Leonardo Gonçalves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Leonardo Gonçalves
Leonardo Gonçalves se apresentando na rádio Melodia, em abril de 2015.
Informação geral
Nome completo Hugo Leonardo Soares Gonçalves
Também conhecido(a) como Léo
Nascimento 7 de novembro de 1979 (36 anos)
Origem Palmares, Pernambuco
País  Brasil
Gênero(s) Música cristã contemporânea, pop, música popular brasileira
Instrumento(s) Vocal, viola da gamba
Extensão vocal Tenor
Período em atividade 1994–atualmente
Gravadora(s) Novo Tempo (2000–2010)
Sony Music Brasil (2010–atualmente)
Afiliação(ões) João Alexandre, Daniela Araújo, Oficina G3
Página oficial www.leonardogoncalves.com.br

Leonardo Gonçalves, nome pelo qual é conhecido Hugo Leonardo Soares Gonçalves (Palmares, 7 de novembro de 1979), é um cantor, compositor, produtor musical e arranjador brasileiro de música cristã contemporânea.

Faz parte de uma família de músicos ligados à Igreja Adventista do Sétimo Dia,[1] da qual é membro. Morou muitos anos no exterior, ainda na infância, passando por Estados Unidos, Inglaterra e Alemanha. Seu trabalho com a música iniciou-se quando era jovem, participando do Coral Jovem do IASP e do Tom de Vida. Fez parte do grupo Novo Tom, com o qual lançou o disco O Melhor Lugar do Mundo, em 2001. Depois, deixou a banda para seguir carreira solo.

Seu primeiro registro foi lançado em 2002, chamado Poemas e Canções pela gravadora Novo Tempo. Com este disco, o cantor se destacou pela música "Getsêmani". Cinco anos depois, produziu Viver e Cantar, com o qual foi indicado em várias categorias do Troféu Talento e iniciou a expansão de sua música para o grande público. Em 2010, após descobrir-se judeu, produziu Avinu Malkenu, gravado em hebraico e aramaico. Princípio e Fim, lançado em 2012 pela Sony Music Brasil, deu força à sua carreira musical, especialmente pelas músicas "Novo" e "Sublime" e foi aclamado pela crítica. Leonardo ainda gravou o ao vivo Princípio (2014), além de várias colaborações com outros artistas, singles e um EP como trilha sonora dos filmes evangélicos Você Acredita? e Ressurreição.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Leonardo Gonçalves nasceu em Pernambuco, na cidade de Palmares, em 1979. Com dois anos de idade, mudou-se do Brasil para a Alemanha, país onde morou até a adolescência. Segundo o músico, desde pequeno teve interesse por linguística, sendo formado em Letras na Universidade Estadual de Campinas. Sobre sua trajetória escolar, o músico disse, em entrevista a Veja: "Eu sempre fui o menino nerd da turma. Tirava boas notas e apanhava dos outros garotos na escola, pelo menos duas vezes na semana (risos). Vivia lendo e não tinha amigos. Era muito pequeno, estrangeiro... foi uma série de coisas que ajudou a definir quem eu sou, minha personalidade".[2]

Leonardo Gonçalves se casou em 2009 com a cantora e compositora Daniela Araújo. Os dois se conheceram na gravação do álbum Deus de Promessas Ao Vivo da banda Toque no Altar, quando os dois participavam de um coral no show.[3] Dentre o período em que se casaram, fizeram várias colaborações em conjunto. Acerca da personalidade de Daniela, ele disse: "Ela é extremamente competente em áreas em que tenho dificuldade e vice-versa. Infelizmente nem sempre podemos aproveitar o melhor um do outro, porque o meu trabalho me consome muito e o trabalho dela também consome muito a ela".[4] Em 2015, o casal se separou, gerando certa polêmica em notícias da imprensa. Leonardo, mais tarde, disse que "sou uma pessoa muito reservada, não falo da vida particular".[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira musical aos quinze anos, em 1994, participando do Coral Jovem do IASP (atual UNASP) e do conjunto vocal Tom de Vida. Permaneceu cantando em diversos grupos, como o Novo Tom (grupo reformulado a partir do Tom de Vida), Coral Universitário do UNASP e Coro Bach do Instituto de Artes da Unicamp[1] , onde se formou em Letras.

