Lei de Liebig

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Barril de Liebig

A Lei de Liebig, também conhecida por Lei do Mínimo é um princípio utilizado principalmente na agricultura que estabelece que o desenvolvimento de uma planta será limitado por aquele nutrientes faltoso ou deficitário, mesmo que todos os outros elementos ou fatores estejam presentes. Foi desenvolvida pelos estudos em agricultura convencional no século XX, decorrente dos avanços científicos produzidos por Carl Sprengel, no início do século XIX, posteriormente popularizados por Justus von Liebig em seu livro Aplicações da química orgânica na agricultura e fisiologia, de 1840.[1][2]

Exemplo[editar | editar código-fonte]

Dobenecks usou a imagem de um barril para explicar a lei, que passou a ser conhecido como "Barril de Liebig". Assim como a capacidade de um barril com ripas de comprimento desigual é limitado pela ripa mais curta, o crescimento das plantas é determinado pelo nutriente com menor oferta no solo.[3]

Referências

  1. Kreuz, Carlos Leomar; Lanzer, Edgar Augusto; Paris, Quirino (1995). «Funções de produção Von Liebig com rendimentos decrescentes». Pesquisa Agropecuária Brasileira. 30 (1): 95-106 
  2. Nodari, R. O.; Guerra, M. P. (2015). «A agroecologia: estratégias de pesquisa e valores». Estudos avançados. 29 (83): 183-207 
  3. Whitson, A.R.; Walster, H.L. Soils and soil fertility. St. Paul MN: Webb. p. 73. OCLC 1593332. 100. Illustration of Limiting Factors. The accompanying illustration devised by Dr. Dobenecks is intended to illustrate this principle of limiting factors. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Ecologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.