Liga da Juventude Comunista da China

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde agosto de 2007). Ajude e colabore com a tradução.
Bandeira da Liga da Juventude Comunista

A Liga da Juventude Comunista de China (pinyin: Zhōngguó Gעngchǎnzhǔyל Qíngnián Tuán), habitualmente abreviado como Zhōngguó Gעngqíngtuán ou Gעngqíngtuán) é uma organização política chinesa formada por jovens comunistas e dependente do Partido Comunista da China.

Introdução[editar | editar código-fonte]

Originalmente fundada em Xangai em agosto de 1920 com o nome de Liga da Juventude Socialista da China (Zhōngguó Shטhuלzhǔyל Qíngnián Tuán), em maio de 1922 começou a configurar-se como uma organização unificada sob a direção do Partido Comunista da China, fundado um ano antes. Em janeiro de 1925, adotou o nome atual, modificado em outubro de 1946, quando passou a se chamar Liga da Juventude Democrática (Mínzhǔ Qíngnián Tuán). Em janeiro de 1949, modificou-se ligeiramente o nome da organização, convertendo-se na Nova Liga da Juventude Democrática (׀ֲֳסXīn Mínzhǔzhǔyל Qíngnián Tuán). Em maio de 1957, adotou de novo seu nome atual.

Segundo os princípios fundacionais da Liga, ela é uma organização de formação no estudo e a aplicação da ideologia comunista para os jovens. Nos centros de educação chineses, a Liga dirige e coordena atividades entre os estudantes, com uma presença muito importante em todos os níveis do sistema educativo. ao mesmo tempo, a Liga tem a responsabilidade de dirigir as atividades do corpo de jovens pioneiros de China.

Alguns dos dirigentes históricos do Partido Comunista da China, como Hu Yaobang ou o atual Presidente da República Popular da China, Hu Jintao, ocuparam no passado cargos relevantes na Liga da Juventude Comunista.

Simbologia[editar | editar código-fonte]

Bandeira da Liga[editar | editar código-fonte]

A bandeira da Liga da juventude Comunista foi adotada o 4 de maio de 1950 pelo comitê Central da Liga, depois de ser aprovada pelo comitך Central do Partido Comunista de China. o desenho da bandeira foi supervisado por líderes do Partido, como Mao Zedong e Zhou Enlai.

O fundo da bandeira é de cor vermelha, simbolizando a vitória da revolução. O canto esquerdo está ocupado por uma estrela amarela de cinco pontas inscrita em um círculo também amarelo. Este motivo representa aos jovens de China unidos em torno ao Partido Comunista.

Emblema[editar | editar código-fonte]

o emblema da Liga foi aprovado pelo Comitê Central do Partido Comunista de China e promulgado pelo comitê Central da Liga o 4 de maio de 1959. O desenho do emblema combina a bandeira da Liga com uma roda dentada e uma espiga de trigo junto a um sol nascente e uma cinta com os cinco caracteres "Ö׀¹ú¹²ַàֵֽ", o nome abreviado da organização, em cor dourada. O emblema representa a Liga sob o brilho do marxismo-leninismo e do pensamento de Mao Tsé-tung, unindo os jovens na direção do progreso marcada pelo Partido.

Hino[editar | editar código-fonte]

Entre 22 e 26 de julho de 2003, a XV Assembléia de Representantes da Liga da juventude Comunista, reunida em Pequim, aprovou uma resolução de emenda dos estatutos da organização no que se estabeleceu como hino oficial a composição musical "Glória! Liga da Juventude Comunista" (Guāngróng a! Gעngqíngtuán), com letra escrita por Hu Hongwei e música composta por Lei Yusheng.

Cerimônia de ingresso[editar | editar código-fonte]

Os atos de juramento para o ingresso na Liga da juventude Comunista são convocados por unidades organizadas da Liga como os comitês de base ou os agrupamentos locais, neles participam diferentes grupos de membros da Liga junto aos jovens que se incorporam à organização. A ceremônia, envolta em uma grande solenidade, tem também um aspecto educativo. No lugar de celebração deve haver a bandeira da Liga e os assistentes irão colocar na lapela a insígnia da organização.

