Leis Provinciais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A Antiga Lei da Gotalândia Oriental escrita em 1220 por Esquilo Magnusson

As Leis Provinciais (landskapslagar) suecas eram códigos de leis medievais usados em diversas províncias históricas – na altura, praticamente independentes e gozando de grande autonomia. Essas leis existiam em todos os países nórdicos. Inicialmente tinha a forma oral, sendo memorizadas e recitadas pelos homens de leis (lagsagomän). A pouco e pouco, foram aparecendo versões escritas particulares, até surgirem as versões escritas oficiais.[1]
Na Suécia, as diversas Leis Provinciais precederam e estiveram em vigor até à Lei Nacional de Magno IV de (1350). A lei provincial mais antiga é a versão antiga da Lei da Gotalândia Oriental (Äldre Västgötalagen).[2][3]

Leis dos Gotas

Leis dos Suíones

Leis dos dinamarqueses

  • Lei da Escânia (1202 - Vigente na Grande Escânia, então dinamarquesa, e abrangendo Escânia, Blecíngia, Halândia e Boríngia)
  • Lei da Gotlândia (1220 - Vigente na Gotlândia, então independente)

Referências

  1. Orrling, Karin (1995). «Landskapslagar». Vikingatidens ABC (em sueco). Estocolmo: Museu Histórico de Estocolmo. p. 160-161. 184 páginas. ISBN 91-7192-984-3 
  2. Göran Inger. «Landskapslag» (em sueco). Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 26 de fevereiro de 2016. 
  3. Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Landskapslagar». Bonniers uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag. p. 551. 1143 páginas. ISBN 91-0-011462-6 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]