Liga dos MCs

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2016). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Out of date clock icon.svg
Este artigo ou seção pode conter informações desatualizadas em seu conteúdo. Se sabe algo sobre o tema abordado, edite a página e inclua informações mais recentes, citando fontes fiáveis e independentes.

A Liga dos MC's foi uma das principais competições brasileiras de freestyle rap, criada em 2003 pela Brutal Crew.[1][2][3]. Realizada anualmente, teve destaque a edição de 2004.[4] Em 2004, houve a realização de uma liga por parte da MTV Brasil, que era exibida no programa Yo! MTV Raps, que não possui qualquer associação com esta Liga dos MC's. Sua última edição aconteceu em 2010. Em 2012 a Família de Rua, organizadora do Duelo de MCs, da início a primeira edição do Belo Horizonte, Duelo de MCs Nacional.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Todo ano, desde 2012, MCs do Brasil inteiro se conectam selecionando MCs para um processo de eliminatória classificando um representante de cada estado para uma batalha que acontece no palco do Viaduto Santa Tereza em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Representantes[editar | editar código-fonte]

 Acre - Vieira (2016) - Mano Z (2017) - Ninja (2018)

 Alagoas - Kenshin e Skinny (2019)

 Amapá - Ayala (2018) - Pedrão Pesadão (2019)

 Amazonas - Menor (2017) - W MC (2018)

Bahia Bahia - Mirapotira (2012) - Big (2013) - Larício (2014) - Treck (2015) - Black (2016) - Bert (2017) - Willy e Chagas (2018)

 Ceará - MCharles (2018) - Tonhão e MCharles (2019)

 Distrito Federal - Biro Biro (2012) - Marinho (2013) - Nauí (2014) - Alves (2015) - Sid (2016) - Alves (2017)

 Espírito Santo - Set (2012) - Jack da Rua (2013) - Leoni (2014) - Noventa (2015) - César (2016) - César (2017)

 Goiás - Dejah (2018)

 Maranhão - Jeff (2017) - Zook e Takezo (2018)

 Mato Grosso - Caco (2017)

 Mato Grosso do Sul - Miliano (2017) - Miliano (2018)

 Minas Gerais - Douglas Din e FBC (2012) - Douglas Din (2013) - Capanga (2014) - Clara Lima (2015) - Big Léo (2016) - Drizzy (2017) - NG (2018)

Pará Pará - Rog (2013) - Daniel ADR (2014) - Arllan (2015) - Blackout (2017) - Rasta (2018)

 Paraná - Lauro e Ornaghi (2019)

 Pernambuco - Gênio (2012) - Tai (2013) - Salsi (2014) - Cid (2015) - Tai (2016) - HB (2017) - Vitu (2018)

 Rio de Janeiro - Buddy Poke (2012) - Naan (2013) - Lodk (2014) - Orochi (2015) - Samurai (2016) - Choice (2017) - Neo (2018)

 Rio Grande do Sul - Nícolas (2016) - Zandrio (2017) - Pedrinho (2018)

 Santa Catarina - Dre (2018)

 São Paulo - Tagarela (2012) - Koell (2013) - Koell (2014) - Jafari (2015) - TH (2016) - Krawk (2017)

 Tocantins - Alysson (2017) - Lemes (2019)

Campeões Nacionais ( De 2003 até 2018 )[editar | editar código-fonte]

  • 2003: Big Papo reto (RJ) - Liga dos MC's [Vice: Slim Rimografia (SP)]
  • 2004: Gil Metralha (RJ) - Liga dos MC's (Edição RJ) [Vice: Funkero (RJ)]
  • 2005: Beleza (RJ) - Liga dos MC's [Vice: Gunny (BA)]
  • 2006: Emicida (SP) - Liga dos MC's [Vice: Gil Metralha (RJ)]
  • 2007: Simpson (MG) - Liga dos MC's [Vice: Maomé (RJ)
  • 2008: Maomé (RJ) - Liga dos MC's - [Vice: Loco-Motiva (RJ)]
  • 2009: Coé (RJ) - Liga dos MC's - [Vice: Douglas Din (MG)]
  • 2010: TK (RJ) - Liga dos MC's - [Vice: Mamuti (SP)]
  • 2012: Douglas Din (MG) - Duelo de MCs Nacional [Vice: Mirapotira (BA)]
  • 2013: Douglas Din (MG) - Duelo de MCs Nacional [Vice: Koell (SP)]
  • 2013: Kauan (SP) - Liga dos MC's Edição Lapa 10 Anos [Vice: Pereira (RJ)]
  • 2014: Larício (BA) - Duelo de MCs Nacional [Vice: Capanga (MG)]
  • 2015: Orochi (RJ) - Duelo de MCs - Nacional [Vice: Alves (DF)]
  • 2016: Sid (DF) - Duelo de MCs Nacional [Vice: Samurai (RJ)]
  • 2017: César (ES) - Duelo de MCs Nacional [Vice: Drizzy (MG)]
  • 2018: Miliano (MS) - Duelo de MCs Nacional [Vice: NG (MG)]

