Leis de Jim Crow

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estação de ônibus em Durham, Carolina do Norte, maio de 1940: a placa indica o local das pessoas de cor. À esquerda, um anúncio fala sobre Hitler.

As leis de Jim Crow (em inglês, Jim Crow laws) foram leis locais e estaduais, promulgadas nos Estados do sul dos Estados Unidos, que institucionalizaram a segregação racial, afetando afro-americanos, asiáticos e outros grupos étnicos. Vigoraram entre 1876 e 1965 . A "época Jim Crow" ou a "era Jim Crow" se refere ao tempo em que esta prática ocorria. As leis mais importantes exigiam que as escolas públicas e a maioria dos locais públicos (incluindo trens e ônibus) tivessem instalações separadas para brancos e negros. Estas Leis de Jim Crow eram distintas dos Black Codes (1800-1866), que restringiam as liberdades e direitos civis dos afro-americanos. A segregação escolar patrocinada pelo estado foi declarada inconstitucional pela Suprema Corte em 1954 no caso Brown v. Board of Education. Todas as outras leis de Jim Crow foram revogadas pelo Civil Rights Act de 1964.[1]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Capa da partitura de "Jump Jim Crow" (c. 1832)

A mais antiga referência conhecida à expressão Jim Crow law é encontrada 1892, no título de um artigo do New York Times sobre as leis eleitorais do Sul dos Estados Unidos.[2][3] A expressão "Jim Crow" provavelmente originou-se da canção "Jump Jim Crow", cantada e dançada pelo ator Thomas D. Rice, com maquiagem blackface, caricaturando os negros. A canção foi lançada em 1832 e era usada para satirizar as políticas populistas de Andrew Jackson. Em consequência da fama de Rice, "Jim Crow"tornou-se, em 1838, uma forma pejorativa de se referir aos negros. No fim do século XIX, quando as legislaturas sulistas aprovaram leis de segregação racial dirigidas contra os negros, essas leis ficaram conhecidas como Jim Crow laws ('leis Jim Crow').[2]

Referências

  1. National Park Service (: ). «Jim Crow Laws» (em inglês). Consultado em 12-10-2014. 
  2. a b Woodward, C. Vann and McFeely, William S. (2001), The Strange Career of Jim Crow. p. 7
  3. «Louisiana's 'Jim Crow' Law Valid». The New York Times (New York [s.n.]). December 21, 1892. ISSN 0362-4331. Consultado em February 6, 2011. «New Orleans, Dec 20. – The Supreme Court yesterday declared constitutional the law passed two years ago and known as the 'Jim Crow' law, making it compulsory on railroads to provide separate cars for blacks.» 

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • AYERS, Edward L. The Promise of the New South. Oxford University Press, 1992. (Uma história geral do Sul dos Estados Unidos em fins do século XIX)
  • BARNES, Catherine A. Journey from Jim Crow: The Desegregation of Southern Transit. Columbia University Press, 1983.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]