Leandro Barbosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura triatleta brasileiro homônimo, veja Leandro Barbosa de Souza.
Leandro Barbosa
Leandro Barbosa Rio 2016cr.jpg
Informações pessoais
Nome completo Leandro Mateus Barbosa
Data de nasc. 28 de novembro de 1982 (40 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP), Brasil
Apelido Leandrinho
The Brazilian Blur
LB
The Brazilian Bomber
Informações profissionais
Período como jogador 1999–2020 (21 anos)
Posição em que jogava ala-armador
Número da camisa 10, 19
Altura 1,91 m (6 ft 4 in)
Peso 91 kg (201 lb)
Período como treinador 2020–
Clube atual Sacramento Kings
Função assistente técnico
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (pontos)
1999–2001
2001–2003
2003–2010
2010–2012
2011
2012
2012–2013
2013–2014
2014
2014–2016
2016–2017
2017–2018
2018–2019
Palmeiras
Bauru
Phoenix Suns
Toronto Raptors
Flamengo
Indiana Pacers
Boston Celtics
Pinheiros
Phoenix Suns
Golden State Warriors
Phoenix Suns
Franca
Minas
0
000 63 0(1242)
00 466 0(5829)
00 100 0(1281)
0000 6 00(114)
000 22 00(196)
000 41 00(215)
0000 8 00(166)
000 20 00(150)
00 134 00(900)
000 67 00(419)
000 12 00(173)
Seleção nacional
2002–2020 Brasil
Times que treinou
Anos Clubes Jogos (V - D)
2020–2022
2022–
Golden State Warriors (auxiliar)
Sacramento Kings (assistente)
Conquistas
Copa América de Basquetebol
Ouro Santo Domingo 2005 Equipe
Ouro San Juan 2009 Equipe

Leandro Mateus Barbosa (São Paulo, 28 de novembro de 1982), também conhecido como Leandrinho, é um ex-basquetebolista brasileiro que atuava como ala-armador. Atualmente é assistente técnico do Sacramento Kings.[1]

Em 2009 fundou o primeiro acampamento de basquetebol do Brasil, o Leandrinho Basketball Camp, realizado na cidade de São Bernardo do Campo, reunindo profissionais de alto nível para ensinar basquetebol a jovens de todo o país.

Na temporada da NBA de 2006–07, foi eleito o NBA Sixth Man of the Year atuando pelo Phoenix Suns, sendo o primeiro brasileiro a ganhar um prêmio individual na NBA.[2]

Já na temporada de 2014–15, foi campeão da NBA atuando pelo Golden State Warriors, vencendo a série final por 4-2 contra a equipe do Cleveland Cavaliers.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Palmeiras[editar | editar código-fonte]

A carreira de Leandrinho começou cedo, mais precisamente aos 17 anos, quando ele participou de seu primeiro torneio, o Campeonato Paulista de 1999 pela equipe do Palmeiras, na época comandado pelo técnico Lula Ferreira.

Bauru[editar | editar código-fonte]

Foi contratado pelo time do Bauru em 2001. Durante sua primeira temporada como profissional no Brasil, jogando pelo Tilibra/Copimax/Bauru, ele foi treinado por Jorge Guerra. Leandrinho obteve a média de 15,8 pontos, 6,4 assistências e 1,7 roubos de bola por jogo. Ele foi escolhido como jogador revelação durante o Paulista de 2001. Barbosa terminou a temporada como o quarto jogador classificado no percentual de três pontos, em sexto lugar em assistências e décimo primeiro em metas de campo. Em 2002, ele venceu o Campeonato Brasileiro de Basquete com o Bauru, e foi convocado para a Seleção Brasileira que jogou no Campeonato Mundial de 2002.

NBA[editar | editar código-fonte]

Em sua carreira na NBA, Leandrinho tem média de 12,9 pontos, 2,7 assistências por jogo, 1,0 roubada de bola e 2,4 rebotes em 26 minutos jogados por jogo. Participou de 407 jogos, começando como titular em 104 deles, todos pelo Phoenix Suns. Totalizou 5231 pontos até 4 de março de 2009, tendo como maior pontuação em um só jogo 41 pontos.

