Lendas Amazônicas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Lendas Amazônicas redireciona para este artigo. Para lendas e mitos, veja Lendas do folclore brasileiro.
Lendas Amazônicas
 Brasil
1998 •  cor •  
Direção Moisés Magalhães
Ronaldo Passarinho
Roteiro Moisés Magalhães
Elenco Cacá Carvalho
Dira Paes
Walter Bandeira
Género Ficção
Idioma Português
Página no IMDb (em inglês)

Lendas Amazônicas é uma coletânea de filmes brasileiros de 1998 dirigido por Moisés Magalhães e Ronaldo Passarinho, com co-produção da GNT (canal da Globosat), baseado no livro Visagens e Assombrações de Belém de Walcyr Monteiro.[1][2]

É uma série de longa-metragens paraense que narra lendas e mitos muito famosos na região norte do Brasil, incluindo: "O Boto", "Matinta Pêrera", "A Cobra Grande" e "Belém, Mitos e Mistérios". A trilha sonora foi composta para o filme pelo violonista Sebastião Tapajós.[1]

Produzido em película 16 mm, foi indicado para o New York Film Festival, sendo exibido na Espanha e em Portugal. Em 1998, 'A Cobra Grande' participou do Festival de Vitória (ES). Em 1999, 'O Boto' foi exibido no Festival de Cannes, na França, integrante de um seleto grupo de cinco filmes escolhidos pela Globosat para representar o Brasil.[2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Filme 'Lendas Amazônicas' em cartaz no paredão das 11 Janelas». ORM Entretenimento. Organização Rômulo Maiorana - ORM. 25 de agosto de 2007. Consultado em 26 de agosto de 2016. 
  2. a b Ramiro Quaresma da Silva. (2015). "O site cinematecaparaense.org e a preservação virtual do patrimônio audiovisual". Belém Pará: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UFPA - PROPESP UFPA. Visitado em 26 de agosto de 2016.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.