Lil Peep

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lil Peep
Informação geral
Nome completo Gustav Elijah Åhr
Também conhecido(a) como Lil Peep,
Gus,
Peep
Nascimento 1 de novembro de 1996
Local de nascimento Allentown
Estados Unidos
Origem Allentown, Pensilvânia
Morte 15 de novembro de 2017 (21 anos)
Local de morte Tucson, Arizona, Estados Unidos
Gênero(s)
Ocupação(ões) Rapper, cantor, compositor
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 20142017
Gravadora(s) Warner Music Sweden
Afiliação(ões) Ghostemane, Bexey, Smokeasac, Lil Tracy, Juicy J, Post Malone, Marshmello

Gustav Elijah Åhr (Allentown, 1 de novembro de 1996Tucson, 15 de novembro de 2017), mais conhecido pelo nome artístico Lil Peep, foi um cantor, compositor e Trapper norte-americano. Suas canções "Awful Things", "Benz Truck" "Star Shopping", "Cry baby" "The Way I See Things","Falling Down","Save That Shit", entre outras ganharam muita fama no SoundCloud e YouTube.

Infância e Juventude[editar | editar código-fonte]

Gustav Åhr nasceu em 1 de Novembro de 1996, em Long Island, Nova Iorque, tendo crescido em Long Beach. A mãe, Liza, era professora da primeira série em Long Island e tem ascendência alemã e irlandesa, enquanto o pai é de origem alemã e sueca. Após abandonar a Long Beach High School, Åhr começou a fazer cursos on-line de informática, vindo a obter um diploma.[2] Pouco depois começou a fazer música sob o nome de "LiL Peep", e a postá-la no YouTube e SoundCloud, ele dizia fazer a maioria de suas músicas em menos de 5 minutos.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início (2015-2017)[editar | editar código-fonte]

Em 2015, Ahr lançou seu primeiro mixtape, Lil Peep Part One, com algum sucesso, gerando 4.000 exibições na primeira semana. No mesmo ano, lançou seu primeiro EP Feelz e outra mixtape, Live Forever..[3][4]

Em 2016, Åhr lançou os dois mixtapes que alavancaram a sua carreira: Crybaby em Junho e Hellboy , em Setembro.[5]

Em Maio de 2017, a banda Mineral acusou Åhr de plágio, com base na canção "Hollywood Dreaming" conter uma sample não licenciado e não creditada da canção "LoveLetterTypewriter", retirada do álbum dos Minerais de 1998, EndSerenading. Åhr disse que estava somente tentando "mostrar alguma admiração" ao utilizar aquele sample.[6]

Come Over When You're Sober (2017)[editar | editar código-fonte]

Em 2 de Junho de 2017, Åhr anunciou seu álbum de estreia, Come Over When You're Sober via Instagram, com data de lançamento de 11 de Agosto de 2017.[7][8]

Åhr anunciou uma turnê Come Over When You're Sober para promover seu álbum de estreia, que começou em 2 de Agosto de 2017, com término previsto para 17 de Novembro de 2017.[9]

Vídeoclipes[editar | editar código-fonte]

Em 8 de Junho de 2017, Lil Peep lançou o videoclipe para a canção "Benz Truck", filmado e dirigido por Mezzy, Wiggy e Joseph Breese, com VFX de Sus Boy.[10] Pouco depois, em 18 de Agosto de 2017, lançou um videoclipe para a música "Awful Things". Lil Peep havia já gravado onze videoclipes de forma independente, para "Backseat", "Girls", "White Wine", "Gym Class", "Beamerboy", "Drugz", "Live Forever", "California World", "Your Eyes", "Nothing to u" e "White Tee".[11] Em 27 de Julho de 2017 Lil Peep lançou o videoclipe para a música "The Brightside", que também serve como segundo single do seu álbum de estreia "Come Over When You're Sober (Parte I)".[12]

Estilo musical[editar | editar código-fonte]

Lil Peep é descrito como "SoundCloud rapper", e o seu estilo musical como sendo rap lo-fi[13] e emo-rap. O New York Times definiu Åhr como rap lo-fi de "Kurt Cobain", classificando a sua música como sombria e diabolicamente melódica.[14] A música de Åhr recebeu influências tanto do rap sulista dos Estados Unidos, como na introspecção angustiada do subgénero de rock post-hardcore.[15]

A música de Åhr contém temas líricos sobre temas como o suicídio, relações passadas e drogas. Åhr foi descrito por Steven J. Horowitz, da revista online Pitchfork, como "o futuro da música emo".[16][17] A suas influências musicais incluem Blink-182, Gucci Mane, Future, Riff Raff, Red Hot Chili Peppers, Crystal Castles, Seshollowaterboyz, Rozz Dyliams, My Chemical Romance e Panic! at the Disco.[18] As suas músicas usaram como sample artistas como Brand New, Radiohead, Underoath, Avenged Sevenfold, Slayer, The Postal Service, Oasis, e The Microphones.[19][20]

