Life Is Strange 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Life Is Strange 2
Desenvolvedora(s) Dontnod Entertainment
Publicadora(s) Square Enix
Diretor(es) Michel Koch
Raoul Barbet
Escritor(es) Christian Divine
Jean-Luc Cano
Compositor(es) Jonathan Morali
Motor Unreal Engine 4
Plataforma(s) Microsoft Windows
PlayStation 4
Xbox One
OS X
Linux

Episódio 1
27 de setembro de 2018
Episódio 2
24 de janeiro de 2019[1]
Episódio 3
9 de maio de 2019
Episódio 4
22 de agosto de 2019
Episódio 5
3 de dezembro de 2019

Gênero(s) Aventura gráfica
Modos de jogo Um jogador
Life Is Strange

Life Is Strange 2 é um jogo eletrônico episódico de aventura gráfica desenvolvido pelo estúdio francês Dontnod Entertainment e publicado pela Square Enix. O jogo é o segundo título principal da série Life Is Strange sendo composto por cinco episódios lançados periodicamente entre setembro de 2018 e dezembro do ano seguinte para as plataformas Microsoft Windows, Playstation 4 e Xbox One.[2]

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Life Is Strange 2 é uma aventura gráfica jogada a partir de uma câmera com perspectiva em terceira pessoa. O jogador assume o controle de Sean Diaz, um adolescente latino-americano de dezesseis anos de idade. Sean é capaz de interagir com o ambiente, coletar objetos para guardá-los em um inventário e também se comunicar com personagens não-jogáveis por meio do sistema de conversas baseado em uma árvores de diálogo.[3] Caso o jogador tenha jogado a demonstração The Awesome Adventures of Captain Spirit, todas as decisões tomadas são transferidas para o Life Is Strange 2.[2] O personagem Capitão Spirit foi reintroduzido no segundo episódio do jogo.[4] As escolhas feitas em Life Is Strange 2 guia o jogador para diferentes acontecimentos que agem como ramificações da história, podendo afetar o comportamento do irmão mais novo, Daniel, bem como o de outros personagens.[5][6]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Três anos após os eventos de Life Is Strange, Sean Diaz, um adolescente latino-americano de dezesseis anos, testemunha seu irmão Daniel, de nove anos de idade, ser ameaçado por seu vizinho Brett Foster em Seattle, Washington, e decide intervir. A discussão sai do controle quando Brett é acidentalmente ferido no mesmo instante em que um policial chega no local da briga. O policial saca a sua arma e, na confusão, Esteban, o pai de Sean e Daniel, é morto a tiros e uma explosão repentina destrói a rua. Em choque, Sean foge com Daniel antes que mais policiais chegassem. Uma vez que tornam-se fugitivos, Sean leva Daniel para fora de Washington e faz planos para uma longa viagem até Puerto Lobos no México, a cidade natal de seu pai,[7] e esconde a morte de seu pai para Daniel.[8]

Depois de passarem uma noite na floresta nos arredores de Óregon, os irmãos são reconhecidos pelo dono de uma loja de conveniência na estrada, que nocauteia e sequestra Sean mantendo-o em cativeiro. Daniel consegue libertar Sean e eles conseguem fugir com a ajuda de um blogueiro de viagens chamado Brody Holloway. Durante a fuga, Daniel rouba uma cadela filhote que estava na loja e a batiza de Cogumela. Brody deixa os irmãos em um motel a alguns quilômetros de Arcadia Bay com suprimentos para o resto de sua jornada. Daniel descobre sobre a morte de seu pai pelo noticiário e entra em um colapso que quase destrói o motel, o que revela que os seus poderes telecinéticos latentes foram, inadvertidamente, responsáveis pela explosão em Seattle.[8] À medida que os irmãos seguem para o sul, eles encontram um chalé abandonado e a utilizam como abrigo. Sean aproveita seu tempo livre para ensinar Daniel a controlar seus novos poderes. Passado algum tempo, Daniel adoece o que acaba forçando Sean a abandonar o local e procurar ajuda na casa dos seus avós na cidade de Beaver Creek, Óregon. Porém, antes que eles partissem do abrigo, a Cogumela é morta por uma onça-parda. Os irmãos conseguem refúgio na casa de seus avós maternos, Claire e Stephen Reynolds, mas quando Daniel demonstra interesse em aprender mais sobre sua mãe Karen (que abandonou sua família logo após o nascimento de Daniel), Claire os adverte para não irem atrás de respostas sobre o passado dela e mantém o quarto de Karen trancado.[9]

