coreia, Taiwan e Sudeste da Ásia, Brasil, América Latina, Turquia, CEI (Comunidade dos Estados Independentes - antiga União Soviética) e Japão. Essas competições regionais levam os melhores times ao League of Legends World Championship, um campeonato mundial que ocorre anualmente. Em 2013, o prêmio do torneio foi de $1 milhão e teve 32 milhões de espectadores online.[7] O torneio de 2014 teve o quinto maior prêmio da história de eSports, dando ao time vencedor 2.3 milhões de dólares.[8] [9]

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Os jogos (da modalidade normal) geralmente duram geralmente de 20 minutos a 1 hora, dependendo do mapa, e modo em que ocorre a partida. Os times são formados por 2 equipes de tamanho igual (3 ou 5 campeões em cada equipe). Cada equipe começa num extremo do mapa, numa área chamada "Fonte", perto do que é chamado de "Nexus". O jogo é ganho quando um dos "nexus" é destruído ou quando alguma equipe desistir. Para lá chegar, a equipe tem de progredir através da destruição de uma série de torres inimigas uma por uma. As torres estão normalmente localizadas nos três caminhos possíveis para chegar à base inimiga chamados de rotas ('lanes'):

  • Top: Rota que se é jogada solo (é possível jogar com duas pessoas mas assim ninguém ficaria na jungle), geralmente por campeões resistentes e/ou com dano físico (de habilidades) alto, campeões que jogam nessas lanes geralmente necessitam uma quantidade imensa de ouro para de tornarem relevantes, por isso passam muito tempo farmando. Contorna a borda esquerda e superior (TOP, TOPO) do mapa
  • MID: Rota com fácil acesso a BOT e TOP (fato muito explorado por jogadores dessa lane para execução de ganks), e jogada grande parte das vezes pelo AP carry, essa lane é mais curta do que as outras por ser uma linha reta de Nexus a Nexus
  • BOT: Rota mais complexa por ser em dupla com várias composições sinergias, é a lane do ADC e do Supp. Contorna o lado direito e inferior (daí o termo BOT, do inglês bottom) do mapa.

[10] [11]

Pelas rotas, os jogadores vão ganhando experiência e subindo de nível matando jogadores inimigos ou as tropas (creeps) e monstros da selva. Matar inimigos fornece aos jogadores experiência e ouro com o qual podem comprar items no comerciante junto a "Fonte", aumentar o poder de suas habilidades e assim fortalecer as estatísticas do seu campeão.

A cada partida, os jogadores começam em nível 1 e podem atingir o nível máximo de 18. A conta do jogador também sobe de nível, ganha-se experiência em vitórias e derrotas de partidas. A conta inicia no nível 1 e pode chegar ao nível 30. Quanto mais nível a conta do jogador tem, mais opções de utilitários em jogo e pontos de habilidades para criar páginas de habilidades diferenciadas para cada campeão do jogador.

Termos e estratégias[editar | editar código-fonte]

Existem várias gírias (geralmente em inglês) usadas pela comunidade para se referir a diferentes ações e estratégias importantes como por exemplo:

  • Farmar: O ato de constantemente acertar o último golpe em creeps inimigos para assim acumular ouro ao longo do tempo.
  • Creeps: NPC's periodicamente gerados na base de cada time de 30 em 30 segundos que avançam em suas respectivas lanes em 'waves' (formação de 6 ou 7 tropas), atacando tudo em sua frente até destruírem o nexus inimigo ou serem mortos
  • Kite: Também erroneamente conjugado no infinitivo kaitar, é a estratégia usada por campeões a distância contra campeões corpo a corpo, que se baseia em bater e correr sem parar em ritmo para sempre manter a distancia do agressor sem parar de infringir dano ao mesmo para que morra sem até mesmo alcançar seu alvo. Necessita de certa habilidade mecânica do jogador para ser executada
  • Burst: Assim como kite, mas ainda mais comumente, conjugado no infinitivo, brustar é o ato de matar certo jogador inimigo, (geralmente nunca o tanque) de maneira tão rápida e repentina que o alvo não tenha tempo de reação. Geralmente usado em conjunto com outras estratégias. Como por exemplo tirar um jogador da team-fight ETC.
  • Tower Dive(divar): Estratégia arriscada, executada nas fazes mais terminais da partida é o ato de atacar/matar um jogador em baixo de sua torre propositalmente, mesmo ciente que será atacado e provavelmente morto pela mesma. Exige muita habilidade mecânica e/ou coordenação.
  • Team Fight: Luta em grupo de 3 ou mais jogadores de cada time batalhando simultaneamente, geralmente por motivos importantes como a destruição de uma torre, abate de um dragão/barão e ETC.
  • Ult: Habilidade única, e geralmente muito poderosa, que todo campeão (exceto Jayce) possuí, pega inicialmente no nível 6, e que pode ser melhorada nos níveis 11 e 16. Algumas são tão poderosas e vitais que podem virar partidas se usadas na hora e forma corretas. O ato de usar uma é conhecido como ultar
  • Gank: O ato de invadir, de surpresa, a lane de um aliado com o intuito de matar o inimigo na mesma. Essa estratégia é muito eficaz quando o time inimigo não tem visão de mapa.

