Li Zhanshu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Este é um nome chinês; o nome de família é Li (栗).
Li Zhanshu
栗战书
Li Zhanshu
10º Presidente do Comitê Permanente do Congresso Nacional do Povo China
Período 17 de março de 2018

a atualidade

Secretário-Geral Xi Jinping
Antecessor Zhang Dejiang
Diretor do Gabinete Geral do do Partido Comunista da China
Período 31 de agosto de 2012 a

15 de novembro de 2017

Secretário-Geral Xi Jinping
Antecessor Ling Jihua
Sucessor Ding Xuexiang
Secretário do Partido Comunista da China de Guizhou
Período agosto de 2010 a

julho de 2012

Governador Zhao Kezhi
Antecessor Shi Zongyuan
Sucessor Zhao Kezhi
Governador de Heilongjiang
Período dezembro de 2007 a

agosto de 2010

Antecessor Zhang Zuoji
Sucessor Wang Xiankui
Dados pessoais
Nascimento 30 de agosto de 1950 (70 anos)
Pingshan, Hebei, China
Nacionalidade Chinês
Alma mater Hebei Normal University
Harbin Institute of Technology
Partido Partido Comunista da China
Li Zhanshu

Li Zhanshu (Chinese characters).svg

"Li Zhanshu" em chinês simplificado (cima) e chinês tradicional (baixo)
Chinês tradicional: 栗戰書
Chinês simplificado: 栗战书

Li Zhanshu (chinês: 栗战书, pinyin: Lì Zhànshū; 30 de agosto de 1950) é um político chinês, ocupando atualmente o cargo de presidente do Comitê Permanente do Congresso Nacional do Povo, principal órgão legislativo da República Popular da China. É também membro do Comitê Permanente do Politburo do Partido Comunista da China, órgão máximo de decisões do país.[1] Li começou sua carreira política nas regiões rurais de sua província nativa, Hebei, e foi metodicamente subindo na hierarquia do partido, assumindo as posições de secretário do Partido Comunista de Xi'an, governador da província de Heilongjiang, e secretário do Partido na província de Guizhou. Em 2012, foi transferido para tornar-se chefe do Gabinete Geral do Partido Comunista da China. Após o 18º Congresso do Partido, Li tornou-se um dos principais assessores do secretário-geral do Partido, Xi Jinping.

Início de Carreira[editar | editar código-fonte]

Li nasceu no Condado de Pingshan, Hebei, em 1950.[2] Tornou-se membro do Partido Comunista da China em 1975.[2] Começou sua carreira como um funcionário comum na capital de sua província natal, Shijiazhuang, trabalhando como um trabalhador de escritório para o Bureau Comercial de Shijiazhuang e para o Comitê Partidário em Shijiazhuang. Em 1980, Li estudou na Universidade Normal de Hebei, e após se graduar foi promovido a secretário do Partido do Condado de Wuji (mais ou menos no mesmo período, o chefe do partido do Condado de Zhengding era Xi Jinping, atual secretário-geral do Partido Comunista da China).

Na década seguinte, Li foi progressivamente crescendo em importância na província, chegando aos postos de vice-chefe de Partido e comissário da prefeitura de Shijiazhuang (não se equivale a prefeito), líder da Liga da Juventude Comunista da província, comissário da prefeitura de Chengde, membro do Comitê Permanente do Partido de Hebei e secretário-geral do Comitê do Partido de Hebei.

Liderança regional[editar | editar código-fonte]

Em 1998, Li foi transferido para a Xianxim para servir no conselho de liderança do partido e tornar-se o líder do Departamento Organizacional da província. Em janeiro de 2002, Li foi nomeado secretário do Partido de Xi'an. Em maio, assumiu simultaneamente o papel de vice-chefe do partido da província de Xianxim. Durante seu mandato em Xi'an, Li ficou conhecido por ter estabelecido a meta de Xi'an se tornar a "melhor cidade do interior do oeste".

Em dezembro de 2003, Li foi nomeado vice-secretário do Partido de Heilongjiang, e assumiu o cargo de vice-governador cerca de um anos depois.[2] Nesse período, observadores externos classificaram Li como um membro da Tuanpai, uma "facção" extraoficial de oficiais com formação e forte relações com a Liga da Juventude Comunista da China. Em 25 de dezembro 2007, o então governador Zhang Zuoji renunciou, assim Li assumiu essa posição em janeiro de 2008.[3] Em agosto de 2010, Li foi nomeado secretário do Partido da província de Guizhou, assumindo seu primeiro papel no topo de uma província. Nesse mesmo período, Li ainda não era um membro integral do Comitê Central; sendo considerado muito raro alguém ocupar o cargo de chefe provincial do partido sem um assento no Comitê Central.[2]