Mais tarde, Daniel testemunha o vizinho dos Reynolds, Chris Eriksen, caindo de sua casa na árvore e usa seu poder para salvá-lo.[nota 1] Chris, um ávido fã de super-heróis, acredita que é ele quem possui os poderes. Naquele mesmo dia, Sean e Daniel invadem o quarto e descobrem uma carta recente escrita por Karen expressando o desejo de conhecer seus filhos, o que leva os irmãos a discutirem com Claire e Stephen. A polícia chega na casa dos avós em busca de Sean e Daniel, e Claire os distrai para que os irmãos possam escapar pelo quintal dos Eriksens. Chris também os ajuda a passarem despercebidos e descobre que Daniel é o único com poderes ou, dependo do curso dos eventos, ele pode ser atropelado por uma viatura policial.[9][nota 2]

Após fugirem da casa dos avós, Sean e Daniel pegam carona em um trem rumo à Califórnia juntamente com os clandestinos Finn e Cassidy. Sean e Daniel juntam-se a eles para trabalharem em uma plantação de maconha no condado de Humboldt, administrada por um fazendeiro chamado Merrill, visando ganharem dinheiro suficiente para continuarem sua jornada até o México. Sean fica mais próximo de seus novos amigos, enquanto Daniel sente-se negligenciado pelo irmão e mais frustrado à medida que seus poderes continuam a crescer. No dia do pagamento do grupo pelos serviços prestados na plantação, Daniel é pego invadindo o escritório de Merrill, levando-o a negar o pagamento de todos e demitir Sean e Daniel. Na confusão, Daniel acidentalmente expõe seus poderes ao grupo. Eles concordam em manter isso em segredo com exceção do Finn, que sugere utilizar a habilidade de Daniel para roubar o dinheiro de Merrill de volta. Cassidy se opõe totalmente a ideia do Finn. Independentemente de Sean aprovar ou não o plano, Daniel e Finn tentam realizar o roubo mas eles não obtém sucesso e são pegos em flagrante pelo Merrill. Furioso por terem tentado roubá-lo, Merrill pega uma espingarda e manda todo mundo ficar de joelhos. No confronto que se segue, Daniel violentamente perde o controle de seus poderes e destrói a casa de Merrill e deixando o Sean cego de um olho.[10]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Após o sucesso alcançado por Life Is Strange, a desenvolvedora Dontnod Entertainment anunciou a produção de uma sequência. Desde o princípio, foi decidido que a sequência apresentaria novos personagens e locais originais.[11][12] Esta decisão foi feita pelos desenvolvedores acreditarem que a história de Max e Chloe estava concluída.[13]

Foi a pergunta que todos nós fizemos no começo. É a Max e a Chloe, Arcadia Bay? Não, trata-se de personagens do cotidiano, personagens relacionados com histórias nas quais você pode se envolver porque reflete suas próprias experiências. Com algumas coisinhas sobrenaturais por cima. [...] Todo mundo amou Max, Chloe, Rachel ... Mas [a história delas] ... está completa. Não temos mais nada para dizer. Nós não queremos. Outras pessoas farão isso e está tudo bem ... Mas para nós, não temos mais nada a fazer. Pegue-os e façam o que quiser.
— Raoul Barbet em entrevista para IGN.