Leandrinho arremessando durante um jogo contra o Golden State Warriors, em 16 março de 2009
Barbosa convertendo um lance livre

Phoenix Suns[editar | editar código-fonte]

Com 1,91 m de altura e 2,08 m de envergadura, foi a 28ª escolha geral no Draft de 2003 da NBA pelo San Antonio Spurs, mas seus direitos foram adquiridos pelos Phoenix Suns em uma troca que garantiria uma futura escolha protegida de primeira rodada ao time.

Leandro Barbosa detém o recorde do Suns de pontos marcados em um jogo por um estreante como pela primeira vez como titular, com 27 pontos marcados contra o Chicago Bulls no dia 5 de janeiro de 2004. Ele estabeleceu recorde dos Suns para bolas de três pontos por um novato em jogos consecutivos quando bateu pelo menos um de três pontos por jogo durante uma raia de 10 jogos de 2 janeiro a 19 janeiro. Ele terminou a temporada com média de 7,9 pontos e 2,4 assistências em 70 jogos. Em sua segunda temporada nos Suns permaneceu sobre os números assinados em seu primeiro ano na liga, dando um salto qualitativo na temporada 2005–06 com média de 13,1 pontos, 2,6 rebotes e 2,8 assistências. Em 3 de agosto de 2006, ele renovou com o Suns por US $ 33 milhões, estendendo seu vínculo por mais cinco anos.

No entanto, a explosão ocorreu em sua quarta temporada na liga, a de 2006–07, quando Leandrinho foi adaptado perfeitamente para o papel de sexto homem estelar na equipe de Mike D'Antoni. Seus números na média foram 18,1 pontos, 2,7 rebotes, 4,0 assistências e 32,7 minutos por jogo, vencendo o prêmio de Melhor Sexto Homem da NBA. Na primeira rodada de playoffs contra o Los Angeles Lakers, ele teve médias de 21,3 pontos nos cinco jogos da série fazendo grandes disputas nos jogos entre ele e Kobe Bryant.

Teve grande atuação no dia 20 de fevereiro de 2009, ao marcar 41 pontos contra o Oklahoma City Thunder.[3]

Toronto Raptors[editar | editar código-fonte]

Em 14 de julho de 2010, Barbosa foi negociado junto com Dwayne Jones para o Toronto Raptors em troca de Hidayet Türkoğlu. Durante seu tempo em Toronto, Leandro aumentou significativamente a sua pontuação total de de sua última temporada em Phoenix.

Em 2011, no período de greve da NBA, jogou 15 jogos pelo Flamengo.[4] Realizou sua última partida pelo rubro-negro no dia 3 de dezembro, contra a Liga Sorocabana.[5] Após sua volta à NBA, o jogador atuou metade da temporada pelo Toronto Raptors e foi envolvido em uma troca com o Indiana Pacers.

Indiana Pacers[editar | editar código-fonte]

Durante a temporada da NBA de 2011–12, Leandrinho foi trocado para o Indiana Pacers por uma futura escolha de segunda rodada do "draft".[6] Barbosa reencontrou Lou Amundson, ex-jogador dos Suns, e a dupla ajudou Indiana melhorar significativamente o suficiente para torná-lo para a segunda rodada dos playoffs antes de perder para Miami Heat.

Boston Celtics[editar | editar código-fonte]

Em 17 de outubro 2012, Barbosa assinou com o Boston Celtics.[7][8][9]

No dia 12 de fevereiro de 2013, depois de um jogo contra o Charlotte Bobcats em 11 de fevereiro, foi confirmado que Leandrinho tinha rompido os ligamentos do joelho esquerdo.[10] Esta lesão o tirou do restante da temporada.[11] Ele foi o terceiro membro da equipe cuja lesão encerrou sua temporada no início de um período de três semanas, junto com Rajon Rondo e Jared Sullinger.