No dia 12 de fevereiro de 2018, o seu amigo e DJ Marshmello publicou a última contribuição de Peep para a música, Spotlight, a pedido da mãe do falecido rapper. Ele também foi o maior/melhor cantor de todos do seu estilo musical.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 2017, Åhr residia em Londres, sendo membro do colectivo Gothboiclique. Anteriormente, havia sido membro do Schemaposse.[21]

Åhr tocava trombone e tuba.[22]

Seu feriado favorito era o Halloween.[23]

Åhr era conhecido pelo seu habitual abuso de substâncias, especialmente pelo vício em cocaína, ecstasy, e Xanax, Yaspink algo que ele próprio referia regularmente nas suas letras e posts nas redes sociais.[24][25] Num post no Instagram, Åhr proclamou-se a si mesmo como um "junkie produtivo", dizendo "não use drogas".[26] Era também bastante vocal nas músicas que produzia sobre a sua estreita relação com a sua mãe.

Ele namorou com atriz e cantora Bella Thorne.

Em Agosto de 2017,[27][28][29]em sua conta no Twitter, Peep se assumiu bissexual.

Morte[editar | editar código-fonte]

Em 15 de novembro de 2017, Gustav foi encontrado morto no ônibus onde seguia sua turnê quando um de seus empresários foi acordá-lo para uma performance. A possibilidade de assassinato foi descartada,[30] acreditando-se que sua morte teria sido resultado de uma overdose acidental. Certificou-se que a causa da morte foi uma overdose acidental devido aos efeitos combinados de fentanil e Xanax.[31] Em seu relatório de toxicologia, foram encontradas as seguintes substâncias: Alprazolam, cocaína, fentanil, di-hidrocodeína, hidromorfona, oxicodona, oximorfona, tramadol e cannabis. Não havia álcool em seu corpo.[32][33]

Em um vídeo postado no Instagram horas antes de morrer, Gustav declarou ter ingerido cogumelos alucinógenos e maconha concentrada. Em outro ele dizia ter ingerido seis pílulas de Xanax, seguido de um vídeo onde engole uma pílula branca e balança comprimidos guardados em um frasco. Um post em seguida possuía a legenda "Quando eu morrer, você me amará".

Dias após a sua morte, um relatório policial revelou que Åhr havia tirado uma soneca ao redor das 17:45, antes de um show. Seu empresário checou Åhr duas vezes e o encontrou dormindo e respirando normalmente, embora não conseguisse o acordar. Quando tentou acordá-lo pela terceira vez, Gustav não respondia e aparentava não respirar. Foi tentada uma reanimação cardiorrespiratória, sem sucesso. [34]

Åhr foi cremado em Nova Iorque. [35]

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Vários grandes artistas na indústria musical prestaram suas condolências à Gustav, incluindo Diplo, Post Malone, Wiz Khalifa, Pete Wentz, Marshmello, Zane Lowe, A$AP Nast, Rich Brian, Playboi Carti, Ugly God, Lil Uzi Vert, Bella Thorne, Sam Smith, Lil Pump, Mark Ronson, Trippie Redd, Lil Tracy, Lil Xan e XXXTentacion.[36][37] A banda Good Charlotte prestou sua homenagem lançando um cover de sua música mais popular "Awful Things", tocada ao momento de seu funeral em Nova Iorque.[38]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Mixtapes[editar | editar código-fonte]

  • Lil Peep Part One (2015)
  • Live Forever (2015)
  • Crybaby (2016)
  • Hellboy (2016)

EPs[editar | editar código-fonte]

  • Feelz (2015)
  • Live Forever (2016)
  • California Girls (com Nedarb Nagrom) (2016)
  • Teen Romance (2016)
  • Castles (com Lil Tracy) (2016)
  • Castles II (com Lil Tracy) (2017)

Singles[editar | editar código-fonte]

  • Running Out of Time - R.O.O.T (com P2thegoldmask) (2016)
  • Witchblades (com Lil Tracy) (2017)
  • White Whine (com Lil Tracy) (2017)
  • Kiss (2017)
  • Honestly (2017)
  • Girls (com Horsehad) (2017)
  • Beamer Boy (2017)
  • Absolute in Doubt (2017)
  • Benz Truck (2017)
  • The Brightside (2017)
  • Nightslayer (com Bexey) (2017)
  • Avoid (com Wicca Phase Springs e Doves) (2017)
  • Benz Truck (2017)
  • The Brightside (2017)
  • Awful Things (2017)
  • Save that Shit (2017) - póstumo
  • Spotlight (com Marshmello) (2018) - póstumo
  • 4 Gold Chains (com Clams Cassino) (2018) - póstumo
  • Life is Beautiful (2018) - póstumo


