Paraísos Artificiais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Les paradis artificiels)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Paraísos Artificiais (desambiguação).
Les Paradis Artificiels
Os Paraísos Artificiais (PT)
Os paraísos artificiais : O ópio e Poema do haxixe (BR)
Autor(es) Charles Baudelaire
País  França
Linha temporal 1860
Edição portuguesa
Tradução José Saramago
Editora Estampa
Lançamento 1971
Edição brasileira
Tradução Alexandre Ribondi, Vera Nóbrega e Lúcia Nagib
Editora L&PM
Lançamento 1982

Paraísos Artificiais (Les paradis artificiels no original) é um livro do poeta francês Charles Baudelaire publicado em 1860. Escrito em forma de artigo, o texto analisa o efeitos de três substâncias psicotrópicas, muito populares à época, quais sejam: o haxixe, o ópio e o vinho. Ao discorrer sobre o haxixe, o autor se baseia em suas próprias experiências, vivenciadas no ”Club des Hachichins“, círculo de artistas e intelectuais que se reunia no Hotel Pimodan, onde residia Charles Baudelaire. As sensações de alargamento dos sentidos provocadas por tais expedientes são descritas com a linguagem precisa e poética própria do autor. Os efeitos do ópio, por sua vez, são apresentados tendo como plano de fundo os escritos de Thomas De Quincey, “Confissões de um Comedor de Ópio”.[1] Os efeitos iniciais e os efeitos crônicos do uso do ópio são expostos de forma a ilustrar tanto as abstrações surreais advindas de tal higiene, quanto os reveses que se deflagram no organismo dos adictos. Por fim, o poeta faz uma ode ao vinho, descrevendo os agradáveis efeitos advindos de seu consumo moderado.

O livro inspirou o filme de drama brasileiro de mesmo nome, Paraísos Artificiais, de 2012, do diretor Marcos Prado. O diretor se pronunciou contando que sentiu que o título "se encaixava perfeitamente no filme, embora aborde outra época, meados do século XIX, e o consumo de outras drogas, vinho, ópio e haxixe".

Referências

  1. «Les Paradis artificiels». Litteratura.com. Consultado em 20 de abril de 2013. Arquivado do original em 20 de janeiro de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.