Washington Wizards[editar | editar código-fonte]

Em 21 de fevereiro de 2013, no último dia da janela de transferências da NBA, Barbosa e Jason Collins foram negociados para o Washington Wizards em troca de Jordan Crawford.[12][13]

Phoenix Suns[editar | editar código-fonte]

No dia 5 de janeiro de 2014, o ala-armador assinou um contrato de dez dias com a equipe do Phoenix Suns para jogar a temporada da NBA de 2013–14.[14] Em 18 de janeiro assinou seu segundo contrato de 10 dias com o Suns. Depois de assinar dois contratos válidos por dez dias cada um, o brasileiro fechou um novo acordo com o Phoenix Suns no dia 28 de janeiro, agora até o fim da temporada 2014.[15]

Golden State Warriors[editar | editar código-fonte]

Em 28 de agosto de 2014, Leandrinho assinou com o Golden State Warriors por um ano.[16] Com 12 anos de NBA[17] na bagagem, brasileiro chegou para disputar a temporada de 2014–15 e sagrou-se campeão ao lado de craques como Stephen Curry e Klay Thompson.[18] Após o título, Barbosa renovou por mais um ano com os Warriors para disputar a temporada de 2015–16. No entanto, a equipe não conseguiu o bi campeonato, perdendo o título para o Cleveland Cavaliers de LeBron James.[19] Com o fim da temporada, o ala-armador assinou novamente com o Phoenix Suns.[20]

Retorno ao Phoenix Suns[editar | editar código-fonte]

Em sua terceira passagem pelo Suns, Leandrinho disputou a temporada de 2016–17, não atingindo números muito expressivos. Foi dispensado pelo Suns ao final da temporada, ficando na espera de alguma proposta para continuar na NBA.[21]

NBB[editar | editar código-fonte]

Flamengo[editar | editar código-fonte]

Em 18 de agosto de 2011, durante o NBA lockout de 2011, Barbosa voltou ao Brasil e assinou com o Flamengo. Seu contrato tinha uma cláusula que lhe permitiria voltar para a NBA, uma vez que o lockout de 2011 havia terminado.[22]

Pinheiros[editar | editar código-fonte]

No dia 19 de novembro de 2013, retornou para o Brasil para disputar o NBB pelo Pinheiros.[23]

Franca[editar | editar código-fonte]

Leandrinho voltou novamente ao Brasil em 17 de novembro de 2017, sendo contratado pelo Franca.[24]

Minas[editar | editar código-fonte]

Assinou com o Minas no dia 13 de dezembro de 2018, chegando como reforço para disputar a temporada 2018–19 do NBB.[25]

Aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Em 14 de setembro de 2020, Leandrinho anunciou a aposentadoria do basquete para poder trabalhar na comissão técnica do Golden State Warriors junto com o treinador Steve Kerr, comandante do brasileiro em seu único título da NBA.[26]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Campeonato Nacional de Basquete[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe PJ MPJ 2P 3P LL RT AS BR TO PPJ
2001–02 Bauru 43 - .545 .427 .725 3.6 6.4 1.7 ? 15.8
2002–03 Bauru 20 - .503 .447 .833 4.0 7.0 2.5 0.7 28.2
Carreira 63 - .526 .437 .775 3.7 6.6 1.9 0.7 19.7

Temporada regular do NBB[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe PJ MPJ 2P 3P LL RT AS BR TO PPJ
2011–12 Flamengo 6 33.0 .688 .364 .800 3.00 4.00 0.83 0.33 19.0
2013–14 Pinheiros 8 33.3 .463 .500 .812 3.13 3.13 1.38 0.50 20.7
2017–18 Franca 12 25,1 .521 .224 .800 3.00 2.80 1.60 0.40 14.4
Carreira 26 30.4 .557 .363 .804 3.04 3.31 1.27 0.41 18.0

