Lemense Futebol Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o antigo Sport Club Atibaia. Para o tradicional Lemense fundado em 1915, veja Esporte Clube Lemense.
Lemense
EC Lemense.png
Nome Lemense Futebol Clube
Alcunhas Azulão Querido
Onça Azul
Zulão
Mascote Onça
Fundação 12 de dezembro de 2005 (16 anos)
Estádio Bruno Lazzarini
Capacidade 7.018 pessoas
Patrocinador(a) Farma Silva
Material (d)esportivo Led Sports
Competição São Paulo Campeonato Paulista - Série A2
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual

Lemense Futebol Clube é um clube brasileiro de futebol oriundo da cidade de Atibaia, onde foi fundado em 12 de dezembro de 2005 com o nome de Sport Club Atibaia e suas cores eram o laranja e o branco. Porém no dia 29 de novembro de 2021, o clube mudou para a cidade de Leme, devido a problemas com o estádio e passou a ter o nome Lemense Futebol Clube e suas cores passaram a ser azul e branco, em referência ao antigo Esporte Clube Lemense.[1][2]

História[editar | editar código-fonte]

Fundação[editar | editar código-fonte]

Fundado no dia 12 de dezembro de 2005, o Sport Club Atibaia nasceu desacreditado, mas em pouco tempo foi ganhando a simpatia dos moradores da cidade. A agremiação tinha o objetivo de colocar o município de Atibaia novamente no cenário profissional do futebol paulista, já que o São João Futebol Clube virou clube social (São João Tênis Clube), o Boa Vista Futebol Clube está extinto e o Grêmio Esportivo Atibaiense está licenciado desde o início da década de 1990.

Estreia profissional[editar | editar código-fonte]

Com o intuito de aproveitar jogadores da própria cidade e da região, a equipe estreou em 2006, na quarta divisão do Paulistão, competição que não passou da primeira fase. Em conjunto com a equipe profissional, iniciou os trabalhos também com as categorias de base, disputando o Campeonato Paulista de Sub-15, Sub-17 e Sub-20. O melhor resultado obtido foi neste último, chegando às oitavas-de-final, quando foi eliminado pelo Lemense.

No ano de 2007, o clube novamente participou do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, mas desta vez com mais êxito, passando à terceira fase da competição e ficando muito próximo do acesso à Série A3. Suas três categorias de base também estiveram em atividade na temporada, mas tanto a Sub-15 quanto a Sub-17 foram eliminadas precocemente na primeira fase.

No ano de 2008, mais uma vez o acesso esteve perto de acontecer para a equipe da Região Bragantina, sendo eliminada na 2ª fase, isso ocorreu pelo fato da equipe ter priorizado a competição dos Jogos Regionais.

Em 2009, com o grande apoio vindo das arquibancadas, com grande numero de torcedores por jogo, e com a presença marcante da Guerreiros do Falcão, organizada que vem dando um verdadeiro show no apoio a equipe, esperou-se a chegada do tão esperado acesso, o que não ocorreu, mais uma vez, o Sport Club Atibaia não conseguiu, e foi eliminado na segunda fase.[3] Fala-se nos bastidores que a diretoria laranja não quis bancar os reforços trazidos pelo então treinador Paulo Rogério de Freitas, conhecido como Paulo Guaiamun.

No ano de 2010, o Falcão começou a preparação antes de todos, montou uma boa equipe, porém, com muitos jogadores acima da idade limite, criando um desconforto entre os que eram, e tinha que se revezar jogando, erro de planejamento ou não. Eduardo Clara, treinador nessa temporada, não foi perdoado pelos torcedores, que após o fiasco em casa, no qual só dependia de suas forças para passar de fase, saiu ao coro de 'Burro', a diretoria também não o perdeu, e o demitiu após o fiasco.

No ano de 2013, disputou pela primeira vez a Copa São Paulo de Futebol Júnior, sendo cidade-sede conseguiu uma boa campanha, chegando as oitavas de final, perdendo para o Cruzeiro, no ano de 2014, voltou a disputar a competição, mas desta vez, parando na primeira fase.

