Leilah Moreno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Leilah Moreno
Leilah na loja da TIM do Shopping Eldorado em São Paulo para o lançamento do Iphone 6 em 2014.
Informação geral
Nome completo Leila Coelho Gonçalves
Nascimento 29 de janeiro de 1986 (35 anos)
Origem São José dos Campos, SP
País  Brasil
Nacionalidade brasileira
Gênero(s) Pop, R&B, hip hop, dance
Ocupação(ões) atriz, cantora, empresária e compositora
Instrumento(s) vocal
Modelos de instrumentos B
Período em atividade 2002—presente
Gravadora(s) Trama (2002—2003)
Warner (2003—2005)
Universal (2006—)
Afiliação(ões) Negra Li, Cindy, Quelynah, Altas Horas

Leilah Moreno, nome artístico de Leila Coelho Gonçalves (São José dos Campos, 29 de janeiro de 1986), é uma atriz, cantora, dançarina e compositora brasileira e teve 2 indicações ao Grammy Latino. Leilah também faz parte da banda do programa Altas Horas.[1][2]

Percurso[editar | editar código-fonte]

Leilah teve uma infância humilde no campo. Ela canta desde os 5 anos, e depois de participar em 2001 do quadro "Quem Sabe Canta, Quem não sabe dança" do Programa Raul Gil na Rede Record", mudou-se definitivamente para São Paulo.[3][4]

Abriu shows e eventos para artistas renomados como Chitãozinho & Xororó, Milton Nascimento, Daniela Mercury, Daniel, entre outros.

Fez temporada no musical "Missiones" na Argentina e foi reconhecida pela crítica como uma voz única.

Em 2002, gravou o CD Meus Segredos pela Warner Music (50 mil cópias vendidas) e também abriu o show da cantora internacional Gloria Gaynor no palco do Olympia em São Paulo. Participou da coletânea "Divas do Brasil" pela EMI de Portugal em 2003 e no mesmo ano foi reconhecida na Europa como uma das 30 melhores vozes do século. Lançou o CD CENSURADO, o clipe "Vem dançar", que transformou em hit nas pistas de dança de todo o país.[5]

Leilah foi contratada em 2005 pela Rede Globo para ser uma das vocalistas da banda "Altas Horas" do programa homônimo do apresentador Serginho Groisman, onde trabalhou durante seis anos até sair para investir na sua carreira de atriz.[6][7]

Em fevereiro de 2006, protagonizou como a personagem Barbarah na minissérie da Rede Globo e no, posterior, longa Antônia de Tata Amaral, produzido pela O2 Filmes de Fernando Meirelles ao lado de Cindy Mendes, Negra Li e Quelynah. No mesmo ano foi contratada para fazer parte do time da gravadora Universal Music do Brasil e lançou o CD V.I.P, emplacando mais um sucesso com a música "Levanta a Mão".

Em 2007, foi indicada ao Grammy Latino nas categorias Revelação do Ano, Álbum urbano do Ano (por VIP) e Canção urbana do Ano (por Levanta a Mão).[8]

Devido aos altos índices de audiência do seriado Antônia, o sucesso se desdobrou numa segunda temporada em outubro de 2007.

Em 2009, foi selecionada para o elenco do musical "Hairspray", de Miguel Falabella e teve que desistir da peça uma semana depois quando foi diagnosticada com leucemia.[9] O tratamento durou dois meses e Leilah não esteve doente por muito tempo.[4]

Em 2011, Leilah Moreno lançou a música "You're Not Here" em parceria com o produtor e DJ Allan Natal, com quem colabora desde 2010, com o convite do produtor para a releitura do clássico hit “Rhythm Is A Dancer”.[10][11]

Entre o final de 2011 e o começo de 2012, ela atuou na novela da Rede Globo, Aquele Beijo, como antagonista principal no papel da personagem Grace Kelly.[12][13]

