Leon Max Lederman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Leon Max Lederman
Conhecido(a) por Quark Bottom
Nascimento 15 de julho de 1922 (94 anos)
Buffalo
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Alma mater City College of New York, Universidade Columbia
Prêmios Medalha Nacional de Ciências (1965), Medalha Elliott Cresson (1976)[1], Prêmio Wolf de Física (1982), Nobel prize medal.svg Nobel de Física (1988), Prêmio Enrico Fermi (1992), Prêmio Vannevar Bush (2013)
Instituições Fermilab
Campo(s) Física

Leon Max Lederman (Buffalo, 15 de julho de 1922) é um físico estadunidense.

Recebeu o Nobel de Física de 1988 - conjuntamente com Jack Steinberger e Melvin Schwartz - pelo método do feixe de neutrinos, descoberta do muon neutrino e demonstração dos leptons dobrados.

Leon Lederman vendeu o galardão para cobrir despesas de saúde[2].

Publicações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Laureates» (pdf) (em inglês). The Franklin Institute. Consultado em 1 de julho de 2015. Cópia arquivada em 1 de julho de 2015 
  2. NBC News. «Physicist Leon Lederman's Nobel Prize Medal Sells for $765,000». 29 de Maio de 2015. Consultado em 17 de Novembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Freeman Dyson, Gerardus 't Hooft e Victor Weisskopf
Prêmio Wolf de Física
1982
com Martin Lewis Perl
Sucedido por
Erwin Hahn, Peter Hirsch e Theodore Harold Maiman
Precedido por
Johannes Georg Bednorz e Karl Alexander Müller
Nobel de Física
1988
com Melvin Schwartz e Jack Steinberger
Sucedido por
Norman Foster Ramsey, Hans Georg Dehmelt e Wolfgang Paul


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.