O desenvolvimento do jogo começou no início de 2016, na época em que a edição de varejo de Life Is Strange foi lançada.[14][15] Michel Koch e Raoul Barbet retornaram para dirigir a sequência[16] em conjunto com Christian Divine, Jean-Luc Cano e Jonathan Morali reprisando, respectivamente, seus papéis como co-roteiristas e compositores.[5][17][18] O conceito de Life Is Strange 2 foi influenciado pelas fotografias de Mike Brodie, um fotógrafo que viaja livremente pelos Estados Unidos e tira fotos de desabrigados.[13] O jogo foi estruturado como um filme de estrada, inspirado no longa-metragem Into the Wild e no livro Ratos e Homens. A Dontnod conduziu uma pesquisa de campo realizada na Costa Eeste dos Estados Unidos, conhecendo pessoas e tirando fotos pela região.[17][19] Os dois temas principais do jogo são educação e fraternidade.[20] Utilizando o motor de jogo Unreal Engine 4, os desenvolvedores atualizaram o sistema de animação, a física e os shaders.[19] De acordo com a Dontnod, um dos maiores desafios do desenvolvimento do título foi a inteligência artificial empregada no personagem Daniel.[17] A trilha sonora do jogo é composta por faixas originais e licenciadas.[17] As faixas licenciadas incluem, entre outras, canções de Phoenix, The Streets,[17] Sufjan Stevens, First Aid Kit,[21] e Gorillaz.[22]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O primeiro do total de cinco episódios, Roads (que anteriormente era intitulado como Seattle),[23][24] foi lançado em 27 de setembro de 2018 para as plataformas Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One.[25][26] A Feral Interactive anunciou que publicaria as versões desse episódio para os sistemas macOS e Linux ao longo de 2019 no entanto nenhuma data de lançamento chegou a ser estipulada.[27] O segundo episódio, Rules, foi lançado em 24 de janeiro de 2019 em conjunto com um trailer em live-action no intuito de promover o episódio.[28][29] O terceiro episódio, Wastelands, foi lançado em 9 de maio de 2019. O quarto episódio, Faith, foi lançado em 22 de agosto de 2019 e por fim o episódio final, Wolves, foi lançado em 3 de dezembro de 2019.[30]

Em referência à longa janela de desenvolvimento e lançamento entre os episódios, a Dontnod divulgou uma declaração dizendo: "A série Life Is Strange é um projeto íntimo de todos os nossos corações pelo qual não queremos apressar o desenvolvimento e, assim, deixar de atender às referência de qualidade e impacto emocional que vocês, nossos jogadores, merecem."[31]

As edições de caixa do jogo foram anunciadas em 14 de outubro de 2019 para lançamento em 3 de dezembro de 2019 e 4 de fevereiro de 2020.[32]

Recepção[editar | editar código-fonte]

O The Verge disse em sua análise que o jogo "entra em tópicos mais políticos e oportunos", com o primeiro episódio tendo lugar em outubro de 2016, logo antes das eleições presidenciais nos Estados Unidos daquele ano. Os personagens comentam sobre "construir muros" e preocupam-se com o que acontecerá caso Donald Trump vença a eleição, e isso pareceu uma "declaração poderosa sobre a política americana durante um período muito tenso". Eles também disseram que "os diálogos são desajeitados parecendo que foi feito por um tradutor adolescente, mas existem momentos autênticos ... e também são repletos de muitos momentos bonitos e calmos". No geral, a análise afirma que o jogador ainda pode aproveitar o jogo, mesmo não tendo jogado os títulos anteriores da série.[33]

Em seu veredicto, a IGN também opinou sobre a atmosfera política subjacente do jogo. Eles viram o primeiro episódio do jogo como uma "história maior e mais complexa do que a narrada por seu antecessor, seguindo uma viagem ao longo da América de Donald Trump", e disseram que "embora suas críticas sociais pareçam amplas e um pouco desajeitadas, sua história principal em volta da irmandade e fraternidade entre dois personagens críveis é enormemente tocante", e concluíram afirmando que "[A narrativa] cria tempo para pequenos detalhes e momentos tranquilos e, quando o faz, é capaz de transmitir uma beleza que raramente vemos nos jogos".[34]