[12] [13] [14]

Killing Sprees e Multi Kills[editar | editar código-fonte]

Killing sprees são níveis especiais que se ganha quando uma certa quantidade de inimigos é morta, para alcançar os Killing Sprees é necessário que o jogador não morra enquanto soma os seus abates. Um jogador que esteja em killing spree e é morto garante ao jogador que o matou dinheiro extra. A sequência segue a seguinte ordem:

  • Killing spree: 3 abates
  • Enfurecido (Rampage): 4 abates
  • Implacável (Unstoppable): 5 abates
  • Dominando (Dominating): 6 abates
  • Invencível (Godlike): 7 abates
  • Lendário (Legendary): 8 abates ou mais

Além de Killing sprees, existe outra lista que serve para contabilizar quantos inimigos um único jogador pode matar num intervalo de 12 segundos contados a partir do último abate. A sequência é double kill (2 abates), triple kill (3 abates), quadra kill (4 abates), penta kill (5 abates), hexa kill (6 abates, porém só em um modo especial de jogo).

Modalidades do jogo[editar | editar código-fonte]

Existem três modos de jogo. Twisted Treeline, Summoners Rift (clássico), e ARAM. Cada um em seu respectivo mapa. Há outros vários modos de jogo e/ou mapas que são adicionados em ocasiões especiais e/ou em eventos. Como URF(Ultra Rápido e Furioso), Lutadores do Mercado negro, ETC.

Summoners Rift (Clássico)[editar | editar código-fonte]

O principal modo do jogo, tendo partidas de 5 jogadores em cada equipe, onde é terreno para a maior parte das partidas, onde o objetivo é destruir o nexus da equipe adversária. É dividido em 3 lanes: top, mid e bot, por onde assim circulam minions. Cada lane possui 3 torres e um inibidor. Para que possa acessar o nexus e suas 2 torres, é necessário ter destruído ao menos um inibidor, que reaparece periodicamente, após ser destruído. Entre as lanes, fica a selva. Na selva, podemos encontrar, como destaque o Barão Nashor, que ao ser morto, concede uma grande quantidade de ouro para o time, além de um buff, que aumenta o poder de habilidade, força de ataque e regeneração de vida que é dividida com 'minions' próximos ao se aproximar dos mesmos; o segundo destaque da selva é o Dragão, que ao ser morto, concede experiência para todo o time, além de uma stack de um buff permanente para todo o time que pode ser acumulado matando o dragão múltiplas vezes adicionando mais e melhores efeitos até a 5ª stack em diante onde não se adiciona mais nenhum efeito somente duplica todos os outros 4 efeitos por um curto período.[15] As modalidades desse modo de jogo são:

  • Blind Pick: é considerado o modo normal do jogo, nesse modo não é possível ver os quais personagens o time inimigo escolheu até o início do confronto. Neste modo, é possível que os mesmos personagens sejam pegos por times diferentes.
  • Draft Pick: neste modo há um capitão em cada time. Cada capitão (escolhido aleatoriamente) irá proibir 3 personagens de serem escolhidos, depois, em duplas (exceto o primeiro e o ultimo a escolher), cada jogador escolherá o herói que utilizará, em ordem (aleatória) de uma dupla de cada time por vez que intercalam até que todos tenham escolhido. Depois que todos os jogadores escolhem é possível trocar de "campeão" (personagem) com os aliados do time. Diferente do Blind Pick, não é possível escolher um personagem que seja tenha sido escolhido por outro jogador.
  • Ranked Solo: esse modo possui o exato mesmo sistema de escolha do Draft Pick, porém você só pode jogar sozinho (solo) ou com apenas um parceiro (duo). Não é possível jogar nesse modo antes do level máximo 30, além de ser preciso ter no mínimo 16 campeões (personagens) para jogar. Estas partidas são contabilizadas no sistema competitivo do jogo, denominado ELO.
  • Ranked Team: neste modo, o jogador já possui um time pré-definido. A diferença entre esse modo e Ranked Solo é que Ranked Team irá ganhar um ELO específico por time e não para o/cada jogador.
  • Co-op vs IA: consiste em montar (manualmente ou pelo sistema de matchmaking) um time com você e mais quatro pessoas para jogar contra inteligência artificial. Os bots tem uma habilidade muito muito menor do que qualquer jogador então são usados somente para treino e aprendizagem.
  • Custom: modo de jogo que pode ser completamente alterado pelo jogador, permitindo escolher qualquer personagem, número de bots e tipo de jogo. Serve principalmente para teste de estratégias, e treino.

