Likud

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Likud
HaLikud
Presidente Benjamin Netanyahu
Fundação 1973 (aliança)
1988 (Partido unificado)
Sede Metzudat Ze'ev
38 King George Street
Tel Aviv,  Israel
Ideologia
Espectro político Centro-direita[8] a direita[13][14][15][16]
Ala jovem Juventude do Likud
Membros  (2012) 125,000
Afiliação internacional União Internacional Democrata
Afiliação europeia Aliança dos Reformistas e Conservadores Europeus (parceiro regional)[17]
Knesset
30 / 120
Cores Azul
Página oficial
www.likud.org.il

Likud (União, em hebraico) é um partido político de Israel, que congrega o centro-direita e a direita conservadora. Foi criado em 1973, como uma coligação liderada pelo partido Herut que representa os sionistas conservadores. Entre os primeiro-ministros do Likud encontra-se Ariel Sharon, que em 2005 o abandonou para fundar o Kadima. Atualmente o partido lidera o governo, tendo como primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, tendo 27 cadeiras no parlamento, dentro de uma coligação de 66 assentos.

O partido, que ficou em segundo lugar nas eleições de 2009, sofreu em 2005 uma dissidência liderada pelo então primeiro-ministro Ariel Sharon (2001-2006), que provocou a saída de vários de seus líderes mais dispostos a negociar com os palestinos.

O Likud esteve pela primeira vez à frente do governo em 1977 e liderava o país em 1979, quando foi assinado o histórico acordo de paz entre Israel e o Egito. Os dois países haviam se enfrentado dez anos antes na Guerra dos Seis Dias e, desde então, mantêm uma relação de reconhecimento mútuo única entre países árabes e o Estado judeu. O primeiro líder do Likud, que foi chefe de governo de Israel entre 1977 e 1983, foi Menachem Begin. Em 1948, juntamente com os representantes da ala do revisionismo sionista, Menachem Begin fundou o Partido da Liberdade, que assegurou à velha direita sionista um novo alento na vida política do Estado de Israel.

O partido reivindica a península do Sinai como território israelense (a península do Sinai foi conquistada por Israel durante a Guerra dos Seis Dias, quando se defendeu da ameaça de países árabes. Foi devolvida ao Egito por Israel em troca de paz) além de serem contra a desocupação da Cisjordânia.

A 17 de março de 2015, o Likud de Benjamin Netanyahu foi o partido mais votado nas eleições legislativas em Israel, formando um governo de coligação.[18]

Membros[editar | editar código-fonte]

Líderes:

Outros políticos de destaque:

Resultados eleitorais[editar | editar código-fonte]

Data CI. Votos % +/- Deputados +/- Status
1973 2.º 473 309
30,2 / 100,0
39 / 120
Oposição
1977 1.º 583 968
33,4 / 100,0
Aumento3,2
43 / 120
Aumento4 Governo
1981 1.º 718 941
37,1 / 100,0
Aumento3,7
48 / 120
Aumento5 Governo
1984 2.º 661 302
31,9 / 100,0
Baixa5,2
41 / 120
Baixa7 Governo
1988 1.º 709 305
31,1 / 100,0
Baixa0,8
40 / 120
Baixa1 Governo
1992 2.º 651 229
24,9 / 100,0
Baixa6,2
32 / 120
Baixa8 Oposição
1996 2.º 767 401
25,1 / 100,0
Aumento0,2
32 / 120
Estável Governo
1999 2.º 468 103
14,1 / 100,0
Baixa11,0
19 / 120
Baixa13 Oposição
2003 1.º 925 279
29,4 / 100,0
Aumento15,3
38 / 120
Aumento19 Governo
2006 4.º 281 996
9,0 / 100,0
Baixa20,4
12 / 120
Baixa26 Oposição
2009 2.º 729 054
21,6 / 100,0
Aumento12,6
27 / 120
Aumento15 Governo
2013 Likud Yisrael Beitenu
20 / 120
Baixa7 Governo
2015 1.º 985 408
23,4 / 100,0
30 / 120
Aumento10 Governo