Gabinete Geral[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2012, Li foi transferido para Pequim para servir como vice-diretor executivo do Gabinete Geral do Partido Comunista da China, sendo preparado para substituir Ling Jihua. Ele assumiu o gabinete como diretor do Gabinete Geral dois meses depois.[4] Três meses depois, Li foi também nomeado secretário do Comitê de Trabalho para Órgãos Diretamente Relatando ao Comitê Central (中直工委书记).[5] Considerado uma "estrela em ascensão", Li foi eleito para o Politburo do Partido Comunista da China no 18º Congresso do Partido realizado em novembro de 2012, o que era considerado incomum para um chefe do Gabinete Geral (Ling Jihua, por exemplo, não era membro do Politburo), sinalizando que Li teria influência significativa sob a administração de Xi Jinping. Adicionalmente, como era de costume do chefe do gabinete geral, Li foi também nomeado secretário do Secretariado Central.[5] Em 2013, Li foi também nomeado chefe do Gabinete Geral da recém-formada Comissão de Segurança Nacional.

Li desempenhou um papel importante na facilitação de uma relação robusta entre a China e a Rússia, e é o primeiro chefe de Gabinete Geral na China pós-Mao que tem um papel de importância nas relações externas. Por exemplo, em 2015 Li foi enviado como um "representando especial" de Xi Jinping para se reunir com Vladimir Putin em Moscou.[6] Durante a Parada do Dia da Vitória de 2015 em Moscou, Li foi um membro da delegação chinesa. Li também acompanhou o presidente Xi Jinping em diversas viagens estrangeiras, como sua ida aos Estados Unidos em 2015.[7]

Li, visto como um dos membros mais influentes do círculo íntimo de Xi Jinping, era considerado um candidato "azarão" para o 19º Comitê Permanente do Politburo, o principal órgão decisório da China que assumiu o cargo em 2017.

Li foi um membro suplente do 16º e 17º Comitês Centrais do Partido Comunista da China e um membro integral do 18º Comitê Central.

Comitê Permanente[editar | editar código-fonte]

Li foi escolhido como membro do 19º Comitê Permanente do Politburo, principal órgão decisório da China , na 1ª Sessão Plenária do 19º Comitê Central do Partido Comunista da China em 25 de outubro de 2017.[8]

Em 17 de março 17 de 2018, Li foi eleito presidente do Comitê Permanente do Congresso Nacional do Povo.[9]

Em 8 de setembro de 2018, Li atuou como representante especial do secretário-geral Xi Jinping em uma visita à República Popular Democrática da Coreia para participar das celebrações do 70º aniversário de fundação do país.[10]

Família[editar | editar código-fonte]

O tio-avô de Li, Li Zaiwen (栗再温; 1908–1967), serviu como vice-governador da província de Shandong. A filha de Li, Li Qianxin (栗潜心), tem sido noticiada pela mídia chinesa como sendo bastante ativa em Hong Kong, e uma das vice-presidentes da Sociedade Hua Jing, uma organização de jovens que promove a cooperação China continental-Hong Kong.[11]

Referências

  1. «栗战书当选为十三届全国人大常委会委员长». Xinhua. 17 de março de 2018. Consultado em 17 de março de 2018 
  2. a b c d «Li Zhanshu». Consultado em 4 de abril de 2019 
  3. «栗战书履新黑龙江省代省长» (em chinês). Via Wayback Machine. Consultado em 10 de abril de 2019 
  4. Tang, Danlu. «Ling Jihua appointed head of United Front Work Department». Xinhua / via Wayback Machine. Consultado em 3 de setembro de 2012 
  5. a b «栗战书兼任中直工委书记 令计划不再兼任» (em chinês). Via Wayback Machine. Consultado em 4 de março de 2016 
  6. «Meeting with Director of General Office of Chinese Communist Party Li Zhanshu"». . Kremlin.ru. Consultado em 19 de março de 2015 
  7. «十九大常委人事大推测,天王卡位战激烈预热(图)» (em chinês). Sina. Consultado em 15 de julho de 2013 
  8. Wen; Blanchard, Philip; Ben. «China unveils new leadership line-up with no clear successor to Xi». Reuters. Consultado em 26 de outubro de 2017 
  9. «栗战书当选为十三届全国人大常委会委员长» (em chinês). Xinhua. Consultado em 17 de março de 2018 
  10. «习近平总书记特别代表栗战书将访问朝鲜» (em chinês). Xinhua. Consultado em 4 de setembro de 2018 
  11. «习近平爱将栗战书之女以红二代港人身份活跃香港(图)» (em chinês). Wenxuecity. Consultado em 10-09-2012.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)

Notas[editar | editar código-fonte]