ARAM(All Random All Mid)[editar | editar código-fonte]

Assim como no Summoner's Rift e em Twisted Treeline o objetivo aqui é destruir o Nexus inimigo, com 5 jogadores em cada equipe e uma única lane o mapa não deixa a desejar, as partidas geralmente tem duração de 10 a 25 minutos pela facilidade que se tem de iniciar team fight's, aqui o jogador não necessita de tanta estratégia quanto nos outros mapas e é apenas incumbido de se dedicar ao trabalho em equipe, sendo impossibilitado de se curar ao voltar para base e só podendo comprar itens enquanto está morto ou um tempo depois de voltar a vida. A seleção de campeões deste mapa é randômica com base nos campeões que o jogador já tem (salvo se o invocador acumulou pontos de troca de herói, que permite que o seu campeão seja sorteado randomicamente novamente, esses pontos são acumulados de acordo com a quantidade de campeões que certo jogador possui, quanto mais, mais rápido são acumulados, com um máximo de duas cargas), muitas vezes a vitória depende da sorte que a equipe teve nos campeões que foram sorteados ao seu time.

Dominion[editar | editar código-fonte]

Na season 2, a Riot demonstrou um novo modo de jogo intitulado "Dominion". Este é um clássico modo de jogo de domínio de bases, no qual as equipes precisam dominar uma base e defende-la da equipe inimiga. O mapa consiste em 5 pontos para conquistar e defender, que são os seguintes:

  • O moinho: localiza-se no topo, e uma das mais prezadas, já que não está localizada em nenhum dos lados, tornando-se um dos pontos mais fáceis e, ao mesmo tempo, mais difíceis de se alcançar, pois é o mais longe de todos, para os dois lados;
  • A refinaria: localiza-se mais abaixo do Moinho, e fica no lado esquerdo, pertencendo, assim, ao time Azul. É fácil de se capturar, já que possui um caminho livre até ele;
  • A pedreira: fica localizado na parte debaixo, a esquerda do mapa. É muito útil, pois é localizada próxima da fonte de ambos os times, assim fazendo com que eles possam ir rapidamente até ela;
  • O ossuário: está posicionada no lado do time roxo, sendo facilmente conquistada, por localizar-se próxima se sua fonte;
  • A perfuradora: fica localizada entre o Ossuário e o Moinho sendo de fácil acesso ao time Roxo. Fácil de se atingir pelo time Roxo, por estar localizada próximo ao leste, e prezado pelo time Azul, por ter caminho livre para leste.

Cada equipe começa com quinhentos pontos de vida em seu Nexus (cristal central de cada equipe). Quanto mais bases uma equipe domina, mais rápido os pontos de vida da equipe adversária se esgotam. A partida acaba quando os pontos de vida chegam a 0. Este modo de jogo tem uma popularidade muito mais baixa do que os outros modos de jogo.

Mapas[editar | editar código-fonte]

O jogo possui 4 mapas diferentes:

  • Summoner's Rift: Mapa padrão, simétrico e clássico de League of Legends, já sofreu vários reworks e mudanças visuais ao longo dos anos. Onde se é jogado a modalidade padrão do jogo.
  • Twisted Treeline: palco para as partidas 3 contra 3. Assim como no summoner's rift, o objetivo é destruir o Nexus da outra equipe, porém é dividido em apenas 2 lanes. Na selva, entre as duas lanes, tem dois pontos, que ao serem capturados, concedem bônus ao time que capturá-los.
  • Crystal Scar: Cenário do #Dominion, não há um meta específico conhecido e estipulado para essa modalidade, talvez pela inexistência de uma adesão maior dos jogadores em geral.
  • Howling Abyss: O mapa lançado recentemente pela riot games, tem temática voltada para as histórias de Freljord. Tornou-se o mapa padrão do ARAM

Champions[editar | editar código-fonte]

League of Legends conta com uma grande quantidade de campeões (bonecos, characters) e geralmente são lançados 5 por ano, um para cada role[carece de fontes?].

