Gavião-de-pescoço-branco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Leptodon forbesi)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Como ler uma infocaixa de taxonomiaGavião-de-pescoço-branco
Taxocaixa sem imagem
Estado de conservação
Espécie em perigo crítico
Em perigo crítico (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Accipitriformes[1]

Falconiformes

Família: Accipitridae
Género: Leptodon
Espécie: L. forbesi
Nome binomial
Leptodon forbesi
Swann, 1922
Distribuição geográfica
Mapa de distribuição do gavião-de-pescoço-branco
Mapa de distribuição do gavião-de-pescoço-branco

O gavião-de-pescoço-branco (nome científico: Leptodon forbesi) é uma espécie de ave da família Accipitridae. A espécie foi considerada por muito tempo como uma variação do gavião-de-cabeça-cinza jovem, Leptodon cayanensis, até que Swann (1922) o descreveu como uma forma independente. Era conhecida originalmente pelo único espécime-tipo, coletado em 1880 e depositado na coleção do Museu de História Natural de Londres, Tring (BMNH), procedente de Pernambuco, no Brasil.

Posteriormente, um macho e uma fêmea adultos e uma fêmea subadulta foram coletados em Alagoas e depositados no Museu Nacional do Rio de Janeiro (Teixeira et al. 1987a,b, Ferguson-Lees e Christie 2001). Alguns autores consideram a possibilidade de ser apenas uma variação do L. cayanensis (Sick, 1997, Mallet-Rodrigues 2005) mas a espécie foi reconhecida pelo Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos (CBRO 2006) como um táxon independente.

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

Seu epíteto específico, forbesi, é uma homenagem ao zoólogo inglês William Alexander Forbes.

Descrição[editar | editar código-fonte]

A ave mede cerca de 50 cm de comprimento. O adulto tem uma cabeça cinzenta com um colarinho branco, dorso escuro e ventre claro. Seu rabo é cinza com penas pretas e pontas esbranquiçadas.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

A dieta desse gavião é variada, composta por larvas de insetos e insetos adultos como vespas, formigas, besouros e gafanhotos, além de ovos de aves e pequenos invertebrados, como moluscos e ainda pode capturar com agilidade insetos em voo e até cobras e pequenos lagartos.

Hábitos[editar | editar código-fonte]

Possui hábitos diurnos, permanecendo a maior parte do tempo próximo de do mar e em montanhas.

Distribuição Geográfica[editar | editar código-fonte]

O gavião-de-pescoço-branco é endêmico da região nordeste do Brasil, sendo encontrado apenas nos estados de Alagoas e Pernambuco.

Conservação[editar | editar código-fonte]

Este gavião pelo fato de ser endêmico e pela escassez de informações, sendo ele raro, está ameaçado de extinção constando na categoria "criticamente ameaçado" na lista da Birdlife International (2004). Na última lista de espécies em extinção do Ministério do Meio Ambiente (2003) este gavião não está incluso, pelo fato do táxon ser ainda questionável. A espécie corre risco iminente de extinção devido ao desmatamento maciço de seu habitat, a região costeira de Pernambuco e Alagoas. A população atual é estimada em 50 exemplares.

Referências

  1. «Raptors». IOC World Bird List (em inglês). Worldbirdnames.org. Consultado em 13 de Outubro de 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Gavião-de-pescoço-branco
Ícone de esboço Este artigo sobre Aves, integrado no Projeto Aves é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.