Sua carreira musical entrou em pausa em 2019 para que ela pudesse gravar a série musical Sintonia, da Netflix, que conta a vida de três jovens de uma favela paulistana e suas relações com música, drogras e igrejas evangélicas.[14]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Ref
2005 América Nossa Senhora de Guadalupe
2006–07 Antônia Barbarah
2007 Sete Pecados Nalah
2011 Aquele Beijo Grace Kelly de Souza
2015 Psi Kate Episódio: "O Paciente Americano"
2019 Pico da Neblina Kelly
Sintonia MC Dondoka

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Ref
2006 Antônia Barbarah
2009 Quanto Dura o Amor? Michelle

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

  • 2002: Meus Segredos
  • 2003: Censurado
  • 2006: VIP
  • 2014: Alive EP Remix Versions

Singles[editar | editar código-fonte]

  • 2002: Não Tenho Hora Para Voltar #65
  • 2002: Quero Você
  • 2003: Vem Dançar #61
  • 2004: Desapareça
  • 2004: Se Rolar
  • 2005: Se Não For Com Você
  • 2006: Levanta a Mão (Jack Yor Body) #36
  • 2006: We'll Be Forever"
  • 2007: Rap Zone
  • 2007: Quanto Mais Eu Fujo
  • 2010: Rhythm Is a Dancer
  • 2011: You're Not Here
  • 2014: Alive

Turnês[editar | editar código-fonte]

Leilah Moreno realizou seus pokets shows abrindo shows de outros cantores, como Gloria Gaynor. Leilah fechou a primeira parte da turnê Rhythm Is A Dancer em 2010 com 150 apresentações.[15]

  • 2002-2003: Turnê dos Meus Segredos (Brasil e Portugal)
  • 2004-2005: Censurado Tour (Brasil)
  • 2006-2007: VIP (Brasil, Estados Unidos, Portugal, Suíça e Alemanha)
  • 2010-2011: Rhythm Is A Dancer (Brasil, México e Estados Unidos)
  • 2012: Black Diamond Tour
  • 2013-Atualmente: Neon 3D

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Verde, Do G1 Sul do Rio e Costa (16 de agosto de 2014). «Leilah Moreno é atração em Volta Redonda, no sul do Rio de Janeiro». Sul do Rio e Costa Verde. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  2. «Leilah Moreno». IMDb. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  3. «Ex-caloura do Programa Raul Gil assina com produtora e grava clipe em São Paulo». Terra. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  4. a b Passi, Clara (18 de junho de 2012). «Leilah Moreno: "Hoje, faço tudo o que eu quiser"». Revista Quem. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  5. «Preta Gil e Leilah Moreno | Diario de Cuiabá». Preta Gil e Leilah Moreno | Diario de Cuiabá. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  6. «Leilah Moreno se despede do 'Altas Horas' para entrar na novela de Miguel Falabella». Extra Online. 5 de agosto de 2011. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  7. «Leilah Moreno troca o». F5. 6 de agosto de 2011. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  8. «Leilah Moreno recebe três indicações ao Grammy Latino». ego.globo.com. Consultado em 17 de setembro de 2020 
  9. EGO, Do; Paulo, em São. «Jornal: Leilah Moreno relembra leucemia e comemora 'Aquele Beijo'». Ego. Consultado em 17 de setembro de 2020 
  10. You're Not Here - Radio Edit Version / Allan Natal feat. Leilah Moreno (em inglês), consultado em 22 de janeiro de 2021 
  11. You're Not Here (The Remixes) [feat. Leilah Moreno] por Allan Natal, consultado em 22 de janeiro de 2021 
  12. OFuxico. «Recuperada da leucemia, Leilah Moreno festeja sucesso em novela». www.ofuxico.com.br. Consultado em 17 de setembro de 2020 
  13. «Grace Kelly». Aquele Beijo. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  14. «Leilah Moreno dá pausa na carreira de cantora para gravar séries da Netflix e HBO». F5. 5 de março de 2019. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  15. «Sheron Menezzes e Leilah Moreno trocam de papéis em novela, diz jornal». ego.globo.com. Consultado em 17 de setembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Leilah Moreno