Leozinho Nunes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Leozinho Nunes
Leozinho Nunes
Leozinho em 2022.
Informações pessoais
Data de nasc. 19 de janeiro de 1988
Local de nasc. Rio de Janeiro,  Brasil
Grito de guerra "Meu orgulho é [Nome da escola]! É o som do bem!"
Informações profissionais
Escola atual União do Parque Acari
Império da Uva
Academia Samba Puro
Escolas de samba
Anos Escolas
2012-2015
2012-2015
2016-2023
2018-2020
2018-2019
2022-
2024-
2024-
São Clemente (apoio)
Império da Praça Seca
São Clemente
Apoteose do Samba
Gaviões da Ferrô
Academia Samba Puro
União do Parque Acari
Império da Uva
Última atualização: quinta-feira, 22 de fevereiro de 2024

Leozinho Nunes (Rio de Janeiro, 19 de janeiro de 1988) é um compositor e intérprete de samba-enredo brasileiro. É conhecido por ter sido o cantor oficial da escola de samba São Clemente entre os carnavais de 2016 e 2023. Seus gritos de guerra são "Meu orgulho é..." [Nome da escola], e "É o som do bem".[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Leozinho Nunes começou a cantar em escolas de samba ainda adolescente. Por volta dos 16 anos, tornou-se cantor oficial da Petizes da Penha, em 2005. Em 2006, recebeu o Troféu Olhômetro, de melhor cantor das escolas mirins, tendo ficado na escola até 2007, num total de três carnavais.[1] Também passou pela Estrelinha da Mocidade, e após, por escolas de samba dos grupos inferiores do Carnaval do Rio de Janeiro, tais como Mocidade de Vicente de Carvalho, Mocidade de Inhaúma, Tradição, Unidos de Padre Miguel, Unidos da Tamandaré (Guaratinguetá/SP), e Renascer de Jacarepaguá.[1]

Como compositor, disputou eliminatórias de samba-enredo em diversas escolas, estando entre os compositores dos sambas campeões do Sereno de Campo Grande em 2010 ("Abracadabra - O circo Sereno chegou") e 2011 ("Sereno... a essência do carnaval"). Em 2012, tornou-se cantor oficial na Império da Praça Seca.[1] No mesmo ano, tornou-se cantor de apoio na São Clemente, auxiliando o intérprete principal, Igor Sorriso.[1] No ano de 2015 também foi vencedor da eliminatória de samba de enredo da São Clemente, sendo um dos compositores do samba oficial (“A incrível história do homem que só tinha medo da Matinta Pereira, da Tocandira e da Onça Pé de Boi”).[1]

Em 2016, com a ida de Igor Sorriso para a Unidos de Vila Isabel, Leozinho foi promovido a intérprete oficial da São Clemente. Naquele ano, por esta participação, recebeu o Prêmio Estrela do Carnaval, na categoria Revelação.[2] Em 2018 passou a cantar também em escolas de samba do Rio Grande do Sul, tais como a Apoteose do Samba (Uruguaiana), Gaviões da Ferrô (Cruz Alta) e Academia Samba Puro (Porto Alegre).[1]

Foi desligado da São Clemente em setembro de 2023, após 7 anos como intérprete oficial da escola.[3] No mês seguinte, acertou com a União do Parque Acari para ser um dos intérpretes oficiais da agremiação em sua estreia na Marquês de Sapucaí.

Premiações[editar | editar código-fonte]

  • Estrela do Carnaval
  1. 2016 - Revelação (como intérprete da São Clemente) [4]
  • Prêmio Elite do Samba
  1. 2013 - Melhor intérprete (Praça Seca) [5][6]
  • Prêmio SRzd
  1. 2023 - Melhor intérprete (São Clemente) [7]
  • Prêmio Ziriguidum
  1. 2015 - Melhor samba-enredo (Vila Kennedy - "Sassaricando por aí, a Vedete Escolheu Seu Paraíso: Piraí") [8]
  • Samba É Nosso
  1. 2015 - Melhor intérprete (Praça Seca) [9]
  • Troféu Jorge Lafond
  1. 2010 - Melhor samba-enredo (Sereno - "Abracadabra... O Circo Sereno Chegou!") [10]
  • Troféu Sambario
  1. 2010 - Melhor samba-enredo (Sereno - "Abracadabra... O Circo Sereno Chegou!") [11]
  • Troféu Vai Dar Samba
  1. 2018 - Revelação (como intérprete da São Clemente) [12]

Referências

  1. a b c d e f g Samba Rio Carnaval. «Leozinho Nunes». Consultado em 9 de junho de 2020 
  2. Rodney de Figueiredo. «9º Prêmio Estrela do Carnaval será realizado na Feijoada do Salgueiro». Carnaval Carioca. Consultado em 10 de junho de 2020 
  3. Rodney de Figueiredo. «São Clemente anuncia o desligamento do intérprete Leozinho Nunes». Carnaval Carioca. Consultado em 14 de outubro de 2023 
  4. «Estrela do Carnaval 2016». Site Carnavalesco. Consultado em 11 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 7 de agosto de 2016 
  5. Figueiredo, Rodney (10 de abril de 2013). «Prêmio Elite do Samba realiza sua quarta edição e anuncia novidades». Site Carnaval Carioca. Consultado em 27 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 27 de setembro de 2017 
  6. «Prêmio Elite do Samba 2013». Site Ritmo Carioca. Consultado em 27 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 27 de setembro de 2017 
  7. «Prêmio SRzd Carnaval 2023: Veja os vencedores da Série Ouro». SRzd.com. 19 de fevereiro de 2023. Consultado em 7 de abril de 2023. Cópia arquivada em 7 de abril de 2023 
  8. Figueiredo, Rodney (26 de fevereiro de 2015). «Prêmio Ziriguidum divulga a lista completa dos premiados da 2ª edição». Site Carnaval Carioca. Consultado em 27 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 27 de setembro de 2017 
  9. «Prêmio Samba É Nosso 2015». O Batuque. Consultado em 30 de abril de 2016. Arquivado do original em 30 de abril de 2016 
  10. «Troféu Jorge Lafond 2010». Site Academia do Samba. Consultado em 21 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 11 de julho de 2015 
  11. Maciel, Marco (19 de fevereiro de 2010). «Troféu Sambario 2010». Sambario. Consultado em 8 de setembro de 2021. Cópia arquivada em 18 de março de 2015 
  12. «Troféu Vai Dar Samba realiza sua primeira edição dia 31 de julho». Carnavalizados. 11 de julho de 2018. Cópia arquivada em 29 de agosto de 2023 

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Leozinho Nunes

Ligações externas[editar | editar código-fonte]