Lichina confinis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaLichina confinis
Taxocaixa sem imagem
Classificação científica
Reino: Fungi
Divisão: Ascomycota
Subdivisão: Pezizomycotina
Classe: Lichinomycetes
Ordem: Lichinales
Família: Lichinaceae
Género: Lichina
Nome binomial
L. confinis
(O.F.Müller) C.Agardh

Lichina confinis (O.F.Müller) C.Agardh é uma espécie de fungo pertencente ao género Lichina[1] que forma líquenes sobre as rochas situadas imediatamente acima da zona de rebentação das ondas do mar. Forma extensas bandas escuras, viscosas quando molhadas.

Descrição[editar | editar código-fonte]

A espécie surge em geral sob a forma de fungo liquenizado, perene, de talo verde-escura a cinzento, com até 5 mm de comprimento total e 0,3 mm de espessura, muito ramificado e de secção circular, gelatinoso quando húmido. Os apotécios surgem embebidas no ápice dos talos.

Os talos crescem em geral emaranhados, formando pequenos tufos que formam bandas descontínuas sobre as rochas situadas imediatamente acima do nível da preia-mar. É mais frequente em rochas expostas a forte hidrodinamismo e insolação.[2]

O líquen é comum nas áreas de litoral rochoso do Atlântico Nordeste, sendo dominante em extensas áreas do litoral dos Açores.

Notas

  1. L. confinis no WoRMS.
  2. Ana I. Neto, Ian Titley, Pedro M. Raposeiro, Flora Marinha do Litoral dos Açores. Horta: Secretaria Regional do Ambiente e do Mar, 2005 (ISBN 972-99884-0-4).