Temporada regular da NBA[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe PJ PT MPJ FG% 3P% LL% RT AS BR TO PPJ
2003–04 Phoenix 70 46 21.4 .447 .395 .770 1.8 2.4 1.3 0.1 7.9
2004–05 Phoenix 63 6 17.3 .475 .367 .797 2.1 2.0 0.5 0.1 7.0
2005–06 Phoenix 57 11 27.9 .481 .444 .755 2.6 2.8 0.8 0.1 13.1
2006–07 Phoenix 80 18 32.7 .476 .434 .845 2.7 4.0 1.2 0.2 18.1
2007–08 Phoenix 82 12 29.5 .462 .389 .822 2.8 2.6 0.9 0.2 15.6
2008–09 Phoenix 70 11 24.4 .482 .375 .881 2.6 2.3 1.2 0.1 14.2
2009–10 Phoenix 44 5 17.9 .425 .324 .877 1.6 1.5 0.5 0.3 9.5
Total Phoenix 466 109 25.1 .468 .398 .828 2.4 2.6 1.0 0.2 12.6
2010–11 Toronto 58 0 24.1 .450 .338 .796 1.7 2.1 0.9 0.1 13.3
2011–12 Toronto 42 0 22.5 .436 .360 .835 1.9 1.5 0.9 0.2 12.2
Total Toronto 100 0 23.4 .444 .346 .811 1.8 1.8 0.9 0.1 12.8
2011–12 Indiana 22 0 19.8 .399 .424 .758 2.2 1.5 0.9 0.0 8.9
2012–13 Boston 41 2 12.5 .430 .383 .756 1.1 1.4 0.4 0.1 5.2
2013–14 Phoenix 5 5 22.6 .400 .125 .750 2.8 2.4 0.5 0.0 10.0
2014–15 Warriors 66 1 14.9 .474 .384 .784 1.4 1.5 0.6 0.1 7.1
2015–16 Warriors 68 0 15.9 .462 .355 .839 1.7 1.2 0.6 0.1 6.4
Carreira 783 112 22.2 .460 .388 .819 2.1 2.2 0.8 0.1 11.0

Playoffs da NBA[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe PJ PT MPJ FG% 3P% LL% RT AS BR TO PPJ
2005 Phoenix 12 0 9.7 .343 .400 .500 1.4 1.0 0.3 0.0 2.5
2006 Phoenix 20 3 31.6 .470 .391 .862 1.6 2.7 0.8 0.2 14.2
2007 Phoenix 11 1 31.7 .405 .305 .718 3.5 2.2 1.1 0.2 15.8
2008 Phoenix 5 1 28.6 .345 .222 .909 4.0 1.8 0.6 0.0 10.4
2010 Phoenix 16 0 15.6 .417 .343 .708 1.3 1.3 0.3 0.1 7.2
Total Phoenix 64 5 23.3 .423 .340 .787 2.0 1.9 0.6 0.1 10.2
2012 Indiana 11 0 20.3 .370 .150 .500 2.2 1.3 0.5 0.1 5.7
2015 Warriors 21 0 10.9 .443 .348 .818 1.3 0.9 0.3 0.0 5.0
2016 Warriors 23 0 11.1 .580 .383 .762 1.2 0.7 0.5 0.0 5.6
Carreira 119 5 18.5 .437 .332 .770 1.7 1.4 0.5 0.1 8.0

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Ano Equipe PJ MPJ 2P 3P LL RT AS BR TO PPJ
2002 Copa do Mundo 4 29.4 .200 .333 1.000 1.2 1.2 0.5 0.0 2.2
2003 Pan-Americanos 8 17.4 .545 .391 .808 1.9 0.9 0.5 0.0 12.0
2005 Copa América 9 35.4 .515 .426 .758 4.7 4.2 2.2 0.1 21.2
2006 Copa do Mundo 5 29.4 .553 .176 .517 1.0 2.8 1.8 0.0 13.2
2007 Marchand 1 20.0 .517 .000 1.000 0.0 2.0 1.0 0.0 9.0
2007 Copa América 10 32.0 .490 .377 .797 1.5 2.8 1.0 0.1 21.8
2009 Marchand 3 31.0 .500 .500 .789 4.0 2.0 1.0 0.0 20.7
2009 Copa América 8 32.9 .711 .295 .688 2.2 1.9 1.1 0.0 21.1
2010 Copa do Mundo 6 29.0 .529 .333 .812 3.0 1.5 2.0 0.0 16.2
2011 Copa América 3 26.3 .500 .300 .667 4.3 4.0 0.6 0.0 17.0
2012 Olimpíada 6 25.5 .525 .400 .688 2.2 0.3 0.5 0.2 16.2
2014 Copa do Mundo 7 23.9 .535 .429 .714 1.1 1.1 1.6 0.1 11.9
2016 Olimpíada 5 26.2 .543 .143 .800 2.6 2.0 1.4 0.0 11.8

Títulos[editar | editar código-fonte]