O GamesRadar ficou desapontado com o jogo, declarando que a nova temporada teve um um "começo lento" e que embora "a história tenha alguns momentos incrivelmente poderosos e bem construídos, ela não se encaixa bem de maneira particular". Ele também demonstrou preocupação com a "falta de jogabilidade real, combinada com consequências e escolhas inconsistentes". Em relação aos aspectos positivos, ele elogiou as configurações e o clima geral da história como "maravilhosamente criados, e a trilha sonora é assustadoramente bonita como sempre". O website concluiu a análise afirmando que os fãs do jogo "sem dúvida apreciarão o que está aqui, mas a maioria espera muito mais dos próximos episódios... este é um trabalho em andamento".[35]

Em sua análise do jogo, o Game Informer elogiou os aspectos políticos, observando que "a vulnerabilidade de ser examinado por outros traz dimensão aos personagens e me conecta à sua situação, sem que ela pareça insensata" e, sobre o enredo político, ele disse que está sendo "tratado com cuidado sendo incrementado detalhes que o deixam genuínos o suficiente para trabalharem". Ele concluiu dizendo que a temporada começa com um "pé direito, apresentando novos personagens interessantes, localidades e uma história envolvente sobre o elo entre irmãos".[36]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Resultado Ref.
2018 Gamescom Melhor Jogo Casual Indicado [37][38]
Melhor Jogo de Família Indicado
Melhor Jogo de PC Indicado
Ping Awards Melhor Jogo de Console Indicado [39][40]
Melhor Gráfico Indicado
Melhor Roteiro Indicado
Melhor Trilha Sonora Indicado
Prêmio Especial do Júri Venceu
Golden Joystick Awards Melhor Design de Áudio Indicado [41][42]
The Game Awards 2018 Melhor Narrativa (Episódio 1) Indicado [43][44]
Jogo Mais Impactante (Episódio 1) Indicado
2019 New York Game Awards Prêmio Herman Melville de Melhor Roteiro Indicado [45]
15.º British Academy Games Awards Jogo Além do Entretenimento Indicado [46]
Italian Video Game Awards Melhor Narrativa Indicado [47]
Titanium Awards Melhor Design de Narrativa Pendente [48]
The Game Awards 2019 Jogo Mais Impactante Pendente [49]

Notas de rodapé[editar | editar código-fonte]

  1. Conforme retratado na última cena de The Awesome Adventures of Captain Spirit.
  2. O destino de Chris depende da forma como Sean incentiva ou reprime os poderes de Daniel ao longo do episódio.