Referências

  1. a b «Guide to Israel's political parties». BBC News. 21 de janeiro de 2013. Consultado em 28 de junho de 2015 
  2. Watzal, Ludwig (1999). Peace enemies: the past and present conflict between Israel and Palestine. [S.l.]: PASSIA. p. 28 
  3. «The short life of the "National Unity Government"» (PDF). Konrad Adenauer Foundation. Julho de 2012. p. 1 
  4. «Orbán, Soros and Bibi». Visegrad Post. 19 de julho de 2017 
  5. Daniel Tauber (13 de agosto de 2010). «Ze'ev Jabotinsky (1880-1940)». Likud Anglos. Arquivado do original em 22 de fevereiro de 2011. Jabotinsky's movement and teachings, which can be characterized as national-liberalism, form the foundation of the Likud party. 
  6. McGann, James G.; Johnson, Erik C. (2005). Comparative Think Tanks, Politics and Public Policy. [S.l.]: Edward Elgar Publishing. p. 241. ISBN 9781781958995. The Likud Party, the party of Prime Minister Ariel Sharon, is a national-liberal party, while the Labor Party, led by Shimon Peres, is more left-wing and identified as social-democratic. 
  7. «Israel - Political Parties». GlobalSecurity.org. 12 de abril de 2014. Consultado em 26 de janeiro de 2015. The two main political parties—Likud, essentially national-liberal and Labor, essentially social-democratic—have historical roots and traditions pre-dating the establishment of the State in 1948. 
  8. a b «Meet the parties - Likud». Haaretz. 2015. Consultado em 1 de março de 2015. A national-liberal political movement (center-right, in Israeli terms) that was established as an alliance of parties that united into a single party in 1984. 
  9. Langford, Barry (2017). All Together Now. [S.l.]: Biteback Publishing. Netanyahu, leader of the right-wing populist party Likud, ran for re-election 
  10. Joel Greenberg (22 de novembro de 1998). «The World: Pursuing Peace; Netanyahu and His Party Turn Away from 'Greater Israel'». The New York Times. Consultado em 30 de junho de 2015. Likud, despite defections, had joined Labor in accepting the inevitability of territorial compromise.... Revolutionary as it may seem, Likud's abandonment of its maximalist vision has in fact been evolving for years. 
  11. Ethan Bronner (20 de fevereiro de 2009). «Netanyahu, Once Hawkish, Now Touts Pragmatism». The New York Times. Consultado em 30 de junho de 2015. Likud as a party has made a major transformation in the last 15 years from being rigidly committed to retaining all the land of Israel to looking pragmatically at how to retain for Israel defensible borders in a very uncertain Middle East.... 
  12. Amnon Rapoport (1990). Experimental Studies of Interactive Decisions. [S.l.]: Kluwer Academic. p. 413. ISBN 0792306856. Likud is a liberal-conservative party that gains much of its support from the lower and middle classes, and promotes free enterprise, nationalism, and expansionism. 
  13. «Likud - political party, Israel». Britannica.com. Consultado em 5 de novembro de 2017 
  14. «Guide to Israel's political parties». Bbc.com. 4 de novembro de 2017. Consultado em 5 de novembro de 2017 
  15. «History & Overview of the Likud Party». Jewishvirtuallibrary.org. Consultado em 5 de novembro de 2017 
  16. Ishaan Tharoor (14 de março de 2015). «A guide to the political parties battling for Israel's future». The Washington Post. Consultado em 28 de junho de 2015 
  17. Member parties Alliance of Conservatives and Reformists in Europe
  18. 17 de março de 2015 - Likud de Benjamin Netanyahu foi o partido mais votado
Ícone de esboço Este artigo sobre Israel é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.