Liceu Domingos Ramos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Liceu Domingos Ramos
LDR
Liceu Domingos Ramos, em março de 2016
Informação
Localização Cabo Verde Cabo Verde
Endereço Praia
Tipo de instituição Escola pública de ensino secundário
Abertura 15 de dezembro de 1860 (157 anos)
Diretor(a) Elsa Soares[1]
Número de estudantes 2.300[2]

O Liceu Domingos Ramos (LDR) é uma escola de ensino secundário da Praia, na ilha de Santiago, em Cabo Verde.

É um dos estabelecimentos de ensino mais tradicionais do país, responsável por formar grande parte da elite intelectual caboverdiana[3].

Histórico[editar | editar código-fonte]

O Liceu Domingos Ramos iniciou seu percurso ainda no século XIX, embora tenha ficado inativo por quase um século.

Século XIX[editar | editar código-fonte]

Tradicionalmente considera-se que a instituição que deu origem a este liceu tenha sido o Liceu Nacional da Província de Cabo Verde, criado pela Portaria nº 313-A, de 15 de Dezembro de 1860. Foi alojado no Edifício dos Paços do Concelho da Praia, tendo, porém, uma vida muito efêmera, funcionando somente por dois anos (1860 e 1861), fechando por falta de pagamento aos docentes[4].

Refundação[editar | editar código-fonte]

Em 22 de Junho de 1955, foi instalado na cidade da Praia, na sequência da visita do Presidente da República Francisco Craveiro Lopes, a Secção do Liceu Gil Eanes na Praia. Ficando temporariamente no prédio da Casa Serbam, atendia num primeiro momento, 219 alunos.

No dia 10 de dezembro de 1960[5], quase um século após sua criação oficial, a Secção da Praia foi elevada, passando a chamar-se Liceu Nacional da Praia[6]. Foi transferido novamente para seu prédio histórico, o Edifício dos Paços do Concelho da Praia, ficando ali até 1962[4].

Quando liceu ganhou seu prédio próprio, o "Edifício do Liceu da Praia", de autoria de Luís Mello e Tito Esteves[7], a instituição passou a ser chamada de Liceu Adriano Moreira, por meio da portaria nº 6.429, de 8 de Setembro de 1962[8].

Pós-independência[editar | editar código-fonte]

Após Cabo Verde conquistar a independência de Portugal, o Ministério da Educação e Cultura ordenou, por meio de um despacho, de 24 de Abril de 1975, que o Liceu Nacional Adriano Moreira deveria designar-se Liceu Domingos Ramos, em homenagem a Domingos Ramos, herói do PAIGC natural da Guiné-Bissau, morto em 1966.[6]

Pessoas notáveis[editar | editar código-fonte]

Passaram pelo LDR figuras como[5]:

Referências

  1. Praia: Liceu Domingos Ramos feliz com resultados do segundo trimestre. Jornal A Semana. 16 de Abril de 2015
  2. Praia: Liceu Domingos Ramos comemora 55 anos. Jornal A Semana. 27 de Setembro de 2017
  3. Centenário do Liceu de S.Vicente: Colóquio e várias actividades para lembrar o seu legado para o país. Jornal A Semana. 22 de Março de 2017
  4. a b Edifício dos Paços do Concelho da Praia – onde foi instalado o Liceu Nacional da Província de Cabo Verde. Museu Virtual da Educação de Cabo Verde. 27 de Setembro de 2017
  5. a b "Memórias do Liceu da Praia" em livro Arquivado em 28 de setembro de 2017, no Wayback Machine.. Jornal A Semana. 19 Dezembro 2013
  6. a b Brito-Semedo. 100 anos do Liceu em Cabo Verde. Esquina do Tempo. 16 de Junho de 2017
  7. Carvalho, Maria Adriana Sousa (org.). Memórias do Liceu da Praia. Edições Uni-CV. Cidade da Praia. 2013
  8. Edifício do Liceu da Praia. Museu Virtual da Educação de Cabo Verde. 27 de Setembro de 2017
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Liceu Domingos Ramos