Os campeões são divididos em 3 "tiers":

  • Tier 1: Com preços de 450 e 1350 IP (ou 280 e 585 RP, respectivamente), são os campeões mais antigos do jogo, lançados antes do início da primeira temporada.
  • Tier 2: Com preços de 3150 e 4800 IP (ou 790 e 880 RP, respectivamente), são os campeões lançado entre o início da primeira temporada e o término da mesma.
  • Tier 3: Com preços de 6300 e 7800 IP (ou ambos por 975 RP), são os campeões mais recentes. O campeão tem o preço de 7800 IP somente na semana de lançamento, tendo seu preço reduzido para 6300 IP na semana consecutiva.

Meta-jogo[editar | editar código-fonte]

Os campeões são divididos por três critérios, a capacidade de executar aquela posição (por exemplo, um campeão corpo a corpo nunca será um ADC), a facilidade em que suas habilidades a ajudam na execução da role (Ahri, é uma ótima mid-laner por ter sustain, dano alto e um hard CC (crowd control)), e, as vezes por ter habilidades boas contra os outros personagens que executam a mesma função (Yasuo é um bom mid-laner por ter uma parede anti-projétil, parte vital de vários mid-laners, e alta mobilidade). :

  • Atirador ou ADC - É o campeão cujo objetivo é acumular altíssimas reservas de ouro mais rapidamente pelo constante 'farm' e ajuda de seu suporte, para que compre vários itens de dano e com a diferença de ouro (causada pelo farm mais eficiente e rápido) ser uma máquina de matar (porém frágil) do time.
  • Off-Tank ou Lutador - É o campeão que possui uma quantidade considerável de defesa (vida, armadura e resistência), mas ainda possui uma boa quantidade de dano. Geralmente ficam na top-lane. E ajudam muito a reduzir a vida de um oponente inimigo para que haja sucesso na hora da "Team Fight"
  • Tank - É o campeão focado em receber todo o dano do time adversário. Este tipo de champion não possui um dano significativo mas não pode ser facilmente morto. Por sua alta defesa e resistência, ele geralmente não é focado,(em certas vezes até ignorado) pelo time adversário. Tanks tem a função também de iniciar as Team Fights. Geralmente são junglers ou ficam na top-lane (podem ser suportes também, mas nunca AD carry/AP carry).
  • Support (supp) - Tem a função de ajudar o AD carry. Geralmente são campeões com pouca defesa, porém com habilidades de controle de grupo ou de buffs/curas para o time.
  • AP Carry(geralmente o mid) - É o campeão que possui alto dano baseado no poder de habilidade. Responsável por tirar a vida do inimigo rapidamente utilizando de suas habilidades e não o dano físico. O ponto fraco de tais campeões é que são completamente dependentes de suas habilidades se tornando indefesos sem as mesmas.
  • Jungler - É o campeão que não vai em nenhuma lane. Ele obtém dinheiro (gold) para a compra de seus itens derrotando os monstros da selva, que têm posições fixas, espalhados pela selva entre as lanes. Sua principal função é criar um ataque surpresa (gank) para que o jogador da lane que recebeu o ataque mate o adversário. Um bom jungler também é suporte, isto é, não obtém todas os abates dos ganks.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Popularidade[editar | editar código-fonte]

Em um comunicado publicado em novembro de 2011, a Riot Games afirmou que League of Legends tinha 32.5 milhões de jogadores, sendo que 11.5 milhões jogavam mensalmente, dos quais 4.2 milhões jogavam diariamente.[16] De acordo com a Riot, em outubro de 2013, o jogo tinha 12 milhões de jogares ativos diariamente e 32 milhões de jogadores ativos mensalmente.[17] Em janeiro de 2014, o jogo tinha 27 milhões de jogadores ativos diariamente, 7.5 milhões de jogadores simultâneos nos horários de pico e 67 milhões de jogadores ativos mensalmente.[18] [19]

