Leonard Woolf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Leonard Sidney Woolf (25 de Novembro de 1880 – 14 de Agosto de 1969) foi um teórico político, autor e editor. É mais conhecido por ter sido o marido da escritora Virginia Woolf[1] .

Pablo Neruda, em sua obra autobiográfica "Confesso que Vivi", menciona que Leonardo Woolf escreveu "um dos melhores livros que jamais foram escritos sobre o Oriente: A village in the jungle, obra-prima da vida verdadeira e da literatura real, um pouco ou muito prejudicado pela fama da mulher de Woolf, nada menos que Virgínia Woolf, grande escritora subjetiva de renome universal." [2]

Referências

  1. Claire Messud. Leonard Woolf's quiet complexity 8/12/2006. Visitado em 24/04/2012.
  2. NERUDA, Pablo. Confesso que vivi. Difel Difusão Editorial S.A. 16.ed. Trad. de SAWARY, Olga. 1983. p. 93.
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.