Leone (moeda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Leone
Dados
Código ISO 4217 SLL
Usado Serra Leoa
Inflação 11,1%
Sub-Unidade

1100: cent
Símbolo Le
Plural Leones
Moedas Le10, Le50, Le100, Le500
Notas Le1,000, Le2,000, Le5,000, Le10,000
Banco central Banco da Serra Leoa
https://www.bsl.gov.sl
Fabricante Não disponível

O leone (ISO 4217: SLL, abreviado como Le) é a unidade monetária oficial da República da Serra Leoa.

História[editar | editar código-fonte]

O leone foi introduzido em 1964, após o abandono da libra britânica da África Ocidental. Sendo assim, 1 libra esterlina equivalia a 2 leones e 1 leone equivalia a 10 xelins.[1]

Moedas[editar | editar código-fonte]

As primeiras moedas leone foram cunhadas em 1964 nos valores Le20, Le10, Le5, Le1 e Le0,05. O design e a composição foram fortemente influenciados pela moeda do estado colonial da África Ocidental Britânica. Estas primeiras moedas incluíam o retrato do primeiro presidente da Serra Leoa. Uma moeda de Le0,50 foi introduzida em 1972 e incluiu um design similar às primeiras moedas, mas incluiu um retrato do segundo presidente da Serra Leoa. Desde 1974, várias moedas, tanto comemorativas como não comemorativas, como por exemplo a moeda de Le1,00 introduzida em 1976 para comemorar a FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura), foram colocadas em circulação, coisa que ocorre principalmente pela constante mudança de governo no país.

As moedas de leone foram originalmente cunhadas em cuproníquel, porém atualmente são também cunhadas em bronze, níquel e aço.

Frente e verso da moeda de Le1.

A guerra civil na Serra Leoa, que durou de 1991 a 2002, causou um período de inflação desenfreada e colapso econômico total. Durante este período, as moedas mais antigas foram efetivamente desvalorizadas, o que levou à introdução de novas denominações de moedas. Em 1996, moedas de Le10, Le50 e Le100 foram introduzidas. Essas moedas eram feitas de aço niquelado e incluíam retratos e símbolos das figuras mais influentes da história política do país. A moeda de Le50 era octogonal (formato especial), enquanto as moedas de Le10 e Le100 eram redondas. Em 2004, após a guerra civil, uma moeda bimetálica de dez lados de Le500 foi introduzida para conter as desvalorizações das moedas de denominações mais baixas.[1]

Cédulas[editar | editar código-fonte]

Com a introdução de moedas decimais em 1964, uma nova série de notas foi introduzida pelo Banco da Serra Leoa. Originalmente chamado de shillings, o nome da unidade leone foi finalmente decidido. Depois de considerar (e subsequentemente rejeitar) vários novos designs, incluindo um design multicolorido particularmente designado pela mídia como "atraente", foram emitidas notas nas denominações de Le1, Le2 e Le5. Notas de Le0,50 foram introduzidas em 1979, seguidas por notas de Le10 em 1980 e notas de Le20 em 1982. Ao longo desse período, o valor da moeda foi fixo e permaneceu relativamente estável, apesar dos problemas econômicos inerentes no país.

Em 1988, 1991, 1993 e 2004 respectivamente, foram introduzidas notas de Le100, Le500, Le1,000 e Le5,000, Le2,000 e Le10,000.

A série original de notas (1964-1974) retratou na frente o famoso edifício Cottonwood Tree and Court no centro de Freetown. Os versos mostravam o Diamond Mining (nota de Le1), uma

cena de mercado de Village (Le2) e o Dockside em Freetown (Le5). As edições subsequentes (1974-1991) retrataram o então chefe de estado da época.[2][3]

Taxa de câmbio[editar | editar código-fonte]

Taxas de câmbio atuais
Google Finanças: USD EUR BRL AOA CVE MZN XOF
Ícone de esboço Este artigo sobre numismática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Hines, Sylvester. «Qual É A Moeda Da Serra Leoa?». Consultado em 5 de janeiro de 2021 
  2. Sierra Leone resized note family confirmed BanknoteNews.com. Retrieved 2012-03-12.
  3. http://www.xe.com/currencyconverter/convert/?Amount=20000&From=SLL&To=USD