Em março de 2012, League of Legends se tornou o título #1 nos PC cafés da Coreia.[20] Em julho de 2012, Xfire divulgou um relatório afirmando que League of Legends era o jogo de computador mais jogado na América do Norte e na Europa, com 1.3 bilhões de horas logadas pelos jogadores nessas regiões entre julho de 2011 e junho de 2012.[4] League of Legends também é muito popular nas Filipinas e, até julho de 2013, era o segundo título mais jogado nos PC cafés do país (atrás de Defense of the Ancients).[21] Em Taiwan, é estimado que 5% da população jogue League of Legends, tendo mais de 1 milhão de usuários registrados no servidor.[22]

Crítica[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
1UP.com A-[23]
Allgame 3.5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar half.svgStar empty.svg[24]
Eurogamer 8 de 10 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svgStar empty.svgStar empty.svg[25]
Game Revolution B+ [26]
GameSpy 4 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar empty.svg[27]
GameZone 4.5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar half.svg[28]
IGN 9.2/10[29]
Pontuação global
Publicação Nota média
GameRankings 78.72%[30]
Metacritic 78%[31]

League of Legends tem recebido críticas favoráveis e, atualmente, ocupa a pontuação de 78 de 100 na Metacritic.[31]

IGN inicialmente avaliou League of Legends com a nota 8 de 10 em 2009, destacando o design do jogo, o design dos campeões que possuem boas opções de customização e os visuais animados. No entanto, o lançamento confuso do jogo foi criticado: foi considerado que o título foi lançado muito cedo, com alguns recursos faltando e outros que precisavam ser removidos. Finalmente, o revisor observou que os jogadores de alto nível do jogo tem "pouco paciência com os recém-chegados", mas ele acredita que o matchmaking (que ainda não havia sido implantado no momento da avaliação) resolveria esse problema, por colocar jogadores de níveis semelhantes na mesma partida.[32]

Leah B. Jackson do IGN reavaliou o jogo em 2014, mudando a pontuação da IGN de 8.0 para 9.2. Jackson avaliou o jogo como um "exemplo de excelência", elogiando a variedade de campeões, o sistema de progressão e a estratégia de jogo em equipe.[29]

Em comparação aos jogos MOBA Heroes of Newerth e Dota 2, Mike Minotti do VentureBeat considera League of Legends o jogo mais fácil de se aprender e o mais rápido de se pegar o ritmo.[33]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Data Prêmio Categoria Resultado
14 de dezembro de 2009 IGN PC Best Strategy Game 2009 Escolha dos Leitores Venceu[34]
21 de dezembro de 2009 Gamespy Gamers' Choice Awards 2009 Escolha dos PC Gamers Venceu[35]
8 de outubro de 2010 1st Game Developers Online Choice Awards Prêmio de Melhor Tecnologia Online, Arte Visual, Game Design, Novo Jogo Online e de Audiência Venceu[36]
29 de outubro de 2010 Golden Joystick Award Jogo Online do Ano Venceu[37]
21 de outubro de 2011 Melhor Jogo Free-To-Play Venceu[38]

Torneios[editar | editar código-fonte]

Final regional do Campeonato Brasileiro de League of Legends, em São Paulo, no dia 19 de julho de 2014.

Existem milhares de torneios do jogo, tanto regionais quanto mundiais. A popularidade é tão grande que as finais chegam a ser realizadas em estádios de futebol.

Nas finais do World Cyber Games de 2010, houve um torneio de League of Legends, em que equipes da China, Europa e das Américas competiram. A equipe Counter Logic Gaming da América do Norte venceu o torneio, ganhando um prêmio de US$7,000.[39]

Em 2014, a final regional do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLOL) foi no estádio Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, sendo vencedora a equipe KaBuM e-Sports, a primeira equipe brasileira a ter participação no campeonato mundial do jogo, de 4 partidas, conseguiu uma vitória contra a equipe vencedora regional europeia Alliance (que acabou sendo desclassificada).

Já em 2015, a equipe paiN Gaming levou o título da final regional no Allianz Parque com mais de 12.000 pessoas e competirá no International Wild Cards uma vaga para o campeonato mundial de 2015.