Em 2002 partiu para carreira solo, lançando então seu primeiro álbum, Poemas e Canções. A música "Getsêmani", presente neste álbum, foi utilizada na montagem de um videoclipe com cenas do filme A Paixão de Cristo, tendo sido em seguida televisionado e posteriormente divulgado pela Internet, fato que aumentou a projeção de seu trabalho.[1] O álbum, segundo o músico, vendeu mais de 70 mil cópias,[5] feito considerável no meio evangélico brasileiro, seu público-alvo.

Em 2007, cinco anos depois, lançou seu segundo álbum, Viver e Cantar (CD e DVD), trabalho que teve participação do grupo Communion como backing vocal na música "Ele Vive". Há também uma música ("Nachamu, Nachamu") cantada em hebraico.[6] O disco aumentou sua exposição fora do meio adventista, tendo se destacado com outras faixas, como "Moriá" e "Livre, Enfim". Em 2008 venceu o Troféu Talento, na categoria "Revelação Masculina".[7]

Fã confesso de João Alexandre, possui regravações de composições do cantor em seus dois trabalhos: "Coração", no álbum Poemas e Canções; e "Viver e Cantar", música tema do segundo álbum.[1] Mais tarde, João o chamou para participar do disco Do Outro Lado do Mar, lançado em 2009, cantando a música "Quem Diz a Verdade".[8] Realizou diversos duetos e participações especiais com outros cantores e grupos,[9] como Sérgio Saas, Oficina G3, Ton Carfi, Laura Morena, Alessandra Samadello, Paulo César Baruk, entre outros. Também se apresentou em um show juntamente com Ed Motta, em 2011.[4]

Em 2010, assinou contrato com a gravadora Sony Music Brasil, após dez anos na gravadora Novo Tempo. Em setembro daquele ano, foi lançado o terceiro álbum de Leonardo Gonçalves, intitulado Avinu Malkenu. A obra foi gravada totalmente em hebraico, após o cantor saber de sua ascendência judaica. Mais tarde, o músico disse sobre o disco: "A experiência foi incrível. Indizível, na verdade. O tanto que aprendi e continuo aprendendo a respeito do Novo Testamento, quanto mais eu mexo com a cultura judaica, não tem palavras".[4]

Desde 2011 Leonardo anunciara um disco inédito. O lançamento e gravação, no entanto, foram atrasadas diversas vezes, pela preocupação do cantor com a produção musical e arranjos. A obra foi finalmente lançada em abril de 2012, sendo o primeiro projeto do segmento evangélico a alcançar o topo dos lançamentos nacionais na plataforma digital iTunes.[10] Com um caráter mais pop, o trabalho também foi aclamado pela crítica por seu teor conceitual e pelos arranjos, especialmente o de cordas, gravado pela Orquestra Sinfônica de Praga. Em 2015, o Super Gospel colocou-o como o melhor álbum da década até o momento em que o texto foi publicado.[11] Leonardo produziu o clipe de "Novo", música de trabalho, em território europeu. O disco foi considerado o responsável por definitivamente solidificar a carreira do intérprete fora do segmento adventista e trazê-lo para o grande público.[12] [13] Também foi indicado ao Troféu Promessas.[14]

Em 2013, participou da gravação do álbum Histórias e Bicicletas (Reflexões, Encontros e Esperança), da banda Oficina G3. O músico coordenou as gravações e participou em um dueto na música "Lágrimas", mais tarde lançado em 2015 na edição em DVD, o filme Histórias e Bicicletas[15] [16] Mais tarde, Mauro Henrique, vocalista da banda, montou com Leonardo e o vocalista do Rosa de Saron, Guilherme de Sá, um novo projeto de shows, intitulado de Loop Session + Friends. O evento percorreu teatros do Brasil entre os anos de 2015 e 2016.[17]

Ainda em 2013, Leonardo produziu o seu primeiro projeto ao vivo, no Teatro Bradesco nos dias 10 e 11 de junho. Com direção de vídeo de Hugo Pessoa, foi gravado em São Paulo o álbum Princípio, com as participações especiais de Daniela Araújo e Duca Tambasco. A obra foi gravada sem orquestra, apenas com banda, por opção do artista.[18] Em 2016, o músico resolveu iniciar uma turnê com o mesmo formato e estilo do DVD.[19]

