Les Deux Magots

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O Les Deux Magots (traduzido do francês, "As duas estatuetas chinesas") é um café situado no bairro de Saint-Germain-des-Prés, na cidade de Paris, França.[1] É famoso por ter sido frequentado ao longo de sua história por importantes intelectuais e artistas, como Paul Verlaine, Arthur Rimbaud, Stephane Mallarmé, Elsa Triolet, Louis Aragon, André Gide, Jean Giraudoux, Simone de Beauvoir, Jean-Paul Sartre, Ernest Hemingway, Albert Camus, Pablo Picasso, Fernand Léger, Prévert, James Joyce e Bertolt Brecht. Anualmente, é o local de entrega de importantes prémios artísticos, como o prémio literário Prix de Deux Magots; o prémio de literatura dedicada à música Prix Pélleas; e o prémio artístico Prix Saint-Germain. Atualmente, é um importante ponto turístico da cidade.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1812, uma loja de tecidos e novidades intitulada Les Deux Magots iniciou suas atividades no número 24 da rua de Buci, próximo do actual café. O nome era uma referência a uma peça teatral famosa na época intitulada Les Deux Magots de la Chine. A loja tinha escolhido esse nome devido ao facto de a maioria dos seus tecidos provir da China. Em 1873, a loja transferiu-se para o local actual do café, na praça Saint-Germain-des-Prés. Em 1884, a loja transformou-se num café. Desde 1933, o prémio literário Prix de Deux Magots, criado para ser uma alternativa ao conservador prêmio Goncourt, é entregue no café.[3]

As duas estatuetas chinesas que adornam o interior do café
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Les Deux Magots

Referências

  1. «Les Deux Magots, historical café in Paris». web.archive.org. 22 de março de 2013. Consultado em 17 de outubro de 2020 
  2. Les Deux Magots. Disponível em http://www.lesdeuxmagots.fr/en/ambiances.php#/histoire.php. Acesso em 29 de junho de 2015.
  3. Les Deux Magots. Disponível em http://www.lesdeuxmagots.fr/en/ambiances.php#/histoire.php. Acesso em 29 de junho de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]