As fases principais da ceremônia são as seguintes: 1; todos os participantes cantam o hino nacional. 2; Representantes dos membros da Liga conta, suas experiências. 3; Os novos membros prestam juramento sob a bandeira da Liga. 4; Todos os espectadores cantam o hino da Liga.

Juramento de ingresso[editar | editar código-fonte]

o texto do juramento é o seguinte £÷ Afirmo minha vontade de unir-me à Liga da Juventude Comunista da China, de defender com firmeza a liderança do Partido Comunista de China, de respetar as normas da Liga, de aplicar suas resoluções, de cumprir as obrigações como membro, de respeitar a disciplina, de estudar com diligência, de trabalhar de maneira positiva, de deixar para atrás as penas e olhar adiante com alegria, e de lutar pela causa do comunismo.

Obrigações dos membros[editar | editar código-fonte]

  1. Estudar com diligência o marxismo-leninismo, o pensamento de Mao Zedong, as teorias de Deng Xiaoping e a teoria da Tripla Representatividade; estudar os ensinamentos da Liga, da ciência, da cultura e do trabalho, e melhorar continuamente a capacidade de servir ao povo.
  2. Promover e aplicar as diretrizes do Partido, assim como seus princípios e suas políticas; participar de maneira positiva na expansão revolucionária e na construção da modernização socialista; completar com diligência as tarefas dadas pela Liga, e dar exemplo no estudo, no trabalho e nas demais atividades sociais.
  3. Respeitar escrupulosamente as leis e normas do Estado e a disciplina da Liga, aplicar as resoluções da Liga; desenvolver os novos costumes do socialismo, promover a ética do comunismo, defender os interesses do povo e do Estado, e lutar com valentia para assegurar a propriedade do Estado e a seguridade dos cidadãos.
  4. Aceitar os ensinamentos da defensa nacional, reforçar a consciência sobre esta e cumprir as obrigações para defender à pátria.
  5. Aprender com humildade das massas populares, ajudar com fervor ao progresso da juventude e expressar com presteza as exigências e as opiniões dos jovens.
  6. Desenvolver o sentido crítico e autocrítico, ter a valentia de corrigir as faltas e os erros e defender a unidade.

Direitos dos membros[editar | editar código-fonte]

De acordo com os estatutos da Liga, os membros desfrutam dos seguintes direitos:

  1. Participar em reuniões relacionadas com a Liga ou em qualquer tipo de atividade organizada por esta, e receber a educação e formação necessária.
  2. No seio da Liga existem os direitos de eleição e voto.
  3. Nas reuniões da Liga e em suas publicações, participar das discussões sobre o trabalho desta e sobre os problemas da juventude, aportar sugestões ao trabalho da Liga e supervisionar e criticar aos organismos de direção e aos trabalhadores da Liga.
  4. Em caso de desacordo em uma resolução da Liga, antes de seu aprovação, pode manter-se a reserva e apelar às instâncias superiores da organização.
  5. Em caso de que se aprovem medidas disciplinares contra um membro, este pode defender em seu nome e solicitar o testemunho de outros membros da Liga.
  6. Presentar petições, apelações e queixas ante a qualquer estamento organizativo da Liga, incluído o comitê Central, assim como solicitar aclarações sobre as atribuições de responsabilidades na organização.
  7. Nenhum agrupamento de indivíduo da Liga tem o direito de anular os direitos de um membro.

Número de membros[editar | editar código-fonte]

No início de 2004, o número de membros da Liga da juventude Comunista de China chegada a uns 71.880.000 jovens, dos quais 30.060.000, o 42,6%, eram mulheres. Segundo as cifras do Instituto Estatal de Estatística chinês, esta quantidade supõe uns 23,2% do total da juventude do país. A maioria dos membros da Liga se concentra nas grandes cidades chinesas, enquanto que uns 21.450.000, um 29,8% do total de membros, correspondem às zonas rurais. Além disso, quase metade dos membros, 34.920.000 ou o 48,6% do total, são estudantes.

A entrada na organização está permitida a todos os jovens chineses maiores de 14 anos. A presença da Liga no sistema educativo chinês é muito importante. Ao concluir a primeira etapa da educação secundária, menos da metade dos estudantes são membros da Liga, mas a quase totalidade dos estudantes que superam a segunda etapa da educação secundária são membros da organização.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]