Em 2015, Leonardo Gonçalves fez parte da trilha sonora do filme Você Acredita?, lançando a versão em single "Acredito (We Believe)".[20] A canção destacou-se nas plataformas digitais, alcançando milhões de visualizações na plataforma VEVO.[13] Em 2016, o músico regravou as músicas "Getsêmani" e "Ele Vive" para o filme Ressurreição. As duas faixas também foram lançadas como single e em um EP chamado Ressurreição: Inspiracional.[21]

Em abril de 2016, Leonardo Gonçalves anunciou publicamente que estaria dando uma pausa na carreira para se dedicar a outros projetos. Anunciou o lançamento de um selo próprio com distribuição da Sony Music Brasil com o qual tratá artistas menores para o grande público e afirmou que, com isso, estará "passando o bastão".[19] [2] Mas antes do período sabático, o cantor fará uma turnê de despedida pelo Brasil chamada Princípio. Serão 20 shows no mesmo formato do DVD homônimo, em teatros e com a banda completa.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio
Álbuns ao vivo
EPs

Videografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Batista, Igor (17 de maio de 2005). «Entrevista: Leonardo Gonçalves». Super Gospel. Consultado em 3 de abril de 2016. 
  2. a b c Carneiro, Raquel (2 de abril de 2016). «Leonardo Gonçalves anuncia pausa na carreira - sem prazo para retorno». Veja. Consultado em 3 de abril de 2016. 
  3. Ramos, Rafael (junho de 2012). «Eles cantam e são românticos assumidos». Gospel no Divã. Consultado em 26 de janeiro de 2016. 
  4. a b c Souza, Tayse (14 de abril de 2014). «Entrevista: Leonardo Gonçalves». O Propagador. Consultado em 3 de abril de 2016. 
  5. «Entrevista com Leonardo Gonçalves». Gospel Inside. 31 de agosto de 2007. Consultado em 3 de abril de 2016. 
  6. Nunes, Paulo Higor; Menezes, Eduardo de (29 de agosto de 2007). «CD/DVD Viver e Cantar (Leonardo Gonçalves) - Análise». Super Gospel. Consultado em 3 de abril de 2016. 
  7. «Confira os vencedores do Troféu Talento 2008». Gospel+. 7 de abril de 2008. Consultado em 3 de abril de 2016. 
  8. «CD Do outro lado do mar (João Alexandre) - Análise». Super Gospel. 21 de janeiro de 2016. Consultado em 3 de abril de 2016. 
  9. «Lenilton regrava sucessos que fez pro Novo Som ao lado de grandes nomes do Gospel nacional». Super Gospel. Consultado em 15 de janeiro de 2013. 
  10. «Leonardo Gonçalves alcança primeiro lugar no iTunes». Gospel+. 11 de abril de 2012. Consultado em 12 de abril de 2012. 
  11. «25 melhores álbuns da década até agora». Super Gospel. 20 de dezembro de 2015. Consultado em 3 de abril de 2016. 
  12. "Gospel Brasil 50". Billboard Brasil (Brasil: bpp) (2): 86. Ago de 2012. ISSN 977-217605400-2
  13. a b «Os cinco anos do selo evangélico da Sony Music Brasil no olhar de Maurício Soares». Super Gospel. 29 de janeiro de 2016. Consultado em 3 de abril de 2016. 
  14. «Vote». Troféu Promessas. Arquivado desde o original em 30 de agosto de 2012. Consultado em 30 de agosto de 2012. 
  15. «Oficina G3 - discografia e obra». O Propagador. Consultado em 25 de janeiro de 2015. 
  16. «Oficina G3 lança o filme “Histórias e Bicicletas”; Assista ao trailer». Gospel+. Consultado em 1 de maio de 2015. 
  17. Figueiredo, Fabiana. «Vocalistas mostram novas roupagens de sucessos da música gospel, no AP». G1. Consultado em 3 de abril de 2016. 
  18. «Leonardo Gonçalves: "Se limitar é uma maneira de forçar criatividade"». Guia-me. Consultado em 20 de dezembro de 2014. 
  19. a b «Leonardo Gonçalves anuncia novidades e mudanças em sua carreira». Super Gospel. 1 de abril de 2016. Consultado em 3 de abril de 2016. 
  20. «Acredito (We Believe) - single de Leonardo Gonçalves». iTunes. Consultado em 18 de outubro de 2015. 
  21. «Ressurreição: Inspiracional (Leonardo Gonçalves) - Lançamento». Super Gospel. 4 de abril de 2016. Consultado em 4 de abril de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.