Referências

  1. Frank, Allegra (19 de dezembro de 2018). «Life is Strange 2 reveals its connection to Captain Spirit in January». Polygon (em inglês). Vox Media. Consultado em 8 de janeiro de 2018 
  2. a b Stevens, Colin (11 de junho de 2018). «Choices Made in Captain Spirit Will Affect Life Is Strange 2». IGN (em inglês). Consultado em 3 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 12 de junho de 2018 
  3. Green, Jake (21 de agosto de 2018). «Life is Strange 2 Release Date, Characters, Gameplay, Trailer, Everything We Know». USgamer (em inglês). Consultado em 3 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2018 
  4. Deolindo, Breno (7 de fevereiro de 2019). «Review: Life is Strange 2 - Episódio 2: Rules». The Enemy. Consultado em 3 de dezembro de 2019 
  5. a b Fillari, Alessandro (9 de setembro de 2018). «How Life Is Strange 2 Aims To Surpass The Original By Finding Its Own Voice And Identity». GameSpot (em inglês). Consultado em 3 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 9 de setembro de 2018 
  6. Vincent, Brittany (23 de setembro de 2018). «Life is Strange 2 hands-on preview: Hermanos por vida». Shacknews (em inglês). Consultado em 3 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 24 de setembro de 2018 
  7. Makedonski,, Brett (20 de agosto de 2018). «Life is Strange 2 is about two brothers running to Mexico after accidentally killing a cop». Destructoid (em inglês). Consultado em 3 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2018 
  8. a b Dontnod Entertainment (3 de dezembro de 2019). Life Is Strange 2. Microsoft Windows, PlayStation 4, Xbox One. Square Enix. Nível/área: Episódio 1: "Roads".
  9. a b Dontnod Entertainment (3 de dezembro de 2019). Life Is Strange 2. Microsoft Windows, PlayStation 4, Xbox One. Square Enix. Nível/área: Episódio 2: "Rules".
  10. Dontnod Entertainment (6 de dezembro de 2019). Life Is Strange 2. Microsoft Windows, PlayStation 4, Xbox One. Square Enix. Nível/área: Episódio 3: "Wastelands".
  11. Farokhmanesh, Megan (24 de junho de 2015). «Life is Strange's second season would star a new cast (if it happened)». Polygon (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 1 de dezembro de 2016 
  12. Bailey, Dustin (5 de março de 2018). «The next Life is Strange will feature "new story and characters». PCGamesN (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 4 de junho de 2018 
  13. a b O'Brien, Lucy (22 de agosto de 2018). «Life is Strange 2 Developers on Leaving Chloe and Max Behind - Gamescom 2018». IGN (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2019.
  14. Riaz, Adnan (23 de novembro de 2015). «Life Is Strange Limited Edition Coming to North America for PC». Hardcore Gamer (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 27 de julho de 2016 
  15. Porreca, Ray (18 de maio de 2017). «A new Life is Strange game is in the works». Destructoid (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 1 de junho de 2017 
  16. Romano, Sal (5 de março de 2018). «Next Life is Strange's new story and characters to be detailed "in the coming months"». Gematsu (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 12 de março de 2018 
  17. a b c d e Wilson, Aoife (21 de agosto de 2018). «Why Life is Strange 2 is ditching Arcadia Bay for its radically different roadtrip». Eurogamer (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2018 
  18. Lumb, David (20 de agosto de 2018). «'Life is Strange 2' trailer follows two young brothers on the run». Engadget (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2018 
  19. a b Brown, Matt (3 de setembro de 2018). «Life is Strange 2 developer talks new cast, world-building, visual upgrades». Windows Central (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 3 de setembro de 2018 
  20. «Life is Strange 2 - Raoul Barbet and Jean-Luc Cano Interview». Gamereactor (em inglês). 21 de agosto de 2018. Consultado em 6 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 22 de agosto de 2018 
  21. Takahashi, Dean (27 de janeiro de 2019). «Life Is Strange 2 Episode 2 impressions — The lull before the storm». VentureBeat (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  22. Leri, Michael (13 de maio de 2019). «Life Is Strange 2 Episode 3 Review | Wasted lands». Game Revolution (em inglês). Consultado em 6 de dezembro de 2019 
  23. Pitts, Russ (23 de agosto de 2018). «Escapist Digest: Game of Thrones, Monument Valley, Life is Strange 2, and more». The Escapist (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 25 de agosto de 2018 
  24. Nunneley, Stephany (20 de setembro de 2018). «Life is Strange 2 launch trailer readies you for next week's release». VG247 (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de setembro de 2018 
