Libertatia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Libertatia (também conhecida como Libertalia) foi supostamente uma colônia anárquica fundada no séc. XVII em Madagáscar por piratas, sobre a liderança do Capitão James Misson. Thomas Tew e um padre dominicano italiano de nome Caraccioli também podem ter sido envolvidos na sua fundação. Ainda se encontra em discussão se de facto Libertatia realmente existiu ou não. Foi descrita no livro A General History of the Pyrates de Capitão Charles Johnson, um indivíduo de outra maneira desconhecido, que pode ter sido um pseudónimo de Daniel Defoe.[1] Grande parte do livro é uma mistura de factos e ficção, sendo que é possível que Libertatia tenha sido inteiramente fabricada.[1]

De acordo com a descrição de Johnson, Libertatia durou 25 anos. A localização não é bem conhecida, no entanto, algumas fontes referem que se prolongava desde a baía de Antongil até Mananjary, incluindo a Ilha Sainte-Marie e Foulpointe.

Fabricada a partir da sua lenda, a cervejeira Skol lançou uma cerveja de nome 'Libertalia', cuja publicidade é largamente centrada na história da pirataria na ilha.[2]

Na cultura popular[editar | editar código-fonte]

Filmes[editar | editar código-fonte]

Jogos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Daniel Defoe, consultado em 8 de janeiro de 2008, cópia arquivada em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda) 🔗 
  2. «libertalia une nouvelle biere sur le marche». tananews.com. Consultado em 13 de julho de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]