Campeonato mundial[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. League of Legends Home Leagoeoflegends.com. Visitado em 4 de janeiro de 2015.
  2. Nguyen, Thierry (1 de setembro de 2009). Clash of The DOTAs 1UP.com. Visitado em 21 de outubro de 2009.
  3. New Player Guide Riot Games. Visitado em 21 de julho de 2014.
  4. a b Gaudiosi, John (11 de julho de 2012). Riot Games' League Of Legends Officially Becomes Most Played PC Game In The World Forbes. Visitado em 18 de março de 2013.
  5. Sheer, Ian (27 de janeiro de 2014). Player Tally for ‘League of Legends’ Surges Wsj.com. Visitado em 31 de janeiro de 2014.
  6. 2015 SEASON: 10 Teams, Expansion Tournament & Circuit Points.
  7. 32 million people watched League of Legends Season 3 World Championships CBS Interactive. Visitado em 21 de julho de 2014.
  8. League of Legends 2014 World Championships. Visitado em 23 de janeiro de 2015.
  9. Top 100 Largest Overall Prize Pools. Visitado em 23 de janeiro de 2015.
  10. Guia de estratégia Mobafire. Visitado em 25 de agosto de 2015.
  11. Guia de lanes Techtudo. Visitado em 25 de agosto de 2015.
  12. Gírias LoL (em inglês) League of Legends Wiki. Visitado em 25 de outubro de 2015.
  13. Gírias LoL LoLzinho. Visitado em 26 de outubro de 2015.
  14. Gírias LoL League of Legends Fórums. Visitado em 25 de outubro de 2015.
  15. Summoners Rift. Visitado em 22 de agosto de 2015.
  16. Ryze (18 de novembro de 2011). Community Grows to 32 Million. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2012.
  17. Purchese, Robert (28 de janeiro de 2014). LOL: 27 million people play it every day! Eurogamer Gamer Network. Visitado em 28 de janeiro de 2014.
  18. League of Legends Japan Server Got its First Game Trailer MMOSite. Visitado em 13 de fevereiro de 2015.
  19. League of Legends players summit a new peak Riot Games (13 de março de 2013). Visitado em 18 de março de 2013.
  20. League of Legends now #1 Game in Korea Mmo-champion.com. Visitado em 4 de janeiro de 2015.
  21. Maierbrugger, Arno (Julho de 2013). Top PC games in Filipino computer cafés Investvine. Visitado em 15 de outubro de 2013.
  22. Taipei lights up to celebrate Taipei lights up to celebrate 1 million LoL players.
  23. League of Legends for PC from 1UP 1UP. Visitado em 19 de maio de 2011.
  24. League of Legends – Overview – allgame. Visitado em 19 de maio de 2011.
  25. League of Legends – Review – PC Eurogamer. Visitado em 19 de maio de 2011.
  26. Hunt, Geoff. League of Legends Review for the PC Game Revolution. Visitado em 19 de maio de 2011.
  27. Game Spy The Consensus League of Legend Review GameSpy. Visitado em 19 de maio de 2011.
  28. League of Legends – PC – Review GameZone. Visitado em 19 de maio de 2011.
  29. a b Jackson, Leah B. (13 de fevereiro de 2014). League of Legends Review – PC Review at IGN. Visitado em 21 de fevereiro de 2014.
  30. League of Legends for PC – Game Rankings GameRankings. Visitado em 19 de maio de 2011.
  31. a b League of Legends for PC Metacritic. Visitado em 19 de maio de 2011.
  32. Butts, Steve. League of Legends Review IGN. Visitado em 23 de maio de 2010. Cópia arquivada em 6 de novembro de 2009. "The strategy elements are sound, and it can be fun to just pick a lane and start chewing through minions as you work your way towards enemy towers and champions. But sometimes it feels like League of Legends throws too much at the player, both in terms of the number of champions and the general confusion of the larger battles. While that's not enough to dampen your enthusiasm of the game, the vague status of the launch and the more-than-occasional hostility of the community just might."
  33. Minotti, Mike (27 de julho de 2013). Comparing MOBAs: Dota 2 vs. League of Legends vs. Heroes of Newerth VentureBeat. Visitado em 23 de janeiro de 2014.
  34. PC Best Strategy Game Readers' Choice 2009 IGN (21 de dezembro de 2009). Visitado em 28 de maio de 2011.
  35. PC Gamers' Choice 2009 Gamespy (21 de dezembro de 2009). Visitado em 28 de maio de 2011.
  36. Riot's League of Legends Leads Game Developers Choice Online Award Winners Gamasutra (28 de outubro de 2010). Visitado em 28 de maio de 2011.
  37. GJ10: Online Game Of The Year is... computerandvideogames.com (29 de outubro de 2010). Visitado em 16 de outubro de 2013.
  38. Beta Gamezone GameZone (22 de outubro de 2011). Visitado em 25 de outubro de 2011.
  39. WCG 2010 prize money + distribution revealed - SK Gaming Sk-gaming.com. Visitado em 4 de janeiro de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]