CBB[editar | editar código-fonte]

Bauru

NBA[editar | editar código-fonte]

Phoenix Suns
Golden State Warriors

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «NBA: Leandrinho aceita oferta dos Kings e deixa Warriors após título». UOL. 2 de julho de 2022 
  2. Rodrigo Alves (23 de abril de 2007). «Imarcável, Leandrinho é o melhor sexto homem da NBA». GloboEsporte.com. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  3. «Leandrinho faz 41 pontos e Suns vencem». Terra. 21 de fevereiro de 2009. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  4. «Flamengo vence e faz festa para Leandrinho». Site oficial do Flamengo. 3 de dezembro de 2011. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  5. Alexandre Cossenza (3 de dezembro de 2011). «Leandrinho dá adeus como cestinha, e Flamengo vence fácil no NBB». GloboEsporte.com. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  6. «Leandrinho deixa Toronto Raptors e acerta com Indiana Pacers». Terra. 15 de março de 2012. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  7. «Leandrinho acerta com o Boston Celtics, e Brasil terá número recorde de jogadores na NBA». ESPN Brasil. 17 de outubro de 2012. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  8. «Leandrinho assina com o Boston Celtics e segue na NBA». Hoje em Dia. 17 de outubro de 2012. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  9. Guilherme Tadeu (17 de outubro de 2012). «Exclusivo: Leandrinho: 'Parece que estou nascendo de novo, parece quando entrei no Draft'». Basketeria. Consultado em 13 de janeiro de 2022. Arquivado do original em 19 de outubro de 2012 
  10. «Leandrinho sofre grave lesão e perde temporada da NBA». Hoje em Dia. 12 de fevereiro de 2013. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  11. «Com ligamento do joelho rompido, Leandrinho está fora da temporada da NBA». Superesportes. 12 de fevereiro de 2013. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  12. «Machucado, Leandrinho é contratado pelo Washington Wizards». Gazeta do Povo. 21 de fevereiro de 2013. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  13. «Envolvido em troca, Leandrinho deixa Celtics e vai para os Wizards». Terra. 21 de fevereiro de 2013. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  14. «Leandrinho assina contrato de 10 dias com o Phoenix Suns». Confederação Brasileira de Basketball. 6 de janeiro de 2014. Consultado em 13 de janeiro de 2022. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2014 
  15. «Leandrinho assina contrato com Phoenix Suns até o fim da temporada». Folha de S.Paulo. 28 de janeiro de 2014. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  16. «Leandrinho é o novo reforço do Golden State Warriors». The Playoffs. 28 de agosto de 2014. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  17. Raphael Sobral (1 de junho de 2015). «Após 12 anos na NBA, Leandrinho tem chance de realizar sonho: ser campeão». GloboEsporte.com. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  18. «Leandrinho é o segundo brasileiro campeão da NBA, mas pode ficar sem time». ESPN Brasil. 17 de junho de 2015. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  19. «LeBron comanda, Cavs batem Warriors, são campeões e fazem história na NBA». ESPN Brasil. 19 de junho de 2016. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  20. «Leandrinho é apresentado nos Suns e afirma: "Será sempre a minha casa"». SporTV. 19 de julho de 2016. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  21. «Brasil perde mais espaço na NBA: Leandrinho é dispensado pelos Suns». SporTV. 3 de julho de 2017. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  22. «Ala/armador Leandrinho assina com o Flamengo para disputar o NBB». Estadão. 18 de agosto de 2011. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  23. Alessandro Lucchetti (19 de novembro de 2013). «Leandrinho assina contrato com o Pinheiros para disputar o NBB». Estadão. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  24. Carol Oliveira e Cleber Akamine (15 de novembro de 2017). «Leandrinho acerta com o Franca e será o 1º campeão da NBA a atuar no NBB». GloboEsporte.com. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  25. «Leandrinho volta ao NBB e assina com o Minas Tênis Clube». The Playoffs. 12 de dezembro de 2018. Consultado em 13 de janeiro de 2022 
  26. Pedro Ivo Almeida (14 de setembro de 2020). «Leandrinho se aposenta e topa convite para ser auxiliar dos Warriors na NBA». UOL. Consultado em 13 de janeiro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]