Notas

Referências

  1. Carrie Battan (8 de janeiro de 2018). «Lil Xan and the Year in Sad Rap» (em inglês). Lil Peep, born Gustav Åhr, had been one of the more talented and brutally depressive members of the SoundCloud rap community. 
  2. Joyce, Colin. «Meet Lil Peep, All-American Reject». Fader. Consultado em 10 de fevereiro de 2017 
  3. «Lil Peep @ The Foundry 10/30 | mxdwn.com». Consultado em 10 de agosto de 2017 
  4. «Lil Peep Tour Dates & Tickets». Stereoboard.com. Consultado em 10 de agosto de 2017 
  5. «Meet Lil Peep, The All-American Reject You'll Hate To Love». The FADER. Consultado em 10 de agosto de 2017 
  6. «Emo Veterans Mineral Accuse Lil Peep Of Ripping Them Off». Stereogum. 5 de maio de 2017. Consultado em 29 de julho de 2017 
  7. «Lil Peep Announces Album Title, Shares "no respect freestyle"». The FADER. Consultado em 10 de agosto de 2017 
  8. «Instagram post by @lilpeep • Jun 2, 2017 at 10:23am UTC». Instagram. Consultado em 10 de agosto de 2017 
  9. «Emo-rapper Lil Peep announces 'Come Over When You're Sober' tour – News – Alternative Press». Alternative Press. Consultado em 10 de agosto de 2017. Arquivado do original em 10 de agosto de 2017 
  10. Lil Peep (8 de junho de 2017). «lil peep – benz truck». YouTube 
  11. «We Went To Lil Peep's House Today To Drop His "White Tee" Music Video». Themaskedgorilla.com. Consultado em 8 de outubro de 2017 
  12. Pulgar, E.R. «Lil Peep Looks at 'the Brightside' in New Video». Vmagazine.com. Consultado em 3 de agosto de 2017 
  13. «How Losing SoundCloud Would Change Music». The Ringer. Consultado em 10 de agosto de 2017 
  14. Caramanica, Jon (22 de junho de 2017). «The Rowdy World of Rap's New Underground». The New York Times. ISSN 0362-4331. Consultado em 10 de agosto de 2017 
  15. Harrison, Angus (21 de abril de 2017). «Lil Peep: the YouTube rapper who's taking back emo». The Guardian. ISSN 0261-3077. Consultado em 10 de agosto de 2017 
  16. «BLITZ – Morreu Lil Peep, aos 21 anos». Jornal blitz. Consultado em 16 de Novembro de 2017 
  17. «Tears of a Dirtbag: Rapper Lil Peep Is the Future of Emo». Pitchfork.com 
  18. «Internet Hippy, a Selfie with LiL PEEP 1. How did you end up...». Internet Hippy 
  19. «"White Wine" by Lil Peep Review». Pitchfork.com 
  20. «13 Artists You Need To Know About In 2017». Thefader.com 
  21. Templeton, Lily (22 de junho de 2017). «Front Row at Haider Ackermann Men's Spring 2018». WWD. Consultado em 10 de agosto de 2017 
  22. «The Break Presents: Lil Peep – XXL». XXL Mag. Consultado em 10 de agosto de 2017 
  23. «Lil peep descreve o halloween como seu feriado favorito (EM INGLÊS)» 
  24. «Is Lil Peep's Music Brilliant or Stupid as Shit?». Noisey.vice.com. 23 de dezembro de 2016. Consultado em 8 de outubro de 2017 
  25. SINNER, GOTH ANGEL. «I am a depressed drug addict and I'm nearing my breaking point. Everything I love is disappearing». Twitter. Consultado em 8 de outubro de 2017 
  26. [1] [ligação inativa]
  27. Tracer, Dan (9 de agosto de 2017). «Rapper Lil Peep comes out as bi on Twitter». Queerty.com. Consultado em 8 de outubro de 2017 
  28. «Lil Peep Reveals He's Bisexual – XXL». XXL Mag. Consultado em 10 de agosto de 2017 
  29. "Rapper Lil Ppep Comes Out as Bisexual]". World Entertainment News Network (England). August 10, 2017.
  30. «(EM INGLÊS) Morre rapper Lil Peep aos 21». Consultado em 5 de junho de 2018 
  31. «(EM INGLÊS) Rapper Lil Peep morre devido a uma overdose poderosa de fentanil e xanax». Consultado em 5 de junho de 2018 
  32. «Causa da morte de LiL PEEP determinada (EM INGLÊS)» 
  33. «(EM INGLÊS) Relatório de toxicologia Gustav Ahr» (PDF). Consultado em 5 de junho de 2018 
  34. «Relatório policial LiL Peep [EM INGLÊS]». Consultado em 5 de junho de 2018 
  35. «(EM INGLÊS) Lembrando Gustav Ahr». Consultado em 5 de junho de 2018 
  36. «(EM INGLÊS) Diplo, Post Malone, Pete Wentz e outros reagem a morte de Lil Peep». Consultado em 5 de junho de 2018 
  37. «Músicos reagem a morte de Lil Peep [EM INGLÊS]». Consultado em 5 de junho de 2018 
  38. «(EM INGLÊS) Good Charlotte toca "Awful Things" no memorial de Lil Peep». Consultado em 5 de junho de 2018 

Leitura complementar[editar | editar código-fonte]