Acesso à A3[editar | editar código-fonte]

Ainda em 2014, disputou a Campeonato Paulista da Segunda Divisão e sagrou-se vice-campeão, conquistando o acesso à Série A3 para o ano seguinte.

O quase acesso consecutivo[editar | editar código-fonte]

Em 2015, novo êxito, conquistou o acesso à Série A2, porém, foi impedido pela FPF de disputar a competição devido à capacidade de seu estádio, o Salvador Russani, não suprir os requisitos para sediar os jogos. Já em 2016, uma nova gestão assumiu o clube com organização profissional supervisionada pela AMB SPORT.

O acesso à A2[editar | editar código-fonte]

Em 2018, após campanha memorável com 32 gols marcados (média de 2 gols por jogo) e garantindo o acesso com uma rodada de antecedência, o Falcão chegou na final contra o Portuguesa Santista. Não deu chances ao time santista e venceu o jogo por 2–1 no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Sagrando-se campeão do Paulista A3 de 2018, o seu primeiro título na história do clube.

Mudança de sede[editar | editar código-fonte]

Em 29 de novembro de 2021, após muita especulação, o presidente Alexandre Barbosa confirmou que o Sport Club Atibaia deixaria a cidade que leva o nome para se estabelecer no município de Leme, também no interior de São Paulo. [4]Como fundamento, o mandatário disse que pela ausência de estádio apto para mandar as competições da Federação Paulista de Futebol ficava insustentável a manutenção do clube na cidade, pois o dinheiro das vendas de jogadores - que deveria ser reinvestido no clube - estava sendo direcionado para o aluguel dos estádios Décio Vitta, em Americana, e Martins Pereira, em São José dos Campos.[5]

Em seu pronunciamento, Alexandre Barbosa confirmou que a equipe mudará seu nome e suas cores - para atender o regulamento da FPF. Ainda, foi mencionado que a cidade de Leme está ansiosa pela chegada do novo time de futebol, sendo, inclusive, prometido pela administração municipal a reforma do Estádio Bruno Lazzarini, o Brunão. A princípio, o clube seria fundido com o extinto Esporte Clube Lemense. Apesar dos pronunciamentos do presidente, o time não consta com o registro/CNPJ do EC Lemense, e sim do Sport Club Atibaia que agora passa a ser chamado de Lemense Futebol Clube, ou seja, não tendo nenhuma relação com o time extinto, exceto as cores e o escudo.[6][7] O clube realmente poderá se fundir com o Esporte Clube Lemense no futuro, já que ainda existe o processo de finalização de pendências do antigo clube.[8]

Mascote[editar | editar código-fonte]

A diretoria do então Atibaia escolheu para mascote do clube uma ave muito comum na região: o Falcão. Apesar da escolha ainda não ser definitiva, ela reflete os desejos, anseios e sonhos de toda uma comunidade. Assim como o Falcão, que voa alto e soberano, o desejo é de que o Atibaia esteja na busca constante de seus objetivos, ou seja: A ascensão à Série A1 do Futebol Paulista.[3] Após a mudança para Leme, o mascote escolhido foi a Onça, como parte de resgate da história deixada do Esporte Clube Lemense.

Estádio[editar | editar código-fonte]

O Sport Club Atibaia mandava seus jogos no Estádio Municipal Salvador Russani. Contudo, o estádio foi interditado pela Federação Paulista de Futebol por não comportar o número mínimo de seis mil pessoas exigido pela federação, além da necessidade de outras reformas pontuais. Em razão do veto, o clube manda seus jogos no Estádio Décio Vitta, na cidade de Americana.[9]

Em 2017, a Prefeitura Municipal de Atibaia abriu procedimento para receber estudos visando uma parceria público-privada para a construção de um novo estádio na cidade.[10] No entanto, antes do início das obras, o Ministério Público do Estado de São Paulo, através da 7ª Promotoria de Justiça de Atibaia, embargou a construção da nova arena esportiva, sob fundamento que a construção de um novo estádio não atendia ao interesse público[11].

Após a mudança para Leme, passou a mandar seus jogos no estádio Estádio Municipal Bruno Lazzarini.

