Leila Cordeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Leila Cordeiro
Nascimento 5 de dezembro de 1956 (65 anos)
Salvador, BA
Nacionalidade brasileira
Cônjuge Eliakim Araújo (c. 1984–2016)
Ocupação jornalista

Leila Cordeiro (Salvador, 5 de dezembro de 1956) é uma jornalista brasileira.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início e consagração[editar | editar código-fonte]

Natural da Bahia[1], começou sua carreira na TV Aratu, em Salvador, no ano de 1974. Foi para a TV Globo em 1977, atuando como repórter e no final de 1986, assumiu o posto de Leilane Neubarth no Jornal da Globo, dividindo a bancada com seu marido, Eliakim Araújo.[2]

Em maio de 1989, assumiu a apresentação do Jornal Hoje, juntamente com Márcia Peltier, mas a empreitada durou pouco e a jornalista decidiu mudar os rumos de sua carreira. Em julho de 1989, ela e o marido saíram da Globo e foram para a Rede Manchete, apresentando o Jornal da Manchete. A convite de Silvio Santos, o casal se mudou para São Paulo, em 1993, para fazer parte da equipe de jornalismo do SBT; nesta emissora, apresentaram o "Aqui Agora" e o "Jornal do SBT" (este último no lugar de Lilian Witte Fibe, que havia saído da emissora). Quatro anos depois, em 1997, o casal decidiu se mudar para os Estados Unidos, onde apresentaram o Jornal do SBT/CBS Telenotícias por três anos.[3]

A jornalista também é artista plástica e publicou dois livros de poesias: "Pedaços de Mim", 1990, e "De Mala e Vida na Mão", 1995.

Casal 20[editar | editar código-fonte]

Junto com o marido, foi inspiração para um quadro de humor da extinta TV Pirata, programa da TV Globo: o Casal Telejornal, que retratava a relação do chamado "casal 20" do jornalismo, já que trabalhavam sempre juntos.

Na atualidade, mora com a família no estado norte-americano da Flórida e desenvolve atividades profissionais na internet, nos sites "Conexão América" e "Direto da Redação", envolvida com TVs comunitárias locais.[4][5]

Referências

  1. Feitosa, Matheus (5 de outubro de 2020). «Por onde andam? Os baianos que 'sumiram' da televisão». TV Prime. Consultado em 20 de novembro de 2020 
  2. «JORNAL DA GLOBO - 1979/NO AR». Memória Globo. Consultado em 22 de março de 2012. Arquivado do original em 25 de janeiro de 2009 
  3. Pinheiro, Daniela (Agosto de 2002). «Juntos, 24 horas por dia». Veja Mulher. Consultado em 19 de março de 2012. Arquivado do original em 4 de março de 2014 
  4. Siedschlag, Lele (13 de maio de 2009). «Por onde andam Leila Cordeiro e Eliakim Araújo? Neon sabe!». Vírgula – Uol.com. Arquivado do original em 15 de junho de 2010 
  5. Miguel Arcanjo Prado (4 de maio de 2010). «"Não vou desistir de voltar à TV", diz Leila Cordeiro». R7. Consultado em 19 de março de 2012. Arquivado do original em 7 de abril de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.