Levitação acústica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Levitação acústica é um método para suspender matéria, em determinado meio, através da aplicação de pressão de radiação acústica de intensas ondas de som no ambiente em questão. Levitação acústica é possível devido aos efeitos não lineares das ondas sonoras intensas.[1]

Alguns métodos podem levitar objetos com sons inaudíveis ao ouvido humano, como o demonstrado no Otsuka Lab.[2] Há muitas maneiras de criar esse efeito, como utilizar uma onde por debaixo do objeto e refleti-la de volta para a onda, através do emprego de um tanque de vidro acrílico para criar um campo acústico de grandes dimensões.

Levitação acústica é geralmente usada em processamento sem contêiner, que ganha cada vez mais importância devido ao pequeno tamanho e pouca resistência dos microchips, e de coisas assemelhadas nos diversos ramos da indústria tecnológica. Processamento sem contêiner também é usado em aplicações que demandam materiais de um alto grau de pureza, ou reações químicas que tende acontecer rigorosamente em um espaço delimitado. Esse método é de controle mais complexo do que outros que empregam esse tipo de processamento, como a levitação eletromagnética, porém com a vantagem de conduzir materiais não condutores

Em 2013, a levitação acústica progrediu do estágio "sem movimento" para o nível em que se pode controlar o movimento de objetos pairando, uma habilidade muito útil nas indústrias eletrônica e farmacêutica.[3] Um protótipo de uma matriz quadrado de emissores acústicos, similar a um tabuleiro de xadrez, é capaz de mover objetos de um quadrado para outro, através da lenta diminuição da intensidade sonora emitida de um quadrado, enquanto aumentava a intensidade sonora do outro.[3]

Não há limite teórico conhecido para o que a levitação acústica pode levantar, desde que se forneça uma quantidade de som vibratório proporcional, mas a tecnologia atual é capaz de erguer apenas alguns quilogramas.[4] Levitadores acústicos tem suas maiores aplicações voltadas à indústria e para pesquisadores de efeitos antigravidade, como a NASA.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Som não linear e levitação acústica». Consultado em 1 de julho de 2008. Cópia arquivada em 18 de maio de 2008  (em inglês)
  2. «Levitação ultrassônica». Consultado em 15 de novembro de 2006. Cópia arquivada em 4 de novembro de 2006  (em inglês)
  3. a b Kim, Meeri (15 de julho de 2013). «Ondas sonoras que podem ser usadas para levitar e mover objetos». The Washington Post. Cópia arquivada em 16 de julho de 2013  Kim's article cites Foresti, Daniele; et al. (10 de julho de 2013--date based on URL). «Transporte sem contato acústico-forético e manuseamento da matéria em pleno ar (Resumo)». Proceedings of the National Academy of Sciences. Cópia arquivada em 16 de julho de 2013  Verifique data em: |data= (ajuda) (em inglês)
  4. «Fenômeno, teoria e aplicações da levitação acústica de campo próximo» (PDF). Cópia arquivada (PDF) em 16 de janeiro de 2005  (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Todos em inglês