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Evolução do Escudo do Lemense Futebol Clube
2005-2021 (Atibaia) 2021-Atual (Lemense)
SCAtibaia.png EC Lemense.png

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais
Competição Títulos Temporadas
Paulista Championship Trophy.png Campeonato Paulista – Série A3 1 2018
TOTAL
Competição Títulos Temporadas
EC Lemense.png Títulos oficiais 1 1 Estadual

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

DESTAQUES
Competição Resultados
São Paulo Campeonato Paulista – Segunda Divisão Vice-campeão (2014)

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Participações em 2022

Participações[editar | editar código-fonte]

Aumento Promovido à divisão superior
Baixa Rebaixado à divisão inferior
Inativo Licenciamento no ano seguinte
Competição Temporadas Melhor campanha Anos A Aumento R Baixa
São Paulo Campeonato Paulista - Série A2 4 4º colocado (2021) 2019-2022
Campeonato Paulista - Série A3 4 Campeão (2018) 2015-2018 Aumento 1
Campeonato Paulista - Segunda Divisão 9 Vice-campeão (2014) 2006-2014 Aumento 1
Copa Paulista 6 Semifinal (2018) 2017-2022

Últimas dez temporadas[editar | editar código-fonte]

Últimas dez temporadas do Lemense Futebol Clube
Brasil Nacionais Flag of the United Nations.svg Internacionais São Paulo Estaduais
Campeonato Brasileiro Copa do Brasil Continentais / Mundial Campeonato Paulista Copa Paulista
Ano Div. Pos. Pts J V E D GP GC Fase Máxima Competição Fase Máxima Div. Pos. Fase Máxima
2012 D Não classificado SD 30º
2013 D Não classificado SD
2014 D Não classificado SD
2015 D Não classificado A3
2016 D Não classificado A3
2017 D Não classificado A3 12º 1F
2018 D Não classificado A3 SF
2019 D Não classificado A2 2F
2020 D Não classificado A2 11º 2F
2021 D Não classificado A2 1F
2021 D Não classificado A2 1F
Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Eliminado nas semifinais
     Campeão e promovido à divisão superior
     Vice-campeão e/ou promovido à divisão superior
     Rebaixado à divisão inferior
     Classificado à fase de grupos da Copa Libertadores
     Classificado à fase preliminar da Copa Libertadores
     Classificado à Copa Sul-Americana
     Campeão do Campeonato do Interior

Jogadores Ilustres[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. O Curioso do Futebol (4 de dezembro de 2021). «SC Atibaia em Leme - Uniformes de treino podem ter escudo do antigo EC Lemense». Redação. Consultado em 10 de dezembro de 2021 
  2. O Curioso do Futebol (21 de dezembro de 2021). «Lemense finaliza trâmites para mudança de sede; saiba quanto o clube desembolsou». Redação. Consultado em 24 de dezembro de 2021 
  3. a b SCAtibaia - Federação Paulista de Futebol
  4. Seixas, Rodrigo (29 de novembro de 2021). «SC Atibaia deixa cidade e muda para Leme (SP)». Correio de Atibaia. Consultado em 1 de dezembro de 2021 
  5. Redação (29 de novembro de 2021). «SC Atibaia oficializa mudança para Leme e trocará de nome». Escanteio SP. Consultado em 1 de dezembro de 2021 
  6. «Lemense Futebol Clube». Federação Paulista de Futebol. 18 de janeiro de 2022. Consultado em 18 de janeiro de 2022 
  7. «Mudou o nome, já o escudo.... FPF oficializa novo nome do "Atibaia": agora é Lemense». Esporte Paulista. 18 de janeiro de 2022. Consultado em 18 de janeiro de 2022 
  8. Luiz Ademar (1 de dezembro de 2021). «Já pronto para trocar de nome, Atibaia muda sua sede para cidade de Leme visando a Série A2 do Paulista de 2022». Portal Thathi. Consultado em 19 de fevereiro de 2022 
  9. Estádio do Atibaia é vetado e clube manda jogos da A3 para Indaiatuba - Globoesporte
  10. Atibaia abre procedimento para receber estudos sobre construção de novo estádio - Globoesporte
  11. «MP pede anulação de acordo para construção de estádio em Atibaia». ge. Consultado em 19 de fevereiro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]