Leo Abreu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde setembro de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Leonid de Sousa Abreu
20º Prefeito de Bandeira de cajazeiras.JPG Cajazeiras
Período 1º de janeiro de 2009
até 15 de maio de 2011[1]
Antecessor Carlos Antônio Araújo de Oliveira
Sucessor Carlos Rafael Medeiros de Souza
Dados pessoais
Nascimento 5 de fevereiro de 1975 (44 anos)
João Pessoa,  Paraíba
Progenitores Mãe: Fátima Abreu
Pai: Antônio Vituriano de Abreu
Cônjuge Jaqueline Braga
Partido PSB
Profissão Médico

Leonid de Sousa Abreu (João Pessoa, 5 de fevereiro de 1975),[2] comumente conhecido pelo pseudônimo Léo Abreu[3], é um médico e político brasileiro, filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Léo Abreu é primogênito do médico, ex-prefeito e deputado estadual Antônio Vituriano de Abreu e da odontóloga Fátima Abreu.[4] Em 2003 casou-se com Jaqueline Braga. No ano de 2013, Léo e um grupo de amigos lançaram o grupo musical "Usocupados".[5]

Política[editar | editar código-fonte]

Ingressou na política em 2004, como candidato a prefeito, entretanto não foi eleito, pelo Partido Progressista (PP), obtendo 13.312 sufrágios, sem êxito. Ele foi eleito prefeito de Cajazeiras em 2008, com 52% dos votos válidos, o que corresponde a 16.749 votos, contra 47% do adversário, Marinho, do DEM.

Renunciou ao cargo em 16 de maio de 2011,[1] fato até então inédito na história do município.[6]

Atualmente é investigado pela Polícia Federal na Operação Andaime.[7] Em 3 de março de 2017 o MPF denunciou Léo pelos crimes de organização criminosa, fraude à licitação, apropriação e desvio de dinheiro público.[8]

Referências

  1. a b Portal Paraiba 1. «PREFEITO DE CAJAZEIRAS, LÉO ABREU DESISTE DO MANDATO; VICE ASSUME». Consultado em 19 de maio de 2011 [ligação inativa]
  2. UOL eleições 2008. «Banco de dados de políticos do Brasil». Consultado em 13 de maio de 2009 
  3. Portal Progresso. «Léo Abreu renuncia mandato de prefeito e vice é empossado pela Câmara Municipal». Consultado em 19 de maio de 2011 
  4. Portal ClicRBS. «Antônio Vituriano de Abreu». Consultado em 16 de maio de 2011 
  5. Diário do Sertão. «Ex-prefeito de Cajazeiras lança grupo musical; Veja primeira apresentação da banda. Vídeo!». Consultado em 12 de dezembro de 2013. Arquivado do original em 13 de dezembro de 2013 
  6. Paraiba Hoje. «Léo Abreu surpreende e renuncia ao cargo de prefeito de Cajazeiras». Consultado em 19 de maio de 2011 
  7. Barbosa, Josusmar. «Operação Andaime: MPF denuncia três ex-prefeitos e empresários». Consultado em 24 de março de 2017 
  8. Ministério Público Federal. «Operação Andaime: MPF/PB denuncia três ex-prefeitos, além de empresários, engenheiros e servidores públicos». Consultado em 24 de março de 2017