Ranking de estados por edições conquistadas de Ligas/Nacionais[editar | editar código-fonte]

  • 1° Rio de Janeiro - 7
  • 2° São Paulo - 3
  • 3° Minas Gerais - 3
  • 4º Bahia - 1
  • 5º Distrito Federal - 1
  • 6º Espírito Santo - 1
  • 7° Mato Grosso do Sul - 1

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Os únicos MC's a terem participado mais de uma vez do Duelo de MC's Nacional(desconsiderando a Liga dos MC's) foram: Douglas Din(MG) (2012 e 2013), Koell (SP) (2013 e 2014), Tai (PE) (2013 e 2016), Alves (DF) (2015 e 2017), César (ES) (2016 e 2017), Miliano (MS) (2017 e 2018) e MCharles (CE) (2018 e 2019)

Até o ano de 2016, a região Sul foi a única que nunca teve um representante no Nacional/Liga dos MC's.

Apesar de São Paulo virar um "meme" na internet por nunca ter ganhado um Nacional, o estado tem 3 Liga dos MC's(que é, praticamente, o Nacional antes de ser organizador pela Família de Rua), sendo os campeões, Max B.O(2004), Emicida(2006) e Kauan (2013).

Douglas Din é o único MC a ter participado do Duelo tanto na fase de "Liga dos MC's"(2009) quanto Duelo de MC's Nacional (2012-2013), além de ser o único bi-campeão.

Orochi(RJ) foi o MC mais novo a ganhar o Nacional (16 anos), enquanto Black(BA) o mais novo a participar da competição (13 anos).

César vs Drizzy, até o momento, foi o vídeo mais visto do Nacional.

Desde que começou em 2003, o único ano em que a competição não foi realizada foi em 2011.

Tirando a Bahia(cujo representante foi Larício), o Distrito Federal(cujo representante foi Sid), e o Mato Grosso do Sul(cujo representante foi Miliano), apenas estados do Sudeste ganharam a Liga/Nacional. No total foram 17 edições e 14 vitórias para o Sudeste.

Rio de Janeiro é o estado com a maior quantidade de edições(7 no total, metade das vitórias do Sudeste).

A Liga dos MC's já teve grandes nomes da atualidade como competidores, como Emicida (2006) e Projota(2007).

De 2003 até 2015, a competição tinha o modo "Tradicional"(45 segundos para cada MC em cada round). A partir de 2016, foi aderido o modo "Bate-Volta" para o terceiro round.

Clara Lima foi a única MC da casa(MG) a não ter passado da 1 Fase(isso em 2015).

As únicas mulheres a terem rimado no Duelo de MC's Nacional foram, Mirapotira(BA) (2012), Clara Lima (MG) (2015) e Dre (SC) (2018).

São Paulo, devido à sua grande quantidade de MC's participantes, é o estado com mais batalhas para ganhar para se tornar campeão do Nacional, sendo necessário ganhar de 17 à 20 batalhas. Com o novo formato da família de rua, o esquema fica: Seletiva; Seletiva Regional; Eliminatórias Estaduais; Eliminatórias Regionais (SPxESxMGxRJ); Duelo Nacional(apenas para São Paulo).


Referências

  1. «Porta Curtas». www.portacurtas.com.br. Consultado em 25 de outubro de 2010. Arquivado do original em 27 de novembro de 2010 
  2. «Liga dos MCs escolhe melhor rapper no Circo Voador - O Globo Online». oglobo.globo.com. Consultado em 25 de outubro de 2010 
  3. «HIPHOPulsação: Liga dos MC's (Brasil)». hiphopulsacao.blogspot.com. Consultado em 25 de outubro de 2010 
  4. «SOBREMUSICA | Entrevista: MC Aori (sobre as Batalhas de MCs)». www.sobremusica.com.br. Consultado em 25 de outubro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre hip hop, integrado ao Projeto Hip hop é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.