  25. Phillips, Tom (22 de junho de 2018). «Life is Strange 2's first episode has a release date». Eurogamer (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 22 de junho de 2018 
  26. Frank, Allegra (22 de junho de 2018). «Life Is Strange 2's five-episode story begins this September». Polygon (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 21 de julho de 2018 
  27. «Life is Strange 2 on the road to macOS and Linux». Feral Interactive (em inglês). 1 de outubro de 2018. Consultado em 7 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 1 de outubro de 2018 
  28. Tarason, Dominic (24 de janeiro de 2019). «Life Is Strange 2 Episode 2 out now, reintroducing Captain Spirit». Rock, Paper, Shotgun (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 24 de janeiro de 2019 
  29. Nelius, Joanna (18 de dezembro de 2018). «Life is Strange 2's second episode gets a release date, live-action trailer». PC Gamer (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 19 de dezembro de 2018 
  30. Phillips, Tom (21 de março de 2019). «There's quite a wait for Life is Strange 2's remaining episodes». Eurogamer (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2019 
  31. Wales, Matt (18 de dezembro de 2018). «Dontnod says Life is Strange 2's second episode will arrive in January». Eurogamer (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 1 de dezembro de 2018 
  32. Wales, Matt (14 de outubro de 2019). «Life is Strange 2 getting a fancy boxed edition later this year». Eurogamer (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2019 
  33. Farokhmanesh, Megan (28 de setembro de 2018). «Life is Strange 2 puts politics at its forefront». The Verge (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 9 de dezembro de 2018 
  34. Marsh, Calum (26 de setembro de 2018). «Life is Strange 2 - Episode 1 Review». IGN (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 9 de dezembro de 2018 
  35. Hartup, Andy (25 de setembro de 2018). «Life is Strange 2 - Episode 5 review: "The ending makes its mark and then some"». GamesRadar+ (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 9 de dezembro de 2018 
  36. Favis, Elise (26 de setembro de 2018). «Life Is Strange 2: Episode 1 Review – A Bold New Beginning». Game Informer (em inglês). Consultado em 7 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 18 de outubro de 2018 
  37. Ramée, Jordan (15 de agosto de 2018). «Gamescom 2018: Award Nominees Include Marvel's Spider-Man, Assassin's Creed Odyssey, And More». GameSpot (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2018 
  38. Valentine, Rebekah (21 de agosto de 2018). «Microsoft's Moon Studios, Activision Blizzard stand out in Gamescom Awards». GamesIndustry.biz (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2018 
  39. «Les lauréats des Ping Awards 2018». Ping Awards (em francês). Consultado em 2 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 14 de novembro de 2018 
  40. «Les jeux vidéo nommés aux Ping Awards 2018». Ping Awards (em francês). Consultado em 2 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 16 de novembro de 2018 
  41. Hoggins, Tom (24 de setembro de 2018). «Golden Joysticks 2018 nominees announced, voting open now». The Daily Telegraph (em inglês). Consultado em 3 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 8 de outubro de 2018 
  42. Sheridan, Connor (16 de novembro de 2018). «Golden Joystick Awards 2018 winners: God of War wins big but Fortnite gets Victory Royale». GamesRadar+ (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 16 de novembro de 2018 
  43. McWhertor, Michael (13 de novembro de 2018). «The Game Awards 2018 nominees led by God of War, Red Dead Redemption 2». Polygon (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 18 de novembro de 2018 
  44. Grant, Christopher (6 de dezembro de 2018). «The Game Awards 2018: Here are all of the winners». Polygon (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 7 de dezembro de 2018 
  45. Keyes, Rob (3 de janeiro de 2019). «2018 New York Game Awards Nominees Revealed». Screen Rant (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2019 
  46. Fogel, Stefanie (14 de março de 2019). «'God of War,' 'Red Dead 2' Lead BAFTA Game Awards Nominations». Variety (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 14 de março de 2019 
  47. «Italian Video Game Awards». Italian Video Game Awards. Consultado em 2 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 12 de abril de 2019 
  48. «Titanium Awards 2019». Fun & Serious Game Festival (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 21 de novembro de 2019 
  49. Winslow, Jeremy (19 de novembro de 2019). «The Game Awards 2019 Nominees Full List». GameSpot (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Life Is Strange 2