Liceu Domingos Ramos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Liceu Domingos Ramos
LDR
Liceu Domingos Ramos, em março de 2016
Dados e estatísticas da escola
Localização Cabo Verde Cabo Verde
Endereço Praia
Data de abertura 15 de dezembro de 1860 (157 anos)
Tipo Escola pública de ensino secundário
Diretor(a) Elsa Soares[1]
Número de alunos 2.300[2]

O Liceu Domingos Ramos (LDR) é uma escola de ensino secundário da Praia, na ilha de Santiago, em Cabo Verde.

É um dos estabelecimentos de ensino mais tradicionais do país, responsável por formar grande parte da elite intelectual caboverdiana[3].

Histórico[editar | editar código-fonte]

O Liceu Domingos Ramos iniciou seu percurso ainda no século XIX, embora tenha ficado inativo por quase um século.

Século XIX[editar | editar código-fonte]

Tradicionalmente considera-se que a instituição que deu origem a este liceu tenha sido o Liceu Nacional da Província de Cabo Verde, criado pela Portaria nº 313-A, de 15 de Dezembro de 1860. Foi alojado no Edifício dos Paços do Concelho da Praia, tendo, porém, uma vida muito efêmera, funcionando somente por dois anos (1860 e 1861), fechando por falta de pagamento aos docentes[4].

Refundação[editar | editar código-fonte]

Em 22 de Junho de 1955, foi instalado na cidade da Praia, na sequência da visita do Presidente da República Francisco Craveiro Lopes, a Secção do Liceu Gil Eanes na Praia. Ficando temporariamente no prédio da Casa Serbam, atendia num primeiro momento, 219 alunos.

No dia 10 de dezembro de 1960[5], quase um século após sua criação oficial, a Secção da Praia foi elevada, passando a chamar-se Liceu Nacional da Praia[6]. Foi transferido novamente para seu prédio histórico, o Edifício dos Paços do Concelho da Praia, ficando ali até 1962[4].

Quando liceu ganhou seu prédio próprio, o "Edifício do Liceu da Praia", de autoria de Licínio Cruz e Oscar Niemeyer[7], a instituição passou a ser chamada de Liceu Adriano Moreira, por meio da portaria nº 6.429, de 8 de Setembro de 1962[8].

Pós-independência[editar | editar código-fonte]

Após Cabo Verde conquistar a independência de Portugal, o Ministério da Educação e Cultura ordenou, por meio de um despacho, de 24 de Abril de 1975, que o Liceu Nacional Adriano Moreira deveria designar-se Liceu Domingos Ramos, em homenagem a Domingos Ramos, herói do PAIGC natural da Guiné-Bissau, morto em 1966.[6]

Pessoas notáveis[editar | editar código-fonte]

Passaram pelo LDR figuras como[5]:

Referências

  1. Praia: Liceu Domingos Ramos feliz com resultados do segundo trimestre. Jornal A Semana. 16 de Abril de 2015
  2. Praia: Liceu Domingos Ramos comemora 55 anos. Jornal A Semana. 27 de Setembro de 2017
  3. Centenário do Liceu de S.Vicente: Colóquio e várias actividades para lembrar o seu legado para o país. Jornal A Semana. 22 de Março de 2017
  4. a b Edifício dos Paços do Concelho da Praia – onde foi instalado o Liceu Nacional da Província de Cabo Verde. Museu Virtual da Educação de Cabo Verde. 27 de Setembro de 2017
  5. a b "Memórias do Liceu da Praia" em livro. Jornal A Semana. 19 Dezembro 2013
  6. a b Brito-Semedo. 100 anos do Liceu em Cabo Verde. Esquina do Tempo. 16 de Junho de 2017
  7. Carvalho, Maria Adriana Sousa (org.). Memórias do Liceu da Praia. Edições Uni-CV. Cidade da Praia. 2013
  8. Edifício do Liceu da Praia. Museu Virtual da Educação de Cabo Verde. 27 de Setembro de 2017
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Liceu Domingos Ramos