Leila Hatami

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Leila Hatami (em persa: لیلا حاتمی; Leylā Hātamī; nascida a 1 de outubro de 1972) é uma actriz e directora iraniana. É conhecida pelo seu trabalho no cinema iraniano, incluindo a sua actuação na vencedora dos prémios da Academia de cinema Separação, pela qual ganhou o Prémio Urso de Prata à Melhor Actriz no Festival de Cinema de Berlim.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Leila Hatami nasceu em Teerão em 1972. É filha do director Ali Hatami e da actriz Zari Khoshkam. Está casada com o actor Ali Mosaffa. Durante a sua infância apareceu em vários filmes do seu pai incluindo as séries de televisão Hezar dastan (1978), o biopic Kamalolmolk (1984), e o filme Del Shodegan (1992), onde interpretou o papel de uma princesa turca cega.[3]

Após terminar os seus estudos, mudou-se para Lausanne, na Suíça, para estudar engenharia electrónica na École polytechnique fédérale de Lausanne. Passados dois anos mudou de orientação para estudar literatura francesa. Uma vez completados os seus estudos regressou ao Irão.[3]

Depois de uma pausa iniciou a sua carreira no cinema no ano 1998 com o filme Leila do director Dariush Mehrjui. Em 1997, recebeu o prémio de melhor actriz do Festival Internacional de Cinema de Fajr.[4]

Ela tem protagonizado dezenas de filmes, e muitas vezes tem ganhado a aclamação da crítica e galardões. Pela sua actuação em Istgah-e Matrouk (A Deserta Estação) de 2002, foi nomeada para o Prémio de Melhor Actriz no Festival Internacional de Cinema de Fayr e ganhou o prémio de Melhor Actriz no 26º Festival de Cinema do Mundo de Montreal.[5] Em 2005, apareceu no primeiro filme como director de seu marido Ali Mosaffa, Sima-ye Zani Dar Doordast (Retrato de uma dama longínqua).

Em 2011 participou no filme que ganhou entre outros prémios o Óscar ao melhor filme estrangeiro, Jodaeiye Nader az Simin (Nader e Simin, uma separação) de Asghar Farhadi, no qual encarnou o papel de Simin.[6]

Em 2012, recebeu a atenção internacional pelo seu papel no filme aclamado pela crítica do director Asghar Farhadi, Separação, que ganhou dezenas de prémios, incluindo o Prémio da Academia pelo Melhor Filme Estrangeiro.[7] A sua actuação valeu-lhe o aplauso da crítica e vários prémios, incluindo o Urso de Prata de Melhor Actriz no Festival de Cinema de Berlim.[8] IndieWire elogiou-a pela sua interpretação como uma das melhores actuações da século 21.[9]

Em abril de 2014, foi anunciada como membro do júri da concorrência principal no Festival de Cinema de Cannes 2014.[10] Enquanto encontrava-se ali, cumprimentou o Presidente de Cannes Gilles Jacob com um beijo na bochecha, que é uma forma de cumprimento na França.[11] O Adjunto do Ministro de Cultura Hossein Noushabadi lançou críticas por isto. Em maio de 2014, após receber um importante retrocesso pelo beijo no Irão, incluindo telefonemas para ser açoitada—Hatimi desculpou-se pelas suas acções numa carta.[12][13]

Hatami juntamente com os seus parceiros membros do júri no Festival de Cinema de Cannes 2014

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Terri Ginsberg; Chris Lippard (11 de marzo de 2010). Historical Dictionary of Middle Eastern Cinema. [S.l.: s.n.] pp. 175–. ISBN 978-0-8108-7364-3  Verifique data em: |data= (ajuda)
  2. (www.dw.com). «Gold and Silver Bears for Iranian film as Berlinale closes | Culture| Arts, music and lifestyle reporting from Germany | DW | 20.02.2011». DW.COM (em inglês) 
  3. a b Biografia de Leila Hatami em IMDb
  4. 15th Fajr Filme Festival Awards. Festival Internacional de Cinema de Fajr, Consultado o 25 de junho de 2006.
  5. «FFM : Awards». web.archive.org 
  6. Prêmios para Nader e Simin, uma separação em IMDb.
  7. «Iran's Leila Hatami among Best Actresses of 21st Century». IFPNews 
  8. (www.dw.com). «Gold and Silver Bears for Iranian film as Berlinale closes | Culture| Arts, music and lifestyle reporting from Germany | DW | 20.02.2011». DW.COM (em inglês) 
  9. «Iran's Leila Hatami among Best Actresses of 21st Century». IFP News (em inglês) 
  10. «The Jury of the 67th Festival de Cannes». Cannes. Consultado em 30 de dezembro de 2018. Arquivado do original em 7 de setembro de 2016 
  11. Cannes 2014: Irão Critica Leila Hatami para Besar o Festival de Cinema de Presidente. Ibtimes.co.reino unido (2014-05-19). Recuperado o 2015-10-16.
  12. «Iranian actress Leila Hatami apologises for kissing Cannes president on the cheek» (em inglês). ISSN 0307-1235 
  13. «Leila Hatami: Student group calls for Iranian actress to be flogged». The Independent (em inglês)