Les Chants de Maldoror

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Les Chants de Maldoror
Contos de Maldoror (PT)
Autor (es) Conde de Lautréamont
Idioma língua francesa
País  Bélgica  França
Género Epopeia fantástica
Editora Alebrt Lacroix
Lançamento 1869
Páginas 332
Edição portuguesa
Tradução Pedro Tamen
Editora Moraes
Lançamento 1969
Páginas 301

Les Chants de Maldoror (Os Cantos de Maldoror) é uma obra de poesia em prosa, composta de seis partes ("cantos"), escrita entre 1868 e 1869 pelo Conde de Lautréamont (pseudónimo de Isidore Ducasse, poeta francês de origem uruguaia) e publicada em 1869. É considerada uma das obras seminais da literatura fantástica, ainda que o seu universo estranho e mórbido seja de difícil classificação. O poema está dividido em sessenta secções de extensão irregular, designadas pelo autor como estrofes, distribuídas por seis cantos. O poema descreve cenas brutais, por vezes de violência extrema, em que os principais temas são a crueldade, a maldade, a cobardia e a estupidez humana.

Ao longo da narração das cenas horríveis que são descritas, o narrador vai antecipando questões, dirigindo-se explicitamente ao leitor (que aqui aparece mais ou menos identificado como sendo os destinatários do poema – ainda que por vezes se dirija especificamente a um leitor singular), explicando o que é dito, de forma algo paralela às observações feitas por Virgílio a Dante, ao longo da Divina Comédia, ainda que neste caso, o narrador tenha mais tendência a lembrar o leitor de que tais situações são fictícias, enquanto que Virgílio parecia, com a sua autoridade clássica, legitimar as ocorrências descritas por Dante. Ao longo do poema nota-se, aliás, como este narrador se vai distanciando daquilo que é contado, o que pode ser interpretado como uma evolução do próprio autor enquanto escritor. O poema está repleto de passagens que são frequentemente criticadas, como sendo absurdas ou de gosto duvidoso, além de partes que terão sido plagiadas de livros científicos.

O livro foi traduzido em Portugal por Pedro Tamen e editado pelas editoras Quasi, Fenda e Moraes. A ilustração portuguesa do texto foi efetuada por Luís Alves da Costa, em 1987, e editada pela Fundação Calouste Gulbenkian[1] , em 1992.

A banda portuguesa Mão Morta trabalhou em temas e encenação com a temática dos Cantos de Maldoror.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.