Letesenbet Gidey

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Letesenbet Gidey
Atletismo
Modalidade 5000 m, 10000 m, cross-country, meia-maratona
Nascimento 20 de março de 1998 (24 anos)
Endameskel, Etiópia
Nacionalidade Etiópia etíope
Recorde mundial 5 000 m – 14:06:62 (2020)
10 000 m – 29:01.01 (2021)
meia-maratona – 1:02:52 (2021)
Medalhas
Jogos Olímpicos
Bronze Tóquio 2020 10000 m
Campeonatos Mundiais
Prata Doha 2019 10000 m

Letesenbet Gidey (Endameskel, 20 de março de 1998) é uma fundista etíope, recordista mundial dos 5000 metros, dos 10 000 metros e da meia-maratona. Em 2021, é a primeira atleta em 28 anos a deter simultaneamente os recordes das maiores distâncias em pista do atletismo. [1]

Nascida numa família de camponeses numa vila na região de Tigré, Etiópia, na adolescência foi campeã nacional escolar nos 3000 metros com obstáculos.[2] Em 2014, com apenas 16 anos, foi terceira colocada no Campeonato de Atletismo da Etiópia, uma competição adulta, e em 2015 campeã mundial junior de cross-country individual e por equipes na China, repetindo o feito em 2017 em Kampala, Uganda.[3] Neste mesmo ano, com 19 anos, estreou num competição global adulta, participando da final dos 5 000 m no Campeonato Mundial de Londres 2017. Em 2019, já como atleta adulta, conquistou a medalha de bronze no Campeonato Mundial de Cross-Country e a medalha de prata nos 10 000 m do Campeonato Mundial de Atletismo em Doha, Qatar.[4] Em novembro do mesmo ano estabeleceu o melhor tempo do mundo dos 15 km em estrada, prova não-olímpica, em Nijmegen, na Holanda, quando também recebeu seu primeiro prêmio em dinheiro por um recorde, 50 000 euros.[5]

Em 2020, quebrou o recorde mundial dos 5000 metros com a marca de 14:06.6, durante uma competição no Estadi del Túria, em Valência, Espanha, recorde que há doze anos pertencia à sua compatriota Tirunesh Dibaba, multicampeã olímpica e mundial das provas atléticas femininas de fundo.[6] Em 2021, juntou a este recorde o dos 10 000 metros – 29:01.0 – conquistado em Hengelo, Holanda, na mesma pista onde apenas dois dias antes a holandesa Sifan Hassan havia marcado um novo recorde mundial para a prova, tornando-se a primeira atleta desde a norueguesa Ingrid Kristiansen em 1993 a possuir o recorde mundial das duas distâncias.[1]

Favorita ao ouro em Tóquio 2020 pela recorde mundial conseguido, Gidey ficou com a medalha de bronze nos 10 000 m, sendo derrotada por Sifan Hassan, de quem tinha tomado o recorde dois meses antes.[7] Em outubro de 2021, Gidey estabeleceu uma nova marca mundial para a meia-maratona feminina na Meia-Maratona de Valência, na Espanha, com o tempo de 1:02:52, mais de um minuto inferior à marca anterior, tornando-se a primeira mulher a correr a distância num ritmo abaixo de 3 min/km.[8] Foi o segundo recorde mundial da etíope conquistado na mesma cidade espanhola em menos de dois anos.

Referências

  1. a b «Gidey breaks 10,000m world record in Hengelo». World Athletics. Consultado em 9 julho 2021 
  2. «Letesenbet Gidey – from reluctant runner to global champion». World Athletics. Consultado em 9 julho 2021 
  3. «Gidey cruises to second straight U20 women's title – IAAF World Cross Country Championships Kampala 2017». World Athletics. Consultado em 9 julho 2021 
  4. «10,000 Metres Women - Final» (PDF). IAAF. Consultado em 9 julho 2021 
  5. «Letesenbet Gidey breaks 15K world record». Canadian Running. Consultado em 9 julho 2021 
  6. Taylor Dutch. «Letesenbet Gidey Breaks the 5,000-Meter World Record on a Historic Night in Spain». Runners World. Consultado em 9 julho 2021 
  7. «History-maker Hassan completes distance double in Tokyoautor=Jess Whittington». World Athletics. Consultado em 7 agosto 2021 
  8. Iúri Totti. «Letesenbet Gidey é recordista mundial na meia maratona». Lance. Consultado em 2 novembro 2021