Lidiane Leite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lidiane Leite
Lidiane Leite toma posse como prefeita de Bom Jardim
Prefeita de Bom Jardim
Período 1 de janeiro de 2013
a 27 de agosto de 2015
Dados pessoais
Nascimento 09 de junho de 1990 (28 anos)
Bom Jardim  Maranhão
 Brasil
Nacionalidade  Brasileira
Religião Cristã
Ocupação Política, Estudante

Lidiane Leite da Silva (Bom Jardim, 9 de junho de 1990)[1], ou simplesmente Lidiane Leite, ou ainda Lidiane Rocha, é uma política brasileira. É ex-prefeita do município de Bom Jardim (Maranhão), que ficou nacionalmente e internacionalmente conhecida como prefeita ostentação por abusar de fotos de luxo nas redes sociais e por ser acusada de desvio da verba da merenda escolar.

Biografia[editar | editar código-fonte]

De vida humilde, Lidiane Leite vendia leite na porta da casa da mãe na pequena e pacata cidade de Bom Jardim, do estado do Maranhão, município de um pouco mais de quarenta mil habitantes. Nesta mesma cidade em que nasceu e cresceu, estudou até o ensino fundamental. Aproveitando-se de sua simpatia e boa aparência para atrair a freguesia, acabou chamando a atenção de Humberto Dantas dos Santos, o Beto Rocha, fazendeiro de Lagarto (SE). Mais tarde os dois iniciariam um namoro que mudou os ramos da vida daquela jovem mulher.[2]

Carreira Política[editar | editar código-fonte]

Ingressou na política nas eleições municipais do ano de 2012, para o cargo de prefeita de Bom Jardim. Isto por conta da Lei da Ficha Limpa, que impediu o então namorado e candidato Humberto Dantas dos Santos, ou Beto Rocha, a concorrer às eleições do executivo.[3]

Beto então renunciou e lançou a candidatura da namorada pelo PRB, com limite de gasto até R$500 mil. Lidiane, que sequer possuía bens registrados em seu nome, acabou se elegendo com 50,2% dos votos válidos (9.575) frente ao principal adversário, o médico Francisco Araújo (PMDB), que obteve 48,7% (9.289).

Escândalos[editar | editar código-fonte]

Lidiane começou a chamar a atenção com a rotina de viagens, festas, roupas caras, veículos e passeios de luxo, incompatível com o salário de pouco mais de R$ 12 mil que recebia como prefeita de Bom Jardim. Além do mais, passou a compartilhar por meio de fotos nas redes sociais.

Em um dos posts mais polêmicos, ela afirma: "Devia era comprar um carro mais luxuoso pq graças a Deus o dinheiro ta sobrando (sic)".

Afastada do cargo[editar | editar código-fonte]

Com um histórico de ter sido afastada do executivo por três vezes, duas delas por pedidos da Câmara Municipal: em abril de 2014, por improbabilidade administrativa, e em maio de 2015, pelos indícios de corrupção nas escolas de Bom Jardim. Em ambos os casos, foi reconduzida ao cargo por meio de liminar em apenas 72 horas. Já o terceiro caso ocorreu em dezembro de 2014, quando a Justiça determinou o afastamento da prefeita por 180 dias por não cumprir decisão de outro processo do Ministério Público estadual, também relacionado à gestão dos recursos públicos na educação.[4]

Investigação[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2014, Lidiane tornou-se alvo da Operação Éden da Polícia Federal do Maranhão. A gestora foi acusada de desviar recursos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), da reforma das escolas e das refeições destinadas aos estudantes.[5]

Além da prefeita, secretários, ex-secretários e empresários também foram investigados por causa de irregularidades encontradas em contratos firmados com "empresas-fantasmas". Houve duas licitações para reformar 13 escolas, pelas quais a Zabar Produções obteve R$ 1,3 milhão e a Ecolimp recebeu R$ 1,8 milhão.

Diante do mandato de prisão, Lidiane Leite então fugiu da cidade. Ficou foragida da justiça por 39 dias, após o que finalmente se entregou.[6]

Neste período, a vice-prefeita do município, Malrinete Gralhada, recebeu posse de prefeita da cidade a mando da Justiça Estadual, antes mesmo dos 10 dias de ausência da titular do município, o que inviabilizou a cassação imediata de Lidiane. Acontece que segundo a lei orgânica da cidade, os vereadores podem afastar o prefeito quando este encontra-se a 10 dias ou mais afastado da cidade, o que não ocorreu na ocasião da posse de Malrinete.[7]

Tornozeleira Eletrônica[editar | editar código-fonte]

Após 11 dias presa, Lidiane Leite conseguiu obter na justiça a revogação de sua prisão. Porém, foi decidido que passaria a usar uma tornozeleira. A Justiça determinou também que Lidiane comparecesse a juízo para informar e justificar suas atividades todo mês, fosse proibida de frequentar a Prefeitura de Bom Jardim e só se ausentasse da Região Metropolitana, de São Luís, mediante autorização judicial.[8]

Em julho de 2016, o juiz José Magno Linhares Moraes, da 2° Vara Federal, determinou a suspensão da tornozeleira eletrônica de Lidiane, que ela vinha usando desde o ano anterior. Com isso, ela já estava apta a voltar para a cidade de Bom Jardim.

Repercussão Internacional[editar | editar código-fonte]

Os indícios de corrupção e a sua fuga após a investigação a fizeram ter destaque na imprensa internacional. A BBC News destacou: "Prefeita brasileira que comanda cidade via WhatsApp é procurada por corrupção". A idade da jovem quando eleita também foi mostrada como inexperiência.[9]

Já a edição eletrônica do "Telegraph" publicou: “Polícia brasileira à procura de prefeita de 25 anos acusada de corrupção e que comandava cidade pelo WhatsApp”.[10]. O jornal destacou a "ostentação" de Lidiane nas redes sociais.

A edição norte-americana da revista "The Week" também enfatizou a busca pela prefeita foragida, afirmando que, quando foi mencionada pela Operação Éden, da PF, ela fugiu, deixando um caos no município. "Um mandado de prisão foi emitido quinta-feira, e a nova prefeita da cidade foi empossada sábado, prometendo apoiar uma investigação completa sobre o dinheiro em falta", diz a nota.[11] A edição britânica da revista também destacou, como um resumo, o caso.[12]

Volta ao Poder[editar | editar código-fonte]

Em 09 de agosto de 2016, Lidiane foi reempossada como prefeita de Bom Jardim. A volta se devia à Câmara Municipal de Bom Jardim ter revogado o decreto 006/2015 que havia decidido pela perda do mandato de Lidiane.[13] Isso se sucedeu pelo fato dela não ter sido cassada no ano anterior, quando a vice-prefeita foi empossada antes dos 10 dias necessário para a perda de mandato de Lidiane.

Novamente afastada[editar | editar código-fonte]

Em 11 de agosto de 2016, Lidiane é novamente afastada (pela quinta vez), a pedido do promotor Fábio Santos de Oliveira, titular do município, e acatado pela juíza Leoneide Delfina Barros, da 2º Comarca de Zé Doca; sob a argumentação de que é necessária a análise do pedido de afastamento liminar, pois as irregularidades, segundo ele, permanecem. Sendo assim, a vice-prefeita Malrinete Gralhada voltou ao cargo.[14]

Referências

  1. http://www.eleicoes2012.info/lidiane-rocha-10/
  2. http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2015/08/prefeita-foragida-da-pf-teve-vida-humilde-antes-de-ostentar-luxo-na-web.html
  3. http://www.oimparcial.com.br/_conteudo/2015/08/ultimas_noticias/politica/179730-quem-e-o-ex-marido-da-prefeita-de-bom-jardim-beto-rocha.html
  4. http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/08/1672599-prefeita-no-maranhao-que-ostenta-luxo-na-internet-foge-apos-investigacao.shtml#_=_
  5. http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2015/08/investigada-pela-pf-prefeita-de-bom-jardim-agora-esta-sem-partido.html
  6. http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2015/09/28/ex-prefeita-de-bom-jardim-ma-se-entrega-a-pf-apos-39-dias-foragida.htm
  7. http://imirante.com/oestadoma/noticias/2015/08/31/posse-de-vice-inviabiliza-camara-de-afastar-prefeita-de-bom-jardim-diz-presidente.shtml
  8. http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2015/10/ex-prefeita-e-solta-e-vai-para-casa-usando-tornozeleira-eletronica.html
  9. http://www.bbc.com/news/world-latin-america-34104124
  10. http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/southamerica/brazil/11834582/Brazilian-police-searching-for-25-year-old-mayor-accused-of-corruption-and-running-her-town-via-WhatsApp.html
  11. http://theweek.com/speedreads/574548/brazilian-mayor-accused-living-170-miles-away-running-town-through-whatsapp
  12. http://www.theweek.co.uk/daily-briefing/64995/ten-things-you-need-to-know-today-monday-31-aug-2015
  13. http://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2016/08/lidiane-leite-e-reconduzida-ao-cargo-de-prefeita-de-bom-jardim-ma.html
  14. http://www.oimparcial.com.br/_conteudo/2016/08/ultimas_noticias/politica/193459-lidiane-leite-e-afastada-do-cargo-